PP ganha eleições em Espanha e reclama direito de governar

Juan Carlos Cardenas / EPA

Mariano Rajoy, primeiro-ministro e líder do Partido Popular espanhol

Mariano Rajoy, primeiro-ministro e líder do Partido Popular espanhol

O Partido Popular espanhol, liderado pelo chefe do governo de gestão, Mariano Rajoy, é o vencedor das eleições em Espanha, anunciou a comissão eleitoral.

O Partido Popular de Mariano Rajoy venceu novamente as eleições legislativas em Espanha, agora com 137 deputados eleitos – um aumento de 14 lugares face aos 123 deputados conseguidos nas eleições de dezembro.

O Partido Socialista, PSOE, ficou em segundo lugar, com 85 lugares no congresso espanhol, enquanto a aliança de esquerda Unidos Podemos elegeu 71 deputados e o partido de centro-direita Ciudadanos conseguiu 32 assentos.

Mariano Rajoy reclamou “o direito de governar” e prometeu estar “à altura das circunstâncias”, afirmando que o objetivo principal é “ser útil a 100% dos espanhóis”.

Ganhámos as eleições, reclamamos o direito de governar”, declarou Mariano Rajoy, num discurso a partir de um palanque onde se lia em letras garrafais “Gracias” (obrigado).

“Agora o que se trata é de ser 100% útil a todos os espanhóis, os que votaram em nós e os que não votaram. Estamos à disposição de todos”, acrescentou Rajoy.

O líder conservador foi recebido aos gritos de “Presidente, Presidente” (presidente do Governo) e começou o seu discurso com a expressão “Sim, é possível”, mensagem repetida pelos milhares de apoiantes.

Podemos reconhece resultado insatisfatório

O candidato da coligação de esquerda Unidos Podemos à chefia do governo espanhol, Pablo Iglesias, admitiu hoje que os resultados eleitorais não são satisfatórios e não cumprem as expetativas criadas.

Sob os aplausos dos membros da comissão executiva da coligação, Iglesias pediu uma reflexão sobre o aumento do voto no conservador Partido Popular (PP).

O líder da Unidos Podemos reconheceu estar preocupado com o aumento do voto no PP e afirmou que as forças progressistas devem começar a dialogar a partir dos espaços que as unem.

 Socialistas culpam Podemos pela vitória do Partido Popular

O líder do PSOE, Pedro Sánchez, admitiu não estar satisfeito com o resultado das eleições legislativas realizadas hoje e responsabilizou o líder do Podemos, Pablo Iglesias, pela vitória do conservador Partido Popular.

“Espero que Iglesias reflita sobre estes resultados. Teve a possibilidade de por fim ao Governo de Mariano Rajoy”, disse Pedro Sánchez à comunicação social, na sede do PSOE em Madrid.

“Mas a intransigência e o interesse pessoal acima do interesse público permitiu melhorar os resultados do PP”, acrescentou Sanchéz.

Impasse, mas menos

Após as eleições de dezembro, que o PP venceu sem maioria, não foi possível formar governo em Espanha. O PP obteve na altura 123 dos 350 lugares do parlamento espanhol.

O PSOE – Partido Socialista Operário Espanhol conseguiu 90, o partido de esquerda radical e anti-austeridade Podemos obteve 69, e o centrista Ciudadanos, 40.

Esta distribuição inviabilizou a formação de uma maioria no parlamento espanhol com apenas 2 partidos, e todas as negociações para envolver 3 partidos numa solução governativa fracassaram.

Nas eleições deste domingo, o PP sobe 14 deputados, o PSOE perde 5, o Podemos ganha 2 e o Ciudadanos perde 8.

Ainda assim, só uma coligação de 2 partidos entre o PP e o PSOE obtém os 176 deputados necessários para uma maioria absoluta.

No entanto, um governo PP-Ciudadanos teria 169 assentos, a apenas 7 da maioria absoluta, podendo negociar o apoio de alguns dos 25 deputados eleitos pelas  formações regionais que conseguiram representação no parlamento

AJB, ZAP / Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Mau…
    Se depois de tudo, o partido dos corruptos (e do galego rafeiro) ganhou as eleições, a Espanha também está com pouca sorte…

  2. Por cá ainda não se ouviu o PS e o BE a comentar as eleições em Espanha, sempre tão atentos ás mudanças noutros países estão tão caladinhos!

Em pânico, os norte-americanos estão a comprar pintainhos para lidar com a pandemia

Todo o mundo está a ser afetado pela pandemia de covid-19, tendo os norte-americanos, inicialmente, corrido aos supermercados para comprar o máximo de papel higiénico possível. Porém, agora, o produto é outro. De acordo com o …

20 anos depois, aldeias no Peru ainda sofrem com derrame de mercúrio

Em junho de 2000, um camião derramou mercúrio, da mina de ouro Yanacocha, a maior da América Latina, em três aldeias do Peru. 20 anos depois, os moradores ainda sofrem as consequências deste acidente. Quando Francisca …

Caso BPP. Ex-banqueiro João Rendeiro acusado de nova burla

O Ministério Público (MP) acusou o ex-presidente e fundador do BPP, João Rendeiro, de mais um crime de burla qualificada no caso BPP, segundo avança o Correio da Manhã. A acusação relaciona-se, de acordo com o …

EUA "confiscam" na Tailândia 200 mil máscaras que iam para a Alemanha

A polícia de Berlim, na Alemanha, encomendou 200 mil máscaras cirúrgicas a uma empresa americana. Porém, foram "confiscadas" em Banguecoque, na Tailândia, e desviadas para os Estados Unidos. O ministro do Interior de Berlim considerou o …

Valência chega a acordo com Diogo Leite. Saída do FC Porto estará quase consumada

O Valência tem 20 milhões de euros para oferecer ao FC Porto em troca do defesa-central Diogo Leite, com quem já terá chegado a acordo. De acordo com o jornal desportivo A Bola, Diogo Leite já …

Jornais espanhóis fazem boicote às "conferências-farsas" do Governo

Os jornais espanhóis, como o Libertad Digital, o El Mundo, o ABC e o Vozpópuli, estão a boicotar as conferências de imprensa do governo de Espanha, acusando-o de filtrar as perguntas dos meios de comunicação. Tudo começou …

Número diário de óbitos desce em Espanha. Mais um campo de refugiados grego em quarentena

Em Espanha, o número diário de óbitos por infeção de covid-19 tem mantido uma tendência de subida. Já na Alemanha, há menos casos, mas mais mortes. Espanha continua a manter a tendência de descida do número …

Trump diz que o pior está para vir (mas admite aliviar restrições para ir à missa na Páscoa)

Este sábado, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, admitiu que o pior ainda está para vir e que ainda “vai haver muitas mortes". Depois, disse que está a pensar aliviar as restrições para permitir …

Covid-19. Mais 754 casos de infeção e 29 mortes em Portugal

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Deral da Saúde (DGS) este domingo, há 11.278 infetados por covid-19 em Portugal e 295 óbitos. O número de infetados por covid-19 subiu, este domingo, para um total …

Inspetores do SEF suspeitos de assassinar ucraniano foram identificados em carta anónima

Os três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) suspeitos de assassinar um ucraniano no aeroporto de Lisboa foram identificados numa carta anónima enviada à Polícia Judiciária (PJ). De acordo com o semanário Expresso, a …