Portugal em estado de contingência a partir de 15 de setembro

António Pedro Santos / Lusa

No final da reunião de Conselho de Ministros, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, anunciou que todo o país vai entrar em estado de contingência a partir de 15 de setembro.

“Para a quinzena que se inicia a 1 de setembro, mantém-se exatamente as mesmas medidas que tínhamos até aqui — e isto acontece porque os números estão estáveis, a resposta do SNS está controlada e a capacidade de testes tem vindo a aumentar — mas decidimos desde já que a partir de 15 de setembro o país estará em estado de contingência com um conjunto de medidas para preparar o outono e o inverno e que serão apresentadas na semana que se inicia a 7 de setembro”, disse a governante em conferência de imprensa.

“O Governo decidiu que na quinzena que se inicia a 15 de setembro, todo o país ficará em estado de contingência, para que possamos definir as medidas que precisamos de organizar em cada área para preparar o regresso às aulas e o regresso de muitos portugueses ao seu local de trabalho“, acrescentou.

“O Governo tem dito sempre, desde a primeira hora, desde que iniciou o processo de desconfinamento, que faz a mudança das medidas em função da evolução epidemiológica, acontece que a partir de 15 de setembro se verificará um conjunto de alterações muito significativo relativamente aos meses que temos vivido e importa desde já antecipar e preparar, num contexto de aumentar a previsibilidade porque todos temos de ser agentes de saúde pública, que o Governo considera que esta mudança nas rotinas, na utilização dos transportes, regresso às aulas, e ao local de trabalho podem necessitar de medidas adicionais”, explicou.

A ministra explica que as novas medidas a partir da segunda quinzenas de setembro servem para preparar o inverno, argumentando que “podemos atuar preventivamente” face a uma mudança de contexto.

“As medidas serão trabalhadas ao longo dos próximos dias e apresentadas a partir da reunião entre peritos e responsáveis políticos mas também não deixar de dizer que o que temos em mente é um conjunto de novas regras a partir de 15 de setembro“, disse Mariana Vieira da Silva.

Ainda não foram enunciadas quais as medidas adicionais que vão ser tomadas a partir dessa data. “O que temos visto por toda a Europa é um aumento dos números e o Governo não pode ficar indiferente a esse aumento e para as aplicações que existem quando há surgimento de novos casos”, justificou. Além disso, anunciou que a 7 de setembro haverá nova reunião de peritos na sede do Infarmed.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Novo ano letivo marcado pelo recorde de pedidos de bolsas de estudo no superior

Número crescente de alunos e perda de rendimentos das famílias são duas das razões apontadas para os pedidos recorde. O ano letivo 2021/22 ainda agora arrancou, mas já está a bater recordes no que respeita aos …

Urgências em Lisboa estão cheias. Situação pode piorar nas próximas semanas

As urgências do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, e do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, estão em situação crítica, com tempos de espera elevados. A situação de calamidade multiplica-se em vários hospitais do país, de …

Portugal já tem 86% da população totalmente vacinada contra a covid-19

A vacinação completa contra a covid-19 abrange já 86% da população portuguesa e são já mais de nove milhões de pessoas as que têm pelo menos uma dose da vacina, de acordo com os dados …

Direção do CDS desautoriza Telmo Correia e defende eleições "o mais brevemente possível"

A direção do CDS-PP não gostou de ouvir o líder parlamentar dizer que a melhor altura para realizar eleições legislativas seria no final de janeiro ou fevereiro. Depois de uma reunião com o presidente da Assembleia …

Órban e Le Pen apoiam a Polónia e criticam "imperialismo" da UE

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Órban, e a líder da União Nacional (RN, na sigla em francês), Marine Le Pen, manifestaram esta terça-feira apoio à Polónia no conflito que mantém com a UE, a qual acusam …

Após goleada frente ao Bodø/Glimt, Mourinho põe de lado quatro jogadores

Em duas convocatórias consecutivas, José Mourinho deixou de fora quatro futebolistas que participaram na derrota por 6-1 frente ao Bodø/Glimt. Naquela que foi a maior derrota de sempre da carreira de José Mourinho, o Tottenham perdeu …

O que cai e o que fica: as medidas que o chumbo do OE deita por terra e as que permanecem

O grosso das medidas previstas na proposta de Orçamento do Estado para 2022 não deverá sair do papel. As aprovadas em Conselho de Ministros, por sua vez, manter-se-ão viáveis, já foram discutidas fora da sede …

Truque permite que o Orçamento não seja votado esta quarta-feira

Há um mecanismo que, se for acionado, permite que o Orçamento do Estado para 2022 sobreviva mesmo que não seja votado. O Orçamento do Estado para 2022 pode baixar à comissão sem votação. Este mecanismo, nunca …

Conceição reconhece supremacia do Santa Clara e admite culpa na derrota

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, reconheceu que o Santa Clara foi superior e diz-se culpado pela derrota pesada que deixa o clube fora da Taça da Liga. O FC Porto está fora da Taça …

"Vechtpartij", quadro de Jan Steen.

Antigos jogos de bebida acabavam em vinho derramado e esfaqueamentos

Hoje vistos como jogos de diversão para jovens, na antiguidade, os drinking games (jogos de bebida) eram comuns em toda a sociedade — e, por vezes, terminavam mal. O kottabos era um antigo jogo de bebida …