Pedro Dias vai responder por três homicídios

Paulo Novais / Lusa

Pedro Dias, suspeito de triplo homicídio em Aguiar da Beira.

Pedro Dias, suspeito de triplo homicídio em Aguiar da Beira.

O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira, Pedro Dias, vai responder, num único julgamento, por três homicídios. Uma forma de evitar que a família do casal Liliana Pinto e Luís Pinto, que terão sido baleados pelo suspeito, sofram a dobrar.

Pedro Dias foi acusado pelos homicídios do militar da GNR Carlos Caetano e de Luís Pinto, numa altura em que Liliana Pinto continuava internada, em estado grave.

A mulher, casada com Luís Pinto, que terá sido também baleada pelo suspeito, ficou a lutar pela vida durante cerca de seis meses, no Hospital de Viseu, tendo falecido no passado dia 13 de Abril.

Deste modo, a morte de Liliana Pinto surge num segundo processo contra Pedro Dias, mas a defesa do arguido pretende juntar todas as acusações contra o suspeito num único julgamento, avança o Correio da Manhã.

Assim, Pedro Dias vai ser confrontado com a morte de Liliana Pinto no debate instrutório que está marcado para o próximo dia 17 de Junho, avança a publicação.

A junção dos dois casos é uma forma de “evitar a dupla vitimização da família” do casal assassinado, avança o CM, notando que, deste modo, não terá que assistir a dois julgamentos distintos, vivendo os tormentos da tragédia por duas vezes.

O Ministério Público alega que Liliana Pinto foi baleada a sangue frio por Pedro Dias com a mesma arma que vitimou o seu marido e que pertencia à GNR.

O CM nota que na arma, que se encontra apreendida, foram detectados vestígios de ADN do suspeito.

Entre as provas contra Pedro Dias há ainda o testemunho do militar que sobreviveu que garante ter visto Pedro Dias a matar o colega da GNR e a apoderar-se da arma.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Devia ser condenado à morte, devia haver pena de morte para criminosos como este. Os que defendem tanto os direitos humanos, não defendem os direitos humanos das vítimas e seus familiares. Cada vez mais vejo que as leis portuguesas defendem mais os criminosos (corruptos, burlões, assaltantes, assassinos, pedófilos, etc.) garantindo-lhes casa, comida, roupa lavada, proteção policial e alimentação dos vícios. As vítimas, essas passam ao esquecimento. Os juízes ponderarão o que pensará uma criança, ou mulher violada? Ao ver que ao fim de 6 anos o violador, abusador volta à rua como se nada tivesse acontecido!? Falam tanto e continua tudo igual até um dia que as pessoas voltem à “moda antiga” efetuando justiça pelas próprias mãos. Assim, a justiça os consideraram criminosos.

  2. A pena de morte tem um pequeno senão…
    Muitos dos condenados foram considerados inocentes após a sentença executada, mas já era tarde!!

  3. Tenho uma questão. Ao responder por 3 crimes ao mesmo tempo, então a pena que poderá ser aplicada será no máximo de 25 anos (pelos três)? É que se fosse em separado poderia ser 3 * 25 ? 75 no máximo?
    Não gostaria de estar na situação dessa família (ou de nenhuma outra), mas cuidado pois assim não se faz justiça.

    • Bem… não sei em que planeta tem vivido, mas as penas são sempre somadas!
      Claro que depois, como em qualquer país civilizado, há o cumulo jurídico….

      • Meu amigo: “Eu”… o seu planeta é onde? Eu fiz uma pergunta sem ofender ninguém, e o senhor alem de ofender se calhar deu a resposta errada (é por isso que cuidado a abrir a boca pode entrar mosca). o Seguinte é de um site portugês (espero que esteja actualizado)
        http://www.ministeriopublico.pt/perguntas-frequentes/julgamento-e-penas

        Veja a resposta à pergunta:
        “Se o arguido for condenado pela prática de mais de um crime, as penas de prisão aplicadas somam-se aritmeticamente?”


        Não. O arguido é condenado numa única pena (pena unitária) cujos limites são assim determinados: o limite máximo da pena é igual à soma das penas de prisão aplicadas, sem ultrapassar 25 anos, e o limite mínimo é igual à mais elevada das penas aplicadas, sendo a nova pena encontrada de acordo com a personalidade do condenado globalmente considerada, tendo em atenção as circunstâncias de todos os crimes praticados.

        • Eu também fiz uma pergunta sem ofender ninguém!!
          Mas, é muito estranho que em 2017 (e com acesso à Internet) haja alguém que não sabia como funciona o sistema judicial dos paises civilizados.
          A minha resposta está certa e, se não sabe, não se ponha a fazer considerações sobre as minhas respostas ou sobre a justiça.

          • Incrível… você não fez nenhuma pergunta, mas sim insinuou que eu não sou deste planeta. Depois você diz que a sua resposta está correcta, quando eu dou-lhe um link a esclarecer a minha duvida dos 25 anos para 1 caso só, ou se 3 casos somados só dão 25 anos no máximo. Além de que eu não me coloquei a fazer considerações, mas sim a perguntar se alguém me poderia esclarecer.

