“O medo vai sempre existir”. Um dos poucos países sem covid-19 autoriza regresso de 143 cidadãos

Palau, que tem mais de 500 ilhas e cerca de 18 mil habitantes, é um dos poucos lugares do mundo onde não foram registados casos de covid-19. Agora, o país vai permitir que 143 cidadãos que estão no estrangeiro regressem a casa.

Palau encerrou as suas fornteiras a 22 de março, o que terá ajudado a travar a propagação de covid-19 que, até hoje, não foi registava no país. No entanto, há 143 cidadãos que ainda se encontram no estrangeiro e que não podem regressar até se voltarem a abrir as fronteiras.

O Presidente de Palau, Tommy Rememgesau, avançou com a decisão de autorizar o regresso dos cidadãos, uma decisão que não foi pacífica entre a população do país. Várias pessoas questionaram a decisão do presidente, argumentando que isto põe em causa a vida das 18 mil pessoas que vivem em Palau, em comparação com apenas 143 cidadãos presos no exterior.

De acordo com o jornal Tapei Times, Rememgesau disse aos deputados que o país tem a responsabilidade de o fazer. “É uma questão de minimizar o risco e fazer um esforço concertado, e, espero, apoiado por todos em Palau, embora tenhamos medo”, admitiu. “Não me vou iludir e dizer que vou esperar até não haver medo em Palau. Podemos nunca ver esse dia chegar”.

“O medo vai sempre existir”, explicou Remengesau. “Mas temos de perguntar: o que fazemos com os cidadãos em dificuldades? Simplesmente fechamos a porta e dizemos: ‘Vocês não podem entrar no país?'”.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, o senador Stevenson Kuartei, médico, disse que, embora esteja sob a autoridade do Presidente fazer uma convocação para repatriações, é preciso haver uma avaliação cuidadosa do risco.

“Os cidadãos podem voltar para casa com segurança e isso foi feito com os 10 pacientes que foram repatriados de Taiwan. Mas isso estava sob uma situação muito controlada. Uma estratégia meticulosamente planeada e executada deve acontecer e requer quarentena em Guam e Palau com testes oportunos”, disse.

Tomada a decisão, o regresso vai acontecer a partir da próxima quinta-feira. O regresso será efetuado em três grupos separados de 50 pessoas e processar-se-á em três fases.

Primeiro haverá duas semanas de quarentena num hotel em Guam, um território dos Estados Unidos no Pacífico. De seguida, os cidadãos estarão outras duas semanas noutro hotel, em Palau, sob guarda policial. Por fim, os regressados terão de se autoisolar durante mais duas semanas. Ao longo de todo esse período, irão ser testados.

ZAP //

 

 

 

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

“Não vou ser infetado e propagar a covid-19”. Burundi anuncia triagem maciça da população

O Governo do Burundi começou esta segunda-feira uma campanha de triagem maciça da covid-19, decisão que demonstra uma alteração das políticas implementadas pelo novo Presidente do país no sentido de combater mais assertivamente a propagação …

Despedida de Centeno e estreia de Leão. Eurogrupo elege presidente na quinta-feira

A eleição para a presidência do Eurogrupo, na quinta-feira, será a última reunião presidida por Mário Centeno e a estreia europeia de João Leão como ministro das Finanças. A eleição para a presidência do Eurogrupo é …

Governo está a preparar um programa específico de apoio ao Algarve

O Algarve terá um programa específico de apoio, que já está a ser preparado pelo Governo, avançou o ministro da Economia esta terça-feira. O ministro da Economia disse, esta terça-feira, que o Governo está a preparar …

OMS admite transmissão pelo ar e pede que se evitem espaços fechados

Depois do alerta de 239 especialistas, a Organização Mundial de Saúde diz que há novas provas de que o novo coronavírus se transmite pelo ar. A Organização Mundial de Saúde (OMS) admitiu, esta terça-feira, haver novas …

Lufthansa vai cortar mil empregos administrativos (e reduzir novas aeronaves a metade)

Esta terça-feira, a Lufthansa anunciou novas medidas do seu plano de reestruturação que incluem uma redução de mil postos de trabalho nos serviços administrativos. A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou, esta terça-feira, que irá reduzir o …

Bloco deixa recado ao PS: voto do Suplementar não estará garantido para o OE2021

Depois de o PCP ter rompido o espírito de acordos à esquerda, foi a vez de o Bloco de Esquerda deixar avisos para 2021. Em entrevista ao portal esquerda.net, divulgada esta terça-feira, Mariana Mortágua deixa claro …

Ferrari vai enfrentar problemas no Mundial de F1 "sem chorar"

O diretor-geral da Ferrari elogiu o talento de Leclerc e mostrou-se preocupado com os problemas que afetaram Sebastian Vettel. O diretor-geral da Ferrari, Louis Camilleri, reiterou esta terça-feira a confiança na equipa e assegurou que a …

Governo russo exige 1,8 mil milhões de euros a empresa mineira por poluição no Ártico

A agência russa de defesa do ambiente exigiu uma indemnização de 147,8 mil milhões de rublos (1,8 mil milhões de euros) ao conglomerado mineiro Norilsk Nickel, pela grave poluição do Ártico com hidrocarbonetos. Em comunicado, a …

Perda de habitat pode aumentar doenças que passam de animais para humanos, prevê ONU

Um novo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) alertou que podem surgir mais doenças que passam de animais para humanos, como a covid-19, à medida que os habitats são devastados pela exploração da vida …

Rússia ameaça retaliar face às sanções "hostis" do Reino Unido

A Rússia ameaçou responder às sanções "hostis" anunciadas por Londres contra 59 pessoas e entidades, 25 delas russas. A Rússia vai responder às sanções "hostis" anunciadas pelo Governo britânico contra 49 pessoas e organizações, 25 das …