“Mais poderoso do que qualquer ataque terrorista”. Coronavírus já fez 1.113 mortos

Luca Zennaro / EPA

O número de mortos na China continental devido ao novo coronavírus aumentou para 1.113, informou esta terça-feira à noite a Comissão Nacional de Saúde chinesa. De acordo com as autoridades de saúde de Pequim o número total de mortos nas últimas 24 horas é de 97.

O número total de casos confirmados é de 44.653, dos quais 2.015 foram confirmados nas últimas 24 horas em território continental chinês. As autoridades chinesas acrescentaram ainda que 451.462 pacientes foram acompanhados por terem tido contacto próximo com os infetados, dos quais 185.037 ainda estão sob observação.

O balanço ultrapassa o da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS, na sigla em inglês), que entre 2002 e 2003 causou a morte a 774 pessoas em todo o mundo, a maioria das quais na China, mas a taxa de mortalidade permanece inferior.

O novo vírus, que provocou um morto em Hong Kong e outro nas Filipinas, afeta também o território de Macau – com nove casos – e mais de duas dezenas de países, onde os casos de contágio superam os 350.

A situação motivou a marcação de uma reunião de urgência de ministros da Saúde dos países da União Europeia para quinta-feira, em Bruxelas, enquanto a Organização Mundial de Saúde enviou uma equipa de especialistas para a China para acompanhar a evolução.

 

O diretor-geral da agência de saúde das Nações Unidas adverte que a primeira vacina para o vírus, entretanto batizado como COVID-19, só estará pronta daqui a um ano e meio. Um especialista da OMS em emergências de saúde advertiu que o vírus tem potencial para se espalhar mais rapidamente do que o ébola ou a SARS.

O coronavírus é “o pior inimigo que se pode imaginar” e representa uma ameaça global maior do que o terrorismo, alertou ainda a OMS.

Esta terça-feira registou-se ainda o número mais baixo de novos casos confirmados desde o início de fevereiro, além de ter sido a primeira vez que Hubei reportou menos de dois mil novos casos diários desde 2 de fevereiro, de acordo com o jornal chinês South China Morning Post.

Em Portugal, todos os seis casos suspeitos revelaram-se negativos.

Número de infetados em cruzeiro sobe para 174

O número de infetados com o novo coronavírus a bordo do cruzeiro Diamond Princess subiu para 174, segundo informações avançadas pelo Governo japonês, que mantém os passageiros e tripulantes em quarentena no barco atracado ao largo do país.

Há mais de uma semana que cerca de 3.600 pessoas estão em quarentena a bordo do navio por decisão do Governo japonês que pretende assim evitar novas infeções no país.

Os últimos números davam conta de 135 pessoas infetadas a bordo. Mas, entretanto, foram identificados 39 novos casos de contaminação, segundo dados avançados pelo ministro japonês da Saúde e citados pela agência de notícias France-Presse. Segundo o governante, um dos responsáveis pelas operações de quarentena também ficou infetado pelo vírus.

Na terça-feira, o Governo do Japão anunciou que ia permitir que os passageiros mais velhos e pessoas que sofrem de doenças crónicas pudessem deixar o cruzeiro em quarentena no porto de Yokohoma, Japão. Cerca de 80% dos 2.666 passageiros têm mais de 60 anos de idade e mais de 200 passageiros têm 80 anos ou mais.

Presidiários em quarentena no Reino Unido

Dois homens estão em quarentena no estabelecimento prisional de Bullingdon, em Bicester, a cerca de 100 quilómetros a norte de Londres depois de um deles ter desmaiado na cela por dificuldades em respirar.

Há suspeitas de que estejam infetados com o coronavírus. Ambos os homens fizeram análises mas, até ao momento, ainda não se sabe quais os resultados. Neste momento, estão isolados dentro de celas numa área da prisão cujo acesso está restringido por motivos de segurança.

Um deles foi recentemente transferido de uma prisão tailandesa, onde há 32 pessoas infetadas com o vírus, de acordo com a emissora britânica Sky News.

De acordo com a informação disponibilizada pelo site da Justiça britânica, o estabelecimento prisional de Bullingdon tem capacidade para 1.114 presidiários e recebe quem está ainda detido preventivamente, quem já está a cumprir pena e jovens entre os 18 e 21 anos que também foram condenados.

Apesar das suspeitas, a prisão continua em funcionamento.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. “Mais poderoso do que qualquer ataque terrorista”, O Coronavírus já fez 1.113 mortos.

    Se não considerarmos o 11 de setembro de 2001 com +/- 3.000 mortes diretas (fora as indiretas que ainda causam hoje mortes) e o massacre em Tikrit (Iraque) em 2014 com +/- 1.600 a 1.700 mortes, até era um cabeçalho certo.

    Descontando o fato que estas mortes infelizmente ocorreram todas num dia (não foi em meses), se falar em meses/anos, já podemos entrar por outros “ataques” tipo Gulags e Auschwitz.

  2. “Durante a época de gripe 2018/2019 o número de óbitos atribuíveis à gripe e às temperaturas baixas extremas foi estimado, respetivamente, em 3.331 e 397 óbitos”, refere o relatório (do Programa Nacional de Vigilância da Gripe) do Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge. Em 2017/2018 foram 3700. Conclusão, a gripe sazonal é mais terrorista que o covid-19!

  3. Há afirmações e comparações, que deveriam ser bem pensadas antes de as publicar. Seria valida se nos próximos tempos, em termos de pandemia, o numero de óbitos fosse muito superior ao que já sabemos !

  4. Morrem mais de 7000 (Sete mil) pessoas a fome DIARIAMENTE!!!!
    Estas não contam, nem interessam para nada!!!!
    Sociedade hipócrita!

RESPONDER

"Indiana Jones do mundo da arte" recupera manuscrito do poeta persa Hafez

Uma das primeiras cópias do reverenciado Divan do autor do século XIV Hafez, iluminado com ouro, será leiloado no início de abril. O famoso poeta persa do século XIV, Hafez, escreveu uma coleção de versos místicos …

O palco onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda

O palco de madeira onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda. Agora, alguém poderá replicar o primeiro concerto da famosa banda. A 10 de abril, em comemoração dos 50 anos da separação da …

Células estaminais podem ajudar a proteger os astronautas da radiação espacial

Assim que os astronautas deixam a proteção do campo magnético da Terra, ficam automaticamente expostos a níveis elevados de radiação cósmica. A Agência Espacial Europeia (ESA) está cada vez mais focada em investigações para reduzir …

Pandemia pode trazer nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas

A pandemia de Covid-19 pode trazer uma nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas como limpeza de superfícies infetadas ou vigiar pessoas em quarentena, afirmam esta quarta-feira alguns dos principais investigadores internacionais em …

Multimilionários refugiam-se da Covid-19 a bordo de iates

Vários multimilionários têm procurado refugiar-se da pandemia de Covid-19, que nasceu em dezembro passado na China, em alto mar, a bordo de iates de luxo. Em declarações ao jornal The Telegraph, Jonathan Beckett, executivo da …

Este mamífero consegue sobreviver a quase sete mil metros de altura

Cientistas pensam ter confirmado que um pequeno rato descoberto no vulcão Llullaillaco, nos Andes, é o mamífero que consegue viver à maior altitude já conhecida (6739 metros). Segundo o IFLScience, o Phyllotis xanthopygus rupestris foi descoberto, …

O glaciar Denman recuou quase cinco quilómetros nos últimos 22 anos

O glaciar Denman, na Antártica Oriental, recuou cerca de cinco quilómetros nos últimos 22 anos. Investigadores da Universidade da Califórnia, Irvine e do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA estão preocupados coma topografia exclusiva …

Gruta em Setúbal mostra que os Neandertais também eram pescadores

Cientistas encontraram restos de alimentos numa gruta, no distrito de Setúbal, que comprovam que os Neandertais também se alimentavam de espécies marinhas. De acordo com o jornal espanhol ABC, restos encontrados por uma equipa de arqueólogos …

Associação alerta para riscos da mudança da hora em tempos de confinamento

O presidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono advertiu hoje que os efeitos potencialmente adversos causados pela mudança da hora podem acentuar-se devido ao confinamento obrigatório das pessoas na sequência da pandemia …

Governo português legaliza estrangeiros ilegais. "A prioridade é a defesa da saúde"

O Governo português decidiu regularizar os estrangeiros com pedidos pendentes no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, medida em vigor desde a declaração do estado de emergência, no dia 19, e que lhes garante os mesmos …