            Ainda mais, não é por viver em 2017 que tenho de saber sobre justiça (sendo que a justiça varia mesmo entre países civilizados, onde até em alguns existe pena de morte como é o caso de alguns estados do EUA), pois caso eu soubesse de tudo teria de ser como Deus e ser omnisciente.

            • Bem… vamos lá ver se se chega a alguma conclusão.
              As penas são somadas (neste caso, 25 anos x 3=75 anos), mas, o máximo aplicado são sempre 25 anos.
              Por isso, mesmo que este louco seja condenado a 75 anos (e vai certamente ser condenado a mais, pois ainda há mais crimes para julgar), acaba sempre por cumpri 25 anos – no máximo.
              Por exemplo:
              -Homicida Manuel “Palito” condenado a 25 anos de prisão
              -Manuel Baltazar foi condenado por quatro crimes de homicídio qualificado (dois dos quais na forma tentada), um crime de detenção de arma proibida e outro de violação de proibições ou interdições, cujas penas somam mais de 63 anos de prisão.
              -http://observador.pt/2015/07/15/homicida-manuel-palito-condenado-a-25-anos-de-prisao/
              .
              Os EUA são a excepção entre os países civilizados, embora alguns desses estados nem sejam assim tão civilizados – como se pode facilmente comprovar com os muitos casos polémicos do seu sistema judicial manhoso:
              -EUA: Mais de 3200 condenados a perpétua por crimes não-violentos
              -http://www.esquerda.net/artigo/eua-mais-de-3200-condenados-perpétua-por-crimes-não-violentos/30225

RESPONDER

Conquistadores espanhóis usaram técnicas indígenas para construir as suas armas

Um novo estudo concluiu que os invasores espanhóis foram obrigados a aprender com os indígenas da Mesoamérica sobre a produção de cobre. Descobertas arqueológicas em El Manchón, no México, apoiam a ideia de que invasores espanhóis, desesperados …

Açambarcamento de medicamentos por Portugal? "É um total absurdo", diz Infarmed

O Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde reagiu à acusação feita por uma organização belga, que dizia que Portugal está a fazer um armazenamento excessivo de medicamentos essenciais para o tratamento …

Descoberto âmbar com 40 milhões de anos com duas moscas a acasalar

Há 40 milhões de anos, no supercontinente Gonduana, duas moscas que se encontravam a acasalar viram-se, inesperadamente, numa situação complicada. De alguma forma, este par de moscas de pernas longas (Dolichopodidae) ficou preso na seiva pegajosa …

40 marinheiros do porta-aviões Charles de Gaulle com sintomas de covid-19

Quarenta marinheiros do porta-aviões francês Charles de Gaulle apresentaram recentemente "sintomas compatíveis" com os da infeção pelo novo coronavírus e estão sob "observação médica reforçada", anunciou o Ministério da Defesa. "A partir de hoje, uma equipa …

Medidas para as prisões, apoios às empresas, suspensão de tarifas. Parlamento discute mais de 100 iniciativas

Medidas excecionais para prisões e banca, mais apoios às empresas ou à cultura ou a suspensão de propinas e das tarifas de gás e luz são alguns dos temas que vão passar esta quarta-feira pelo …

Trump tem "interesse financeiro" em farmacêutica que produz hidroxicloroquina (a sua "cura" para a Covid-19)

Donald Trump falou da hidroxicloroquina como uma potencial "cura milagrosa" para a Covid-19, apesar das recomendações contrárias de especialistas e da falta de estudos científicos válidos que confirmem os benefícios da substância. O The New …

Restos de bombas atómicas revelam longa vida dos tubarões-baleia

Cientistas estão a determinar a esperança de vida do maior peixe dos oceanos com a ajuda de testes de bombas atómicas realizados durante a Guerra Fria, entre os anos 50 e 60. Em perigo de extinção, …

Telescópio russo apanha o despertar de um buraco negro

O telescópio russo ART-XC do observatório espacial Spektr-RG detetou uma fonte brilhante de raios-X no centro da Via Láctea, que acabou por revelar ser o "despertar" do buraco negro 4U 1755-338. A descoberta ocorreu no passado …

O cometa interestelar 2I/Borisov partiu-se em dois

O cometa interestelar 2I/Borisov, o primeiro do seu tipo a ser descoberto em agosto do ano passado, começou a dividir-se em duas partes na semana passada. As imagens contínuas do telescópio espacial Hubble do objeto interestelar …

Estudo estima 471 mortes em Portugal até agosto (e que o pico foi atingido a 3 de abril)

De acordo com as estimativas do estudo, cerca de 151.680 pessoas vão morrer na Europa durante a "primeira vaga" da doença. Um estudo divulgado esta terça-feira nos Estados Unidos estima que a covid-19 venha a provocar …