Pardal Henriques investigado pela Ordem e candidato pelo partido de Marinho e Pinto

António Pedro Santos / Lusa

O vice-presidente do Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), Pedro Pardal Henriques

O vice-presidente e porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), Pedro Pardal Henriques, vai ser o cabeça-de-lista pelo círculo de Lisboa do Partido Democrático Republicano (PDR), avança o Diário de Notícias.

De acordo com o diário, Pedro Pardal Henriques vai ser candidato a deputado pelo partido do também advogado Marinho e Pinto, que fundou a força partidária em 2014.

Por sua vez, e segundo apurou o DN, Marinho e Pinto será cabeça-de-lista no Porto.

“Não lhe posso dizer quem será ou não candidato. As listas ainda não estão definidas”, disse o líder do partido ao matutino, sem confirmar nem desmentir que Pardal Henriques seja o número um por Lisboa nas legislativas.

Pedro Pardal Henriques, recorde-se, conquistou notoriedade como porta-voz do SNMMP, um dos sindicatos que ameaça bloquear o país com uma greve por tempo indeterminado marcada para a próxima segunda-feira. O advogado é também membro da obediência maçónica portuguesa Grande Oriente Lusitano, integrando a loja Simpatia e União.

Em 2015, o PDR foi o partido mais votado entre os que não conseguiram eleger deputados. Obteve 61,6 mil votos (1,14%), na mesma eleição em que o PAN conseguiu eleger um deputado com 1,39% (cerca de 75 mil votos).

O jornal Público avança também esta quinta-feira que o conselho de deontologia de Lisboa da Ordem dos Advogados(OA) abriu uma averiguação preliminar a Pardal Henriques.

Em causa está uma queixa por burla, que poderá ou não ser transformada num processo disciplinar. A possibilidade das ligações do advogado ao mundo empresarial poderem ser incompatíveis com o exercício da advocacia têm suscitado alguma apreensão de colegas, tal como explica o matutino.

O vice do SNMMO só está inscrito na Ordem há dois anos, sendo sócio de de uma firma de mediação imobiliária desde 2007. Contudo, segundo o advogado, a empresa nunca funcionou. Pardal Henriques tem ainda participações noutras empresas de trabalho temporário assim como de consultoria de gestão e saúde.

Em 2011, revelou a TVI, o advogado foi sentenciado por insolvência culposa, ficando inibido de administrar os bens de sociedades comerciais ou civis, empresas públicas e cooperativas durante sete anos.

O Público tentou, sem sucesso, contactar Pardal Henriques.

ZAP //

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. Aí está uma boa notícia! Vamos ver é se tem continuidade… Na verdade, “cheira-me” que este indíviduo não só não é o que parece, como procura protagonismo!

  2. Aí está a táctica deste governo. Quando se sente acossado, pede socorro à Justiça. Porque sabe que ela está ao serviço do governo. A Joana Marques Vidal já foi substituída por uma socialista e o juiz Carlos Alexandre já está a levar a porratada. Só falta Sócrates ser recebido em ombros no Parlamento. Cuidado com as evidentes e perigosas tendências autoritárias deste governo. Está a evidenciar tiques (talvez de cariz socrático), numa forma sub-reptícia e por meio de um malabarismo calculista, sem precedentes.

  3. Aqui, o governo serve-se da Ordem dos advogados para calar pidescamente o advogado, que está no pleno exercício da sua função. Já a “ministra papagaio” para se sobrepor à bastonária dos enfermeiros, pediu socorro à justiça, para que assaltasse a Ordem e arranjasse forma de a calar. Algo de grave está a acontecer no país. O povo tem que acordar, quantos antes, para esta perigosa realidade.

    • Quem tem de acordar é quem aceita tal pessoa para representar interesses de trabalhadores! Se há pessoa cujo perfil é o mais desajustado possível para representar trabalhadores… é este senhor!

      Ser defendido num reinvindicação por um membro, ou pelo menos simpatizante, do PDR???? Só pode acontecer uma de duas coisas: ou o SNMMP o “despede” ou o PDR o expulsa!!!

      Como é que você consegue tomar o partido deste indivíduo?????????

