Portugal já fabrica mais carros a gasolina do que a gasóleo (e a tendência vai acelerar)

Mário Cruz / Lusa

Pela primeira vez desde 1995, Portugal produz mais carros a gasolina do que a gasóleo. A tendência explica-se pelas mudanças de comportamento dos consumidores estrangeiros e pelo sucesso do T-Roc, o novo modelo da Autoeuropa.

Em 2018, dos 294.470 automóveis, ligeiros e pesados, fabricados em Portugal, mais de metade estavam equipados com motores a gasolina, segundo dados divulgados pela Associação Comércio Automóvel de Portugal (ACAP) ao Dinheiro Vivo.

Estamos a falar de 148.293 automóveis a gasolina que constituem 50,4% da produção total nacional. Os restantes são carros a gasóleo, com excepção de apenas 104 veículos eléctricos.

Mas se nos concentrarmos apenas na produção da Autoeuropa, esta diferença é ainda mais significativa, sendo que dos 234.151 carros produzidos pela fábrica de Palmela, 63,3% (148.095 veículos) estavam apetrechados com um motor a gasolina. Trata-se da percentagem mais elevada desde 1995, como nota a publicação económica.

“Como praticamente toda a produção automóvel vai parar ao estrangeiro, nota-se mais a mudança de preferência dos consumidores dos carros a gasóleo para os modelos a gasolina”, destaca o secretário-geral da ACAP, Hélder Pedro, ao Dinheiro Vivo.

Portugal exporta 97% dos carros que são fabricados dentro de portas, com Alemanha, França, Itália, Reino Unido e Espanha a concentrarem 69,4% das exportações.

A nível nacional, os carros a gasóleo continuam a ser os mais vendidos, mas já se verifica uma queda nas vendas.

“Os problemas de emissões geraram maior atenção para as questões ambientais”, nota no Dinheiro Vivo o líder do cluster automóvel Mobinov, José Couto.

“A mudança do modelo de produção na Autoeuropa, com a produção do utilitário desportivo T-Roc, justifica o crescimento dos motores a gasolina”, frisa, por seu lado, o secretário-geral da ACAP.

E para os próximos anos, “a tendência de produção de mais carros a gasolina do que a gasóleo vai acelerar, não só em Portugal, mas também na Europa”, destaca na referida publicação a direcção da AFIA – Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel.

Uma tendência que se explica pelo facto de haver cidades como Madrid, Paris e Roma que “têm projectos para banir a circulação de automóveis a gasóleo nos próximos anos”, nota José Couto.

Na Alemanha, em Estugarda, já é proibido circular com automóveis mais antigos a gasóleo no centro da cidade.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Sabendo que o parque automóvel é mais de 60% a Diesel, o governo Costa/Centeno descobriram mais uma galinha de ovos de ouro – subir impostos e combustível a estes carros de uma forma”colossal”.
    Qual ambiente, qual carapuça… o que conta é o encaixe de impostos, principalmente quando há uma “desculpa bondosa”, para o fazer.
    A poluição entre Gasolina e Diesel é idêntica, e até os carros eléctricos, se forem analisados todas as fases da sua vida, deste a construção aos resíduos das baterias, não ficam muito atrás. Desculpas boas para aumentar a carga fiscal.
    E porque não começa o Estado a converter desde já a sua frota de carros “poluentes” para eléctricos ?
    E porque não começam os ministros e o Costa a aparecerem no Parlamento de bicicleta ?!

    • “A poluição entre Gasolina e Diesel é idêntica,”
      Idêntica?!
      Não brinques, todas a gente (minimamente informada) sabe que as emissões dos motores diesel são cancerígenas, portanto, nem há comparação!!
      A OMS (Organização Mundial de Saúde) já diz isso, há mais de 20 anos…
      Além disso, se são “idênticas”, porque é que os carros a gasolina (e própria gasolina) sempre foram mais taxados?
      Pois…

      • E por essa teoria então parem de produzir os carros elétricos. Isto é tudo muito lindo mas a produção das baterias é das indústrias atualmente mais poluentes. E já agora, também devias andar nu. Uma simples t-shirt consome quase 3 mil litros de água.

        • “a produção das baterias é das indústrias atualmente mais poluentes”
          Isto é mentira!…
          O sector mais poluente é o do petróleo e depois está industria têxtil!…
          Mas, entre consumir 3 mil litros de água (duvido muito deste valor!!) e fazer algo que é comprovadamente cancerígeno, acho ainda vai “alguma” diferença…

    • A Poluiçao entre carros a gazolina e diesel não é nada identica,está mais que documentada e se virmos na estrada as enormes nuvens de fumo negro que estes emitem( ficamos sem ver por vezes).Tambem a produçao de C. electricos e o seu abate sao poluentes, consideremos entao outros,Hidrog.,Hibridos,H2O,GPL.

    • Acho que aqui ninguém quer saber das tuas preferências intimas!!
      .
      Mas, esta noticia só vem desmentir a ACAP (e companhia) que virem logo atacar o ministro e afinal…

RESPONDER

Mais dois projetos do Chega "chumbados" na comissão de Assuntos Constitucionais

A comissão de Assuntos Constitucionais concluiu esta quarta-feira pela inconstitucionalidade de duas iniciativas do Chega, um projeto de lei para limitar o número de ministros e uma resolução a propor um referendo para reduzir o …

Mourinho, Dier, Lineker: "Os jogadores deixaram de fazer aquilo no relvado?"

Mais do que a vitória sobre o Chelsea, o jogo do Tottenham na Taça da Liga vai ser recordado durante muito tempo por outro motivo... E Mourinho criticou as datas dos jogos. O Tottenham levou a …

"Erro grosseiro". Câmara de Lisboa assume responsabilidade pelo acidente no metro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que o desabamento que ocorreu terça-feira no túnel do metro na Praça de Espanha decorreu de um "erro grosseiro" numa obra da autarquia, assegurando …

Portugal com mais oito mortos e 825 novos casos

Portugal contabiliza hoje mais oito mortos relacionados com a covid-19 e 825 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, Portugal já …

"Não se aprendeu nada" com Pedrógão. Época de incêndios acaba com 65 mil hectares ardidos e morte de cinco bombeiros

A época mais crítica de incêndios florestais termina esta quarta-feira com cerca de 65 mil hectares de área ardida e a morte de cinco bombeiros e de um piloto de um avião de combate aos …

Deputados britânicos aprovam proposta de lei que anula parte do acordo do Brexit

Os deputados britânicos aprovaram, esta terça-feira, uma proposta de lei controversa que anula parcialmente o Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia. Apesar de divergências dentro do Partido Conservador, este texto, que o Governo …

"Não estamos às escuras". Graça Freitas rejeita inação no caso do lar de Reguengos

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, foi esta quarta-feira ouvida numa audição conjunta entre a Comissão da Saúde e a Comissão de Trabalho e Segurança Social. Em resposta ao CDS, que questionou a diretora-Geral da Saúde …

"Vá para fora cá dentro" com descontos até 50% que são pagos pelo Estado

O Governo está decidido a estimular o turismo interno e para incentivar os portugueses a seguir o mote "Vá para fora cá dentro" lançou um programa com descontos até 50%, comparticipados pelo Estado, em diversas …

Governo desvaloriza impugnação à nacionalização da Efacec. "Todos têm direito a reagir judicialmente"

O ministro da Economia afirmou, esta terça-feira, que num Estado de direito todos "têm o direito de reagir judicialmente contra decisões de órgãos do Estado", sobre a ação de impugnação de Isabel dos Santos à …

Inquilinos que não paguem renda voltam a poder ser despejados

A lei aprovada na passada sexta-feira clarifica que a proteção aos inquilinos lançada no contexto da pandemia – e que foi prolongada até 31 de dezembro – só é válida se houver um “regular pagamento …