Novo estado de emergência aprovado. Não há viagens turísticas na próxima semana

Manuel de Almeida / Lusa

O Parlamento aprovou, esta quinta-feira, a renovação do estado de emergência até 15 de abril. PCP, PEV, Chega e a deputada não-inscrita Joacine Katar Moreira votaram contra.

Este foi o 14.º diploma do estado de emergência que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, submeteu para autorização do Parlamento. O texto foi aprovado com os votos a favor do PS, PSD, CDS, PAN e da deputada não-inscrita Cristina Rodrigues.

O PCP, o PEV, o Chega e a deputada não-inscrita Joacine Katar Moreira votaram contra (o deputado único do Iniciativa Liberal, que já se tinha mostrado contra a renovação, não esteve presente na votação). O Bloco de Esquerda foi o único partido que se absteve.

Antes da votação, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, fez um “apelo à convergência e à resiliência em torno das medidas que estão a provar que têm sentido e dão resultado”.

“Pela primeira vez, desde que temos estado aqui reunidos, podemos dizer que estamos melhor do que há um ano“, destacou o governante.

“Temos de nos mobilizar para que na próxima quinzena, que é decisiva, mostrar que temos capacidade de resiliência, que conseguimos afirmar resultados que nos permitirão que, a seguir à Páscoa, o segundo e o terceiro ciclo possam ter aulas, para abrir esplanadas e para que lojas de bairro possam abrir”, acrescentou.

“Não haverá viagens turísticas” para Portugal

O ministro anunciou ainda que, tendo em conta a preocupação com as novas variantes do coronavírus, os voos do Reino Unido e do Brasil, ou viagens que chegam por via indireta desses destinos, continuam “suspensos” e que, na próxima semana, “não haverá viagens turísticas e só serão admitidos aqueles que se deslocam em deslocações essenciais.

“São essas as formas de garantir a nossa segurança sanitária, tal como o reforço acrescido de manutenção nas fronteiras terrestres”, afirmou ainda.

Na sua intervenção, o ministro defendeu ainda que a “testagem massiva já começou”, nomeadamente no setor da Educação, e será regular nos municípios com mais casos. Já no plano de vacinação, Cabrita criticou o “atraso generalizado das farmacêuticas”, mas deixou um desafio aos partidos.

“Gostaria de saber qual é o grupo parlamentar que acha que estaríamos melhor se estivéssemos ao lado dos que, querendo quebrar a unidade europeia, quisessem sozinhos estar a negociar vacinas sabe-se lá com quem. Não, o nosso caminho é com a Europa.”

Depois da aprovação deste novo estado de emergência, o Presidente da República vai falar ao país ainda esta quinta-feira, a partir das 20 horas.

Em declarações ao jornal online Observador, a Presidência do Conselho de Ministros confirmou que o Governo vai voltar a reunir-se esta sexta-feira e no mesmo dia fará o briefing sobre a primeira avaliação do plano de desconfinamento e as medidas para os primeiros dias do novo estado de emergência.

Recorde-se que o período de estado de emergência atualmente em vigor termina às 23h59 da próxima quarta-feira, 31 de março. Esta renovação terá efeitos entre as 00h00 do dia 1 de abril e as 23h59 de 15 de abril.

O projeto presidencial é praticamente idêntico ao que está atualmente em vigor, tendo apenas duas alterações às normas sobre controlo de preços e tratamento de dados pessoais.

No capítulo das restrições à iniciativa privada, social e cooperativa, foi acrescentado à norma que já permite a adoção de “medidas de controlo de preços e combate à especulação ou ao açambarcamento de determinados produtos ou materiais” que isso pode aplicar-se aos “testes ao SARS-Cov-2 e outro material médico-sanitário”.

Por outro lado, em matéria de direito à proteção de dados pessoais, o projeto inclui uma nova alínea para permitir “o tratamento de dados pessoais, na medida do estritamente indispensável para a concretização de contactos para vacinação, entre os serviços de saúde e os serviços municipais ou das freguesias”.

Esta segunda-feira, em visita a uma escola básica em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa considerou muito provável que este quadro legal se prolongue até maio.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

OE. Costa promete salário mínimo de 850 euros em 2025 e aumento de pensões em janeiro

O secretário-geral do PS, António Costa, afirmou esta sexta-feira que é intenção do Governo elevar o salário mínimo aos 850 euros em 2025 e aumentar o mínimo de existência no próximo ano, isentando de IRS …

Cientistas portugueses ajudam a descobrir novo mecanismo para regeneração muscular

O músculo é conhecido por se regenerar através de um processo complexo que envolve várias etapas e depende de células-tronco. Mas uma nova pesquisa apresenta um novo mecanismo. Um novo estudo liderado por investigadores do Instituto …

Investigadores de Harvard utilizam corantes para armazenar dados

Na era digital, quase tudo é possível. Uma equipa de químicos de Harvard desenvolveu um novo sistema que utiliza misturas de sete corantes fluorescentes disponíveis comercialmente para armazenar ficheiros de dados. É comum pensarmos no armazenamento …

Uma impressão artística de um impacto gigantesco no sistema estelar HD 17255

Dois planetas envolveram-se num choque tão violento que um deles perdeu a atmosfera

Uma equipa de astrónomos encontrou provas de uma gigantesca colisão entre dois planetas num sistema planetário jovem, localizado a 95 anos-luz da Terra. A poeira à volta da jovem estrela HD 172555, de 23 milhões de …

Rorhwerk, o maior instrumento musical do mundo

Rohrwerk, uma obra de arte efémera, é a maior "fábrica do som" do mundo

Uma espécie de "pavilhão do som". Alunos da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, criaram um novo instrumento musical, o maior alguma vez construído. Com 45 metros de altura, a obra de arte imponente …

Costa já pediu desculpas às confederações patronais. "Houve um lapso"

O primeiro-ministro afirmou, esta sexta-feira, que já apresentou um pedido de desculpas às confederações patronais por o Governo ter aprovado duas medidas na área do trabalho sem antes as ter apresentado em Concertação Social. À chegada …

Luxemburgo torna-se o primeiro país da Europa a legalizar o cultivo e consumo de canábis

O Governo luxemburguês anunciou, esta sexta-feira, que o país será a primeira nação do Velho Continente a legalizar o cultivo e o consumo de canábis. De acordo com a nova legislação, explica o jornal The …

Prisão preventiva para suspeitos da morte de jovem no metro das Laranjeiras

Os quatro suspeitos da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa, ficaram em prisão preventiva, depois de presentes a primeiro interrogatório judicial. Os quatro arguidos, com idades entre os …

Cristiano vs. Salah: Klopp não queria comparar mas comparou

Treinador do Liverpool não acredita que vai encontrar um adversário debilitado: "Eles são capazes de fazer coisas incríveis". É o grande jogo de futebol no Reino Unido e um dos mais aguardados em todos os países: …

Bastonário dos Médicos considera direção executiva do SNS "um disparate"

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que a criação da direção executiva do Serviço Nacional de Saúde, proposta no Estatuto do SNS aprovado esta quinta-feira, é "um disparate" e que há estruturas que podem …