  4. Dpois da ordem dos enfermeiros, agora o sindicato…. bem sem por nada em causa, investigue-se! Mas será … quem se mete com o governo, temos a democracia possível

  5. Segundo o que se sabe e é de conhecimento Publico, este Sr. Pardal, enfrenta algumas queixas em Tribunal, no quadro da sua actividade em tanto que Advogado. Au serem verídicas as acusações levantadas contra este Ilustre Doutor, a Ordem dos Advogados tem toda a legitimidade de investigar e eventualmente aplicar o castigo adequado. Limpo, por os vistos não está, e é nesse “Líder” em que a classe Profissional de Camionistas deposita toda a confiança. Manipulados e Felizes, mas inconscientes !

  6. Pois, se calhar o Pardal vai substituir aquele outro advogado que era o n.º 2 do PDR e que apanhou 25 anos de cadeia por matar e dissolver em ácido um antigo cliente, naquilo que ficou conhecido como máfia de Braga.
    De facto, com aquilo que se vai sabendo do Pardal, há várias semelhanças nos perfis de ambos…. resta saber se este também acabará preso pelo que fez…

  7. Isto é que vão aqui uns comentários! É pardalada por todo o lado. O contorcionismo, em alguns, é tão grande, que se vai de alhos para bogalhos. É giro apreciar estes comentários, de forma independente. Alguns até dão para rir, sobretudo pela capacidade inventivo/imaginativa, para chegar aos fins desejados, qual sobremesa para o seu ego.

Nu num cavalo branco e de saltos altos. Retrato de Emiliano Zapata gera indignação no México

Centenas de manifestantes invadiram o Palácio de Belas Artes do México, na passada terça-feira, por causa de um retrato do general Emiliano Zapata (1879-1919), considerado um herói revolucionário no país. A obra, pintada pelo artista …

Felipe VI designa Sánchez como candidato a formar o próximo Governo

O Rei de Espanha designou, esta quarta-feira, em Madrid, o secretário-geral do PSOE e primeiro-ministro em funções como candidato a chefe do próximo Governo, anunciou a presidente do Parlamento. "Sua majestade o Rei [...] comunicou-me a …

No Porto, há um painel publicitário que recicla tanto ar como 230 árvores

O painel publicitário da Volvo, instalado na fachada de um prédio entre a Avenida da Boavista e a Rua 5 de Outubro, no Porto, é mais do que publicidade. A tela ajuda a reciclar o …

Governo recua e deixa cair proposta sobre perda de férias em caso de baixa prolongada

O Governo recuou e deixou cair a proposta apresentada aos sindicatos que previa que os funcionários públicos mais antigos que estivessem de baixa prolongada perdessem dias de férias, disse esta quarta-feira o líder da Fesap, …

Marta Temido recusa ser "refém" de Centeno e anuncia maior concentração de Urgências até ao verão de 2020

"Eu nunca me senti refém [de Mário Centeno]. Tenho alguma dificuldade nessa leitura. Este reforço de meios também permitirá injetar mais confiança no sistema e criar respostas. Mas não considero que tenho estado refém do …

IVA da luz. Proposta do Governo foi afastada há um ano porque "não tinha enquadramento legal"

Em 2018, o Bloco de Esquerda apresentou a proposta da taxa reduzida do IVA da luz para um primeiro escalão de consumo. O Governo não fez o pedido a Bruxelas - como fez agora -, …

Nenhum dos treinadores do FC Porto ou Belenenses relatou agressões à PSP

Nem Sérgio Conceição nem Pedro Ribeiro mencionaram uma eventual agressão nas suas declarações à polícia. O treinador portista deverá ser ilibado de qualquer acusação. No domingo, os treinadores de FC Porto e Belenenses, Sérgio Conceição e …

Estado não cumpre os requisitos mínimos que criou para os cuidados paliativos

A maioria das equipas de cuidados paliativos do SNS não tem cumprido os requisitos mínimos definidos pelo próprio Estado. Há uma grave falta de profissionais nesta área. Os cuidados paliativos em Portugal têm vindo a regredir …

Rússia diz que pode organizar os seus próprios Jogos Olímpicos

Na sequência da exclusão por quatro anos, anunciada na segunda-feira, a presidente do Parlamento russo sugeriu que o país pode organizar os seus próprios Jogos Olímpicos. A presidente do Parlamento russo, Valentina Matviyenko, afirmou que o …

Israel vai voltar às urnas. É a terceira eleição consecutiva em menos de um ano

Israel vai ter o terceiro ato eleitoral consecutivo em menos de um ano, estancado num bloqueio político e com um primeiro-ministro acusado de corrupção. Ao terminar à meia-noite de quarta-feira o prazo do Parlamento para eleger …