Paula Brito e Costa levou documentos da Raríssimas para casa

(dr) Chema Moya / EFE

A presidente da associação Raríssimas, Paula Brito e Costa (esq.) com a rainha de Espanha, Letizia, e a ex-primeira-dama, Maria Cavaco Silva

Os documentos que Paula Brito e Costa, ex-presidente da Raríssimas, terá levado para casa eram cruciais para a investigação e foram encontradas nas buscas realizadas pela PJ durante o dia de ontem.

Segundo a Visão, os inspetores da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da Polícia Judiciária encontraram em casa de Paula Brito e Costa documentos cruciais para a investigação que terão sido levados por esta na quarta-feira.

A documentação apreendida está relacionada com a contabilidade da Raríssimas e da Casa dos Marcos, na Moita.

Nas buscas efetuadas ao gabinete do ex-secretário de Estado Saúde Manuel Delgado foi apreendida correspondência eletrónica – troca de mails entre Manuel Delgado, já enquanto governante, com Paula Brito e Costa. A Casa dos Marcos e a sede da Raríssimas também foram visadas na operação de buscas da Judiciária.

A equipa de inspetores tinha ponderado pedir a aplicação de uma medida de coação para que Paula Brito e Costa fosse afastada das instalações da instituição, caso ela não viesse a ser suspensa pelos elementos da direção ou não aceitasse abandonar o cargo.

Após ter sido suspensa de funções, Paula Brito e Costa foi também constituída arguida pelos crimes de peculato – crime que se refere ao uso de bens públicos para fins privados -, falsificação de documento e recebimento indevido de vantagem.

O DIAP de Lisboa abriu o inquérito há uns dias, na sequência da investigação da TVI que acabou por levar já à demissão do secretário de Estado da Saúde Manuel Delgado, que terá recebido 63 mil euros para ser consultor da Raríssimas na altura da construção da Casa dos Marcos.

Em causa na investigação estão suspeitas de apropriação ilícita dos dinheiros da instituição particular de solidariedade social (IPSS) e o reembolso de “supostas despesas incorridas” no exercício de funções, “através da apresentação de documentação com informações falsas” e o “indevido pagamento” pela Raríssimas “de viagens a titulares de cargos públicos”.

A PJ terá também apreendido correspondência eletrónica e o telemóvel da ex-presidente. Segundo o Correio da Manhã, na mira dos inspetores está ainda Sónia Fertuzinhos, mulher de Vieira da Silva, devido à viagem que fez à Suécia nos dias 8 e 9 de setembro do ano passado.

A investigação quer perceber os contornos em que foi feita a viagem, nomeadamente se foi usado dinheiro da Raríssimas nessa deslocação.

A deputada do PS já tinha afirmado que a deslocação foi inicialmente paga pela Raríssimas, mas que foi posteriormente reembolsada pela instituição que organizou a conferência. É precisamente nesta visita à Suécia que residem as suspeitas do crime de recebimento indevido de vantagem.

O procurador do Ministério Público, nos mandados de busca, faz referência a essas suspeitas. A confirmar-se que a Raríssimas não foi ressarcida do dinheiro que pagou pela viagem, a deputada arrisca ser acusada do mesmo crime.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. É sobejamente conhecido, o seu mentor. E agora, vamos andar ” embrulhados ” com os atos condenáveis desta senhora e seus cúmplices, até quando?

RESPONDER

CSD tem a "chave" da geringonça açoriana (mas ainda não sabe de que lado vai ficar)

Os Presidentes do PSD e do PS já se reuniram com o líder regional do CDS, Artur Lima. O dilema é entre suportar um executivo PS ou integrar uma coligação à direita. A decisão dos …

Professores "desenrolam" queixas em frente do parlamento (e pedem saída do ministro)

Dirigentes da Federação Nacional dos Professores (Fenprof) colocaram esta quinta-feira grandes faixas com reivindicações junto da Assembleia da República e criticaram o ministro da Educação, que tem que “ir embora”. “Quem não sabe ter uma atitude …

Iniciativa Liberal quer retirar "carga ideológica" da Constituição

A Iniciativa Liberal vai apresentar um projeto de revisão constitucional com uma primeira parte dedicada a retirar "carga ideológica à Constituição", clarificando, por exemplo, que serviços públicos de saúde e educação podem ser prestados pelo …

Urgência do Hospital Santa Maria está a chegar ao limite

A urgência dedicada aos casos suspeitos de covid-19 do Hospital Santa Maria, em Lisboa, reflete a evolução da pandemia em Portugal com doentes a avolumarem-se à porta para realizar o teste e no interior a …

Novo Banco. BCP garante que não faz "favores a ninguém" ao emprestar dinheiro ao Fundo de Resolução

O presidente executivo do BCP, Miguel Maya, disse ontem que o banco não faz "favores a ninguém" ao entrar no empréstimo de 275 milhões de euros da banca ao Fundo de Resolução, que posteriormente financiará …

Máfia italiana "lavou" milhões de euros ganhos com fundos europeus na Madeira

Uma das mais violentas máfias de Itália, a Società Foggiana, utilizou a Madeira para branquear mais de 16 milhões de euros obtidos com um esquema de burla à União Europeia (UE). Em causa estão fundos comunitários …

Ajudas de custo para professores deslocados ficaram na gaveta (e não estão previstas no OE2021)

O Orçamento de Estado para 2020 (OE2020) previa um programa de ajudas de custo para professores deslocados como incentivo à fixação. No entanto, a medida não avançou. O Jornal de Notícias avança esta sexta-feira que a …

Biden ainda à frente, mas nada está perdido para Trump. A luta pelos "swing states" continua

O dia em que os norte-americanos vão saber quem é o próximo presidente dos EUA está muito próximo. Entres sondagens, parece fácil levantar a ponta do véu. No entanto, é importante não esquecer que não …

Nani entre os candidatos a melhor jogador da época na MLS

O internacional português, capitão dos Orlando City, está entre os 46 jogadores nomeados para o prémio de melhor da época na liga norte-americana de futebol (MLS), anunciou, esta quinta-feira, o organismo. A eleição decorre até 9 …

"Estranho, muito estranho". Ana Gomes comenta morte do marido de Isabel dos Santos e é criticada

O empresário congolês Sindika Dokolo, marido de Isabel dos Santos, morreu no Dubai, durante a prática de mergulho. Uma morte prematura aos 48 anos que leva Ana Gomes a comentar o assunto como "estranho", "muito …