“Números podem chegar a valores insuportáveis”. Portugal poderá já ter entrado na 3.ª vaga

António Pedro Santos / Lusa

A estimativa do especialista Carlos Antunes é de que Portugal já tenha entrado na terceira vaga. O investigador avisa que “os números podem chegar a valores insuportáveis”.

Carlos Antunes, engenheiro, professor e investigador da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, é um dos especialistas que oferece aconselhamento científico ao Governo no combate à pandemia de covid-19. Na sua opinião, citada pelo Observador, “estamos efetivamente na terceira vaga”.

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 90 mortes e 4.956 casos positivos ao novo coronavírus, de acordo com os dados do mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este foi o quarto dia com mais óbitos desde o início da pandemia em Portugal e desde 14 de dezembro que não havia tantas mortes por covid-19 num só dia.

Atualmente, 14,4% do número médio de amostras processadas com recursos a testes PCR e a testes de antigénio resultaram positivos. Na ótica de Carlos Antunes é um “salto galopante” em relação aos 8,8% registados oito dias antes da época natalícia.

Perante estes números é possível concluir que o Natal e a Passagem de Ano terão mesmo provocado um aumento das cadeias de contágio, desencadeando uma nova vaga.

“Sem medidas drásticas, os números podem chegar a valores insuportáveis. E isto, sem ainda estarmos a considerar a entrada de uma nova variante que pode ultrapassar os 50% de aumento de contágio face à atual variante dominante”, alerta o especialista em declarações ao Observador.

O número de novos casos de infeção pelo novo coronavírus está a aumentar exponencialmente em todo o território continental, com o risco de transmissão a nível nacional fixado em 1,14.

Carlos Antunes estima que todos os dias 5.700 pessoas fiquem infetadas, mas a média dos últimos sete dias prevê que só 5.200 estão a ser diagnosticadas.

“A evolução rápida aconteceu na primeira vaga, mas com uma grande diferença: na primeira começámos do zero, agora a terceira vaga começou de um patamar de incidência na ordem dos 3.400 casos, de internamentos na ordem das 2.900 camas de hospital; e de óbitos na ordem dos 70 por dia”, explica Carlos Antunes.

O especialista epidemiológico prevê ainda que, a 12 de janeiro, Portugal possa atingir uma média de 6.500 a 6.600 contágios diários nos sete dias anteriores, 3.200 internamentos hospitalares (524 dos quais em unidades de cuidados intensivos) e 87 mortes.

Daniel Costa Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Mas qual terceira vaga?! Estamos na segunda que já se sabia que iria ter o seu pico não em meados de dezembro mas sim em meados de janeiro. Apenas houve um ligeiro abrandamento momentâneo. Esta é ainda a segunda vaga. Não a terceira.

  2. Era de prever este aumento em Janeiro, a mim não me admira absolutamente nada, aliás estava mesmo á espera disto porque o n/ Governo anda a dormir na forma e não pensa, tem de ser tudo desenhado, cambada de idiotas. Em vez de restringir os horarios da abertura do comércio, restaurantes e hipermercados deveria tê-los alongado para evitar a aglomeração de pessoas nos ditos locais, o comercio fechar á 1 da tarde é a maior das aberrações que já vi..
    Enfim.. agora cá está nova vaga…

Amnistia Internacional retira estatuto de prisioneiro de consciência a Navalny

A Amnistia Internacional anunciou que não pode considerar o principal opositor russo um "prisioneiro de consciência" devido a algumas declarações nacionalistas e xenófobas feitas por si no passado. Esta informação foi revelada, na terça-feira, pelo jornalista …

CGTP volta à rua com concentrações nos distritos e greves e plenários nas empresas

A CGTP vai voltar à rua pela valorização dos salários e do emprego e o respeito pelos direitos individuais e coletivos. A CGTP volta à rua com uma Jornada Nacional de Luta descentralizada para exigir melhores …

27 reúnem-se numa videocimeira para discutir restrições e a aceleração do processo de vacinação

Esta quinta-feira, os 27 reúnem-se virtualmente, numa cimeira coordenada, a partir de Bruxelas, pelo presidente do Conselho Europeu Charles Michel.  Segundo apurou a TSF, na videocimeira desta quinta-feira, os governos deverão reconhecer que a situação epidemiológica …

Em risco de perder a imunidade, Puigdemont fala em "pressão espanhola"

Carles Puigdemont, Toni Comín e Clara Ponsati estão em risco de perder imunidade. O ex-presidente do governo da Catalunha fala em "pressão espanhola" no Parlamento Europeu. O levantamento da imunidade de Carles Puigdemont e de dois …

Plano de desconfinamento a circular nas redes sociais é falso. Governo faz denúncia ao Ministério Público

Esta quinta-feira, começou a circular nas redes sociais um alegado plano de desconfinamento que teria início já no mês de março. O Governo já veio avisar que o documento é falso e vai fazer uma …

Carlos Carreiras diz que "Passos Coelho não é passado, é presente"

O presidente da Câmara de Cascais voltou a criticar a liderança do líder do PSD e, em sentido contrário, deixou rasgados elogios ao seu antecessor. Numa entrevista ao jornal Público e à rádio Renascença, Carlos Carreiras …

PSP diz que jovem que se gabou de violação no Instagram pode ter "fantasiado"

A Polícia de Segurança Pública (PSP) de Viseu afirma que "tudo leva a crer" que o jovem que assumiu, em direto no Instagram, ter violado uma rapariga estivesse a fantasiar. A PSP de Viseu identificou o …

Termina hoje o prazo para validar faturas para apresentar no IRS

Os contribuintes têm até esta quinta-feira para validar e verificar as faturas de 2020 no Portal e-fatura e que vão servir de base no cálculo das deduções no IRS. Há já vários anos que as deduções …

“Foi torturada”. Princesa Latifa escreve carta à polícia a pedir que investigue desaparecimento da irmã

Latifa escreveu à polícia britânica em 2019. O caso da sua irmã Shamsa, raptada em Inglaterra há mais de vinte anos, tem muitas semelhanças com o drama agora vivido pela princesa. A princesa Latifa, filha do …

Pelo menos oito mortos após golpe de Estado em Myanmar. ONG pedem embargo ao fornecimento de armas

Pelo menos oito pessoas morreram em Myanmar, como resultado da violência desencadeada após o golpe de Estado realizado pelos militares a 1 de fevereiro, segundo a Associação de Assistência aos Prisioneiros Políticos (AAPP). Até agora, o …