Comida por cordas e muitas lágrimas. Últimos moradores do prédio Coutinho resistem ao despejo

Abel F.Dantas / ZAP

São nove os moradores do prédio Coutinho, em Viana do Castelo, que resistem no edifício que vai ser demolido para dar origem ao novo mercado municipal. Sem água e sem gás e com as autoridades a impedirem entradas no edifício, estão a receber comida içada por cordas.

O impasse prossegue no Prédio Coutinho que está para ser demolido desde 2000, por razões estéticas, para dar origem ao novo mercado municipal de Viana do Castelo.

A sociedade VianaPolis, que gere o programa que prevê a desconstrução do imóvel, não desiste da ordem de despejo que foi deliberada por um tribunal. E as fechaduras das portas exteriores do edifício foram trocadas pela PSP que mantém agentes à entrada do imóvel, não deixando entrar não moradores.

A SIC Notícias avança que os moradores do edifício podem sair à vontade, mas que precisam de autorização para voltar a entrar nas suas casas.

Entre os 9 resistentes que se recusam a sair do prédio, alguns são idosos que dependem dos seus filhos para levarem a cabo as rotinas diárias.

Entre a preocupação e as lágrimas, começa a ser complicado para quem resiste no edifício permanecer, já que a água e o gás foram cortados.

Durante terça-feira, os moradores chegaram a receber comida que foi içada pelas janelas com a ajuda de cordas, como reporta o Jornal de Notícias.

É um dia negro para Viana do Castelo“, lamenta ao Correio da Manhã um dos proprietários que se recusam a entregar as chaves, Valdemar Cunha. Este morador lamenta que as pessoas “estão a ser tratadas de forma violenta, sem respeito”.

“Moradores estão sob sequestro”

Entretanto, o advogado de vários moradores, Magalhães Sant’Ana, revelou aos jornalistas que o tribunal aceitou a acção de intimação pela defesa de direitos, liberdades e garantias dos últimos moradores do prédio Coutinho, que foi apresentada na passada quarta-feira.

A VianaPolis tem agora cinco dias para contestar a acção que não produz efeitos suspensivos ao despejo que começou segunda-feira por decisão do tribunal.

Magalhães Sant’Ana admitiu ter tido alguma dificuldade em aceder ao edifício, por lhe ter sido impedida a entrada pelos seguranças de uma empresa privada.

O advogado lamentou a forma “bizarra” como está a ser feita esta acção de despejo, considerando até que os últimos “moradores do edifício estão sob sequestro“.

Situado em pleno centro da cidade, o edifício Jardim, mais conhecido por prédio Coutinho, tem 13 andares e a sua demolição está prevista desde 2000 no âmbito do programa Polis, para ali ser construído o novo mercado municipal.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …