Pedrógão. Misericórdias juntam-se a processo sobre reconstrução de casas

Paulo Novais / Lusa

Joaquim Godinho, junto à sua nova casa praticamente pronta, reconstruída depois de ter sido destruída pelo incêndio de Pedrógão Grande, na aldeia de Vale Nogueira

A União das Misericórdias Portuguesas (UMP) vai ser assistente no processo crime sobre as irregularidades na reconstrução de casas em Pedrógão Grande. O Ministério Público alega que várias entidades foram enganadas por autarcas.

Há sensivelmente um ano, o Ministério Público abriu um inquérito para investigar alegadas irregularidades na reconstrução de casas afetadas pelos incêndios de Pedrógão Grande, em junho de 2017. Suspeita-se que meio milhão de euros de donativos destinados à reconstrução das infraestruturas tenham sido desviados para casas não prioritárias, ou seja, de segunda habitação.

Em alguns casos, pessoas mudaram a morada fiscal depois do incêndio de forma a conseguirem o apoio do Fundo REVITA ou de outras instituições, como a Cáritas, SIC Esperança, Cruz Vermelha, La Caixa, Gulbenkian ou Misericórdias.

De acordo com o que a TSF aferiu, a juntar-se à União de Misericórdias Portuguesas, está também a Cruz Vermelha Portuguesa. Ambas foram contactadas pelo Ministério Público e aceitaram ser assistentes no processo crime instaurado no ano passado.

O Fundo de Apoio às Populações e à Revitalização das Áreas Afetas pelos incêndios (REVITA) também está a fazer uma avaliação jurídica para perceberem se serão assistentes no processo, juntamente com as outras entidades.

“Temos de nos constituir como assistentes para acompanharmos o processo pois as recuperações que fizemos de casas foram feitas com dinheiro de doações dos portugueses, nomeadamente do famoso espetáculo Juntos por Todos no Meo Arena”, explicou Manuel Lemos, presidente da UMP.

Manuel Lemos diz que é necessário saber o que se passou em concreto, daí ter aceitado ser assistente. O líder das Misericórdias confessa ter ficado surpreendido com a acusação do MP ao presidente da Câmara de Pedrógão Grande e a um ex-vereador, apesar de “quem andava no terreno ir relatando coisas que corriam menos bem“.

Os assistentes do processo poderão oferecer provas, requerer diligências, interpor recursos de decisões que afetem a entidade ou participar no julgamento.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mário Centeno nomeado governador do Banco de Portugal

O Conselho de Ministros aprovou, esta quinta-feira, o nome do ex-ministro das Finanças para o cargo de governador do Banco de Portugal (BdP). A decisão foi revelada, esta quinta-feira, depois do Conselho de Ministros, pela ministra …

Finanças admitem queda de 9% no PIB. Governo prepara-se para rever projeção inicial de 6,9%

O Ministério das Finanças admite a possibilidade de que a queda do PIB se aproxime dos 9%, revelou esta quinta-feira o Jornal de Negócios, adiantando que o Governo se prepara para rever a projeção inicial …

Vacina de Oxford testada em humanos com "resultados promissores"

Os testes clínicos em humanos da potencial vacina contra a covid-19 que a Universidade de Oxford criou tiveram "resultados prometedores" e desencadearam a resposta imunitária que se pretendia. Os testes em humanos, que desde abril envolveram …

Goa decreta novo confinamento, com Índia a rondar um milhão de casos

Depois de ter aberto portas ao turismo, Goa decreta um novo confinamento de três dias. Registaram-se 198 novos casos nas últimas 24 horas, o número mais alto desde o início da pandemia. O estado de Goa, …

Tribunal da Concorrência confirma coima de 75 mil euros a Ricardo Salgado

O Tribunal da Concorrência confirmou, esta quinta-feira, a coima de 75 mil euros aplicada pelo Banco de Portugal a Ricardo Salgado, no caso do financiamento do Grupo Alves Ribeiro (GAR) para compra de ações da …

Mais três mortes e 339 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta quinta-feira, mais três mortes e 339 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quarta-feira, mostra o boletim mais recente da DGS. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos …

Crise entrou em nova fase mas mundo "não está fora de perigo", diz FMI

A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, disse esta quinta-feira que a crise provocada pela pandemia entrou numa nova fase, que exige flexibilidade para assegurar "uma recuperação sustentável e equitativa", alertando que o mundo …

China bane importação de ovelhas portuguesas

As alfândegas chinesas baniram as importações de ovelhas e produtos relacionados de Portugal, alegando um aviso da Organização Mundial de Saúde Animal sobre um surto de paraplexia enzoótica dos ovinos na Guarda. A notícia foi avançada …

Tânia já pode abraçar os filhos. Livrou-se do coronavírus ao 16º teste após 4 meses isolada

A algarvia Tânia Poço foi, finalmente, dada como "curada" de covid-19 após quatro meses de confinamento. Aquele que terá sido o caso mais prolongado da infecção em Portugal, chegou ao fim com o 16º teste …

Exame de Matemática A criticado. Prova "infeliz" não permite "distinguir" alunos

A Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) criticou esta quinta-feira a elaboração do exame nacional de Matemática A, prova realizada por mais de 38.699 alunos que pretendem concorrer ao Ensino Superior. No entender da SPM, "o …