Piloto do MH370 terá controlado o avião “até ao fim”

(cv)

Investigador franceses sugerem que o piloto do voo MH370 da Malaysia Airlines terá controlado o avião “até ao fim”, podendo tratar-se de suicídio.

Depois de analisar informações do desaparecimento da aeronave, investigadores franceses acreditam que o piloto do voo MH370 terá cometido suicídio, tendo pilotado a aeronave contra o mar. Os especialistas chegaram a estas suposições após terem acesso a relatórios concedidos pela Boeing.

Ao que tudo indica, o piloto estava com uma depressão, que terá contribuído para que cortasse o oxigénio aos passageiros antes de despenhar a aeronave da companhia malaia. A bordo viajavam entre Kuala Lumpur e Beijing 239 pessoas, não restando qualquer sobrevivente.

A França é o único país que continua com uma investigação judicial ao desaparecimento do avião. Três passageiros franceses morreram no incidente. A persistência nas investigações levaram a Boeing a permitir que os investigadores consultassem informações cruciais do voo MH370.

Segundo o jornal britânico The Telegraph, uma vez que foram obrigados a assinar um acordo de confidencialidade, os documentos não vão puder ser citado em tribunal. Para analisar a imensidão de dados será necessário “um ano” e, de acordo com a advogado dos queixosos, Marie Dosé, “nada permite dizer que o piloto esteve envolvido”.

No entanto, os investigadores franceses alegam que as informações às quais tiveram acesso sugerem que “alguém estava a controlar a aeronave quando caiu no mar”. Isto porque, “certas manobras feitas pela aeronave só podem ter sido feitas manualmente”. Contudo, admitem que ainda é cedo para dizer com certezas, apesar de haver indícios de que mais ninguém entrou no cockpit.

Wattrelos, que perdeu familiares no acidente, diz que o caso está cheio de inconsistências. “Por exemplo, sabemos que os dados inicialmente fornecidos pelas autoridades malaias na altitude do avião estavam errados. E espero que, analisando todos os dados recolhido na Boeing, eles descubram o problema”, disse ao Le Parisien.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. O caso continua cheio de inconsistências. Porque estavam errados os dados fornecidos pelas autoridades malaias, e de resto, praticamente todos os que seguiram? Porque foram os franceses obrigados a assinar um acordo de confidencialidade com a Boeing, sobre documentos que não vão puder ser citado em tribunal ? O que têm a esconder? Porque continuam as omissões e dúvidas?
    Chamem-lhe teoria de conspiração, mas cheira-me que a verdade sobre tudo isto, resultaria num grosso escândalo.

  2. Não tem pé nem cabeça suicidar escondido, para que voar para o polo sul se queria suicidar. Fosse suicidio, jogava logo o avião no mar. Avião foi sequestrado, desviado para Australia, e abatido pelos australianos, o premier australiano Abbot tinha política de abater ou afundar, aviões hostis rumando para Australia. Resto é operação abafa.

As montanhas geladas de Plutão são fruto de um processo único (e inverso ao da Terra)

As montanhas descobertas em Plutão durante o "flyby" da nave New Horizons pelo planeta anão em 2015 estão cobertas por um manto de metano gelado, criando depósitos brilhantes impressionantemente parecidos aos das cadeias de montanhas …

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …