/

PP ganhou em Espanha, mas longe da maioria absoluta

Populares de Cantabria / Flickr

o presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy

o presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy

O governante Partido Popular, de centro-direita, venceu as eleições legislativas na Espanha, mas ficou longe da maioria absoluta, segundo sondagens divulgadas no encerramento das urnas, que apontam para um parlamento fragmentado.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Segundo a sondagem divulgada pela emissora estatal RTVE, o PP do primeiro-ministro Mariano Rajoy terá obtido entre 114 e 118 cadeiras, enquanto o partido socialista PSOE terá obtido entre 81 e 85, seguido de perto pelo Podemos, de esquerda, com entre 76 e 80.

Em quarto lugar estará o partido liberal centrista Ciudadanos, com entre 47 e 50 deputados no parlamento espanhol, que tem 350 assentos.

Estes resultados resultam num parlamento muito fragmentado, que deverá dificultar a formação de governo, já que nem mesmo eventuais alianças entre dois partidos não alcançariam a soma necessária de 176 deputados que dão a maioria absoluta.

Segundo a agência de notícias espanhola EFE, todas as sondagens mostram uma grande queda na votação dos dois principais partidos, o PP e o PSOE, que governaram a Espanha de forma alternada desde 1982.

O PP passa da grande maioria absoluta que obteve em 2011, com 186 deputados, para ficar com entre 114 e 118, enquanto os socialistas passam dos 110 que alcançaram há quatro anos para entre 81 e 85.

O partido emergente Podemos, liderado por Pablo Iglesias, nascido no calor dos protestos dos indignados em 2011, situa-se agora como a terceira força parlamentar, com 76 a 80 deputados.

Como quarta força posiciona-se agora o também emergente Ciudadanos, de Albert Rivera, que começou a sua carreira política na Catalunha.

ZAP

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.