Comida por cordas e muitas lágrimas. Últimos moradores do prédio Coutinho resistem ao despejo

Abel F.Dantas / ZAP

São nove os moradores do prédio Coutinho, em Viana do Castelo, que resistem no edifício que vai ser demolido para dar origem ao novo mercado municipal. Sem água e sem gás e com as autoridades a impedirem entradas no edifício, estão a receber comida içada por cordas.

O impasse prossegue no Prédio Coutinho que está para ser demolido desde 2000, por razões estéticas, para dar origem ao novo mercado municipal de Viana do Castelo.

A sociedade VianaPolis, que gere o programa que prevê a desconstrução do imóvel, não desiste da ordem de despejo que foi deliberada por um tribunal. E as fechaduras das portas exteriores do edifício foram trocadas pela PSP que mantém agentes à entrada do imóvel, não deixando entrar não moradores.

A SIC Notícias avança que os moradores do edifício podem sair à vontade, mas que precisam de autorização para voltar a entrar nas suas casas.

Entre os 9 resistentes que se recusam a sair do prédio, alguns são idosos que dependem dos seus filhos para levarem a cabo as rotinas diárias.

Entre a preocupação e as lágrimas, começa a ser complicado para quem resiste no edifício permanecer, já que a água e o gás foram cortados.

Durante terça-feira, os moradores chegaram a receber comida que foi içada pelas janelas com a ajuda de cordas, como reporta o Jornal de Notícias.

É um dia negro para Viana do Castelo“, lamenta ao Correio da Manhã um dos proprietários que se recusam a entregar as chaves, Valdemar Cunha. Este morador lamenta que as pessoas “estão a ser tratadas de forma violenta, sem respeito”.

“Moradores estão sob sequestro”

Entretanto, o advogado de vários moradores, Magalhães Sant’Ana, revelou aos jornalistas que o tribunal aceitou a acção de intimação pela defesa de direitos, liberdades e garantias dos últimos moradores do prédio Coutinho, que foi apresentada na passada quarta-feira.

A VianaPolis tem agora cinco dias para contestar a acção que não produz efeitos suspensivos ao despejo que começou segunda-feira por decisão do tribunal.

Magalhães Sant’Ana admitiu ter tido alguma dificuldade em aceder ao edifício, por lhe ter sido impedida a entrada pelos seguranças de uma empresa privada.

O advogado lamentou a forma “bizarra” como está a ser feita esta acção de despejo, considerando até que os últimos “moradores do edifício estão sob sequestro“.

Situado em pleno centro da cidade, o edifício Jardim, mais conhecido por prédio Coutinho, tem 13 andares e a sua demolição está prevista desde 2000 no âmbito do programa Polis, para ali ser construído o novo mercado municipal.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Já há refugiados afegãos a realizarem entrevistas de emprego em Portugal

Já há refugiados afegãos a realizarem entrevistas de emprego em Portugal, disse a secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira. Em três semanas, chegaram 178 refugiados afegãos a Portugal. A secretária de …

Arranca hoje a conferência dos Trabalhistas - num clima de "guerra civil" entre Starmer e os Corbynistas

A proposta de Starmer de mudar a sistema de eleição do líder dos Trabalhistas tem suscitado muitas críticas, num partido que já estava profundamente dividido entre os membros mais conservadores e os membros leais a …

Multinacional oferece emprego qualificado em Portugal mas não tem candidatos

Um engenheiro de Mirandela regressou à terra para instalar na cidade transmontana o polo principal de uma nova multinacional na área da energia que está a recrutar, mas não consegue candidatos para emprego qualificado. Manuel Lemos …

Austrália, Japão, EUA e Índia reúnem-se "sem objetivos militares", mas China sente-se ameaçada

Estados Unidos, Austrália, Japão e Índia reuniram-se naquela que foi a primeira reunião do chamado Quad. A China sente-se ameaçada e avisa que o grupo está "fadado ao fracasso". Joe Biden liderou esta sexta-feira a primeira …

"Escândalo". FCSH acusada de abrir concurso à medida de Raquel Varela

A Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa está a ser acusada de abrir um concurso à medida da historiadora Raquel Varela. A polémica com a historiadora começou na segunda-feira, 20 de …

Descobertos cadáveres de guerreiros do século XIII. Podem ter sido enterrados pelo Rei Luís IX

Cientistas britânicos acreditam que os cadáveres dos guerreiros cristãos tenham sido enterrados por Luís IX, rei de França, no século XIII. Um grupo de arqueólogos internacionais encontrou no castelo de Sidon, no Líbano, valas comuns com …

Hidroavião de Sacadura Cabral e Gago Coutinho é único no mundo e está em Lisboa

Um dos hidroaviões que há quase 100 anos transportaram Sacadura Cabral e Gago Coutinho na primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul está exposto no Museu da Marinha, em Lisboa, e é o único aparelho original …

Programa da SIC Notícias comentou eleições em dia de reflexão. CNE deixou aviso

O "Programa Cujo Nome Estamos Legalmente Impedidos de Dizer", da SIC Notícias, falou sobre as eleições em dia de reflexão, porque "comentário não é propaganda eleitoral". As eleições autárquicas estão marcadas para este domingo e, como …

Os dentes das formigas-cortadeiras são tão resistentes como facas

Um novo estudo indica que as formigas-cortadeiras têm uma teia de átomos de zinco entrelaçados na estrutura biológica das mandíbulas, o que lhes dá a durabilidade de um conjunto de facas de aço inoxidável. De acordo …

Francisco George defende vacinação de crianças com menos de 5 anos contra a covid-19

As crianças maiores de cinco anos devem ser vacinadas contra a covid-19, desde que a segurança e a eficácia da vacina estejam comprovadas cientificamente nestas idades, defende o médico especialista em saúde pública Francisco George. A …