Portugal obrigado a dar 853 milhões por ano para salvar bancos europeus

O Estado português está forçado a contribuir com 853 milhões de euros para o novo Fundo Único de Resolução que visa salvar os bancos europeus em dificuldades financeiras. Um valor a ser pago neste ano e, em igual montante, também no próximo.

Os dados são avançados pelo Dinheiro Vivo, que nota que este “megafundo europeu“, que só foi constituído no início deste ano, tem ainda pouco dinheiro de reserva. Assim, exige aos países-membros da União Europeia o seu contributo para o confortarem.

O Fundo Único de Resolução (FUR) surgiu no âmbito da ideia do chamado bail in” (ou resgate interno) e que tem por princípio a lógica de que “as crises bancárias devem ser pagas pela própria banca”, conforme sustenta o Dinheiro Vivo.

Contudo, os bancos alegam não ter fundos suficientes para confortar o FUR com os valores necessários. Deste modo, é necessária a intervenção dos Estados e dos fundos públicos.

O FUR tem actualmente, 10,8 mil milhões de euros em dinheiro, de acordo com dados de uma fonte oficial da instituição citados pelo Dinheiro Vivo.

Até Setembro passado, os bancos portugueses já adiantaram ao FUR 144,5 milhões de euros, segundo a mesma fonte. Esta verba foi recolhida através do Fundo de Resolução nacional, gerido pelo Banco de Portugal, e enviada depois para o Fundo europeu.

Mas este valor respeita apenas, a “1% do total” da contribuição de Portugal, afiança-se no Dinheiro Vivo.

Assim, o Estado terá que emprestar ao FUR 853 milhões de euros este ano e outro tanto em 2017.

Os valores estão inscritos no Orçamento de Estado para 2017 e entram em jogo nas contas do défice.

O Estado já foi forçado a entrar com um empréstimo de 3,9 mil milhões de euros para o Fundo de Resolução nacional.

O FUR tem como objectivo recolher 55 mil milhões de euros até 2023. Mas teme-se que a parca “almofada” recolhida até agora possa vir a ser usada mais depressa do que se desejaria, perante as difíceis situações financeiras do banco alemão Deutsche Bank e do banco italiano Monte dei Paschi di Siena.

ZAP

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

    • A Primeira e a Segunda também iam acabar com muita coisa e foi o que se viu. Cada vez pior. Séculos e séculos de opressão e violência e com as novas tecnologias isto vai tornar-se verdadeiramente insuportável.

  1. Quando há ganhos distribuem pelos accionistas, pagam chorudos salários e sugam os clientes com comissões.
    Quando há prejuizos continua a mamadeira mas quem sutenta a farra são os contrbuintes e os pps clientes a quem não duvidam em tirar a casa se não paga a prestação.

  2. Verdade mesmo….quando há lucros os accionistas recebem…quando existe prejuizo o povo que suporte. Talvez estejamos melhor fora da UE. Estamos mais a ser prejudicados que beneficiados….

  3. E porque não começar por averiguar e responsabilizar quem cometeu os erros. A Banca só perde por Fraudes e Corrupção…

Moody’s mantém rating de Portugal acima do "lixo"

A agência de rating norte-americana manteve, esta sexta-feira, a notação financeira de Portugal em “Baa3”, acima de lixo, e a perspetiva em positiva. De acordo com um comunicado no site da agência, a Moody's assinala que …

Suspeitos da morte de jovem cabo-verdiano ficam em prisão preventiva

Os cinco suspeitos da morte do estudante cabo-verdiano vão aguardar julgamento em prisão preventiva, indiciados pelos crimes de homicídio qualificado e três tentativas de homicídio. A decisão, lida aos jornalistas cerca das 23h30 de sexta-feira por …

Cientistas descobriram o ponto fraco dos tardígrados

Os tardígrados, também chamados ursos de água, são conhecidos pela sua resistência. Mas um novo estudo revela agora que estes pequenos organismos também têm um ponto fraco: exposição de longo prazo a altas temperaturas. Em 2018, …

Detetadas "partículas fantasmagóricas" que o Modelo Padrão não pode explicar

O observatório IceCube, localizado no Pólo Sul, revelou que a Antena Antena Antártida de Impulso Transitivo (ANITA) detetou alguns "sinais muito estranhos" que "não pode ser explicados" pelo Modelo Padrão da Física. O projeto ANITA, …

Descoberto primeiro asteróide que se move apenas dentro da órbita de Vénus

Uma rede de telescópios robóticos operados à distância observou um asteróide que, além de ser o asteróide mais próximo do Sol, é também o primeiro asteróide descoberto que se move completamente dentro da órbita de …

Mark Zuckerberg tem medo do TikTok (e já se sabe porquê)

Mark Zuckerberg já deixou claro, mais do que uma vez, que não gosta do TikTok. No entanto, agora sabemos o que está por trás desta hostilidade pelo rival: a aplicação está a crescer muito, mesmo …

A empresa mãe da Google já vale um bilião de dólares

Esta quinta-feira, a Alphabet, empresa mãe da Google, conseguiu uma cotação na bolsa de 1 bilião de dólares, cerca de 900 mil milhões de euros. A Alphabet tornou-se, esta quinta-feira, a quarta empresa norte-americana a conseguir …

Cientistas criam "cimento vivo" capaz de se "curar"

Uma equipa de cientistas dos Estados Unidos criou um "cimento vivo" juntando areia e bactérias num material de construção capaz de se auto-reproduzir, de absorver dióxido de carbono e manter a resistência. "Já usamos materiais biológicos …

Sporting 0-2 Benfica | Águia vence dérbi e foge na frente

O Benfica foi o grande vencedor do dérbi lisboeta. Na visita ao Sporting, os “encarnados” marcaram dois golos sem resposta, ambos na segunda parte, por Rafa Silva, entrado no decorrer da segunda parte, após ter …

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos e podem levam décadas até pedir ajuda, por nem sempre aceitarem e entenderem que sofreram violência sexual. Na maior parte dos …