Pandemia também está a paralisar o tráfico de drogas

coastguardnews / Flickr

O novo coronavírus, que nasceu em dezembro passado na China, está a paralisar o trafico de drogas, dá conta a agência noticiosa Associated Press.

O tráfico destas substâncias ilegais está a ser afetado por vários “danos colaterais” causados pela pandemia: a paralisação de várias economias, o encerramento de inúmeras fronteiras em todo o mundo e o cancelamento de cadeias de fornecimento na China.

Estas cadeias de suprimentos são especialmente importantes para os traficantes, uma vez que dependem dos produtos químicos destas cadeias para produzir drogas tão lucrativas como metanfetaminas e o fentanil.

Fontes policiais e especialistas ouvidos pela AP contam que os cartéis mexicanos e colombianos continuam a operar, mas os bloqueios causados pela pandemia estão a atrapalhar todo o processo, desde a produção, passando pelo transporte e pelas vendas.

O tráfego de veículos na fronteira Estados Unidos-México, normalmente muito movimentado e utilizado por contrabandistas para encobrir e movimentar grandes quantidades de drogas ilegais, foi reduzido, prejudicando o tráfico destas substância.

A somar a esta situação, vários bares em território norte-americano, bem como motéis e outros estabelecimentos que costumam ser bons locais de venda, estão encerrados.

Além disso, o preço das drogas aumentou muito devido às reservas diminutas.

“[Os traficantes] estão a enfrentar um problema de oferta e procura (…) Depois de colocar as substâncias no mercado, a quem vão vendê-las?”, questionou, Alejandro Hope, analista de segurança e ex-funcionário da CISEN, a agência de inteligência mexicana.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

No Japão, combater a pandemia implica pedir ajuda a um grande gato cor-de-rosa

Um super-herói mascarado patrulha dois dos distritos mais movimentados de Tóquio para ajudar os cidadãos japoneses a derrotar o coronavírus. O seu nome é Koronon e é um gato cor-de-rosa. O cruzado é um mascote com …

Portugal regista mais uma morte e 334 novos casos. Internamentos voltam a subir

Nas últimas 24 horas, foram confirmados 334 novos casos e registou-se mais um óbito. O boletim deste domingo dá ainda conta de mais 229 recuperados. Segundo o boletim epidemiológico deste domingo, dia 16 de maio, atualmente …

Romualda Fernandes - PS

"Senti alguma dor". Romualda Fernandes fala sobre a atitude racista da qual foi vítima

Romualda Fernandes pronuncia-se pela primeira vez sobre a notícia da Lusa para dizer que aquilo que a define não é a cor da pele, mas os seus valores. Em causa está uma notícia da Agência Lusa, …

Elefantes encontrados mortos numa reserva florestal. Envenenamento pode ser a causa

As autoridades estão a tentar perceber de que forma é que os 18 elefantes selvagens asiáticos morreram no nordeste da Índia. Os elefantes, que incluíam cinco filhotes, foram encontrados mortos na reserva florestal protegida de Kondali, …

"Máxima segurança". Porto de Lisboa com protocolo de segurança para receber cruzeiros

A administração do Porto de Lisboa assinalou este domingo o regresso do movimento de passageiros de cruzeiros a partir desta segunda-feira, com o levantamento das restrições ao desembarque de passageiros em viagens não essenciais, sublinhando …

”Terrível engano”. Programa do Governo para incentivar regresso dos emigrantes exclui as ilhas

O Programa Regressar, criado em 2019 pelo Governo da República para incentivar o regresso dos emigrantes ao país, descrimina os Açores e a Madeira. O Governo prolongou os apoios (que podem chegar aos 7679 euros por …

Relatório alerta que parte da produção de painéis solares depende da exploração de uigures

A região de Xinjiang, na China, evoluiu nas últimas duas décadas e tornou-se num importante centro de produção para muitas das empresas que fornecem ao mundo as peças necessárias para a construção de painéis solares. No …

Morreu a atriz brasileira Eva Wilma. Tinha 87 anos

A atriz de brasileira Eva Wilma morreu este sábado aos 87 anos no hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde estava internada desde abril devido a um cancro de ovário. A artista tinha sido internada a …

Marcelo quer descentralizar poder para regionalizar bazuca europeia

Marcelo Rebelo de Sousa quer desconcentrar poderes do Estado central para as comissões de coordenação e desenvolvimento regio­nal (CCDR), já a pensar na execução dos milhões que vão chegar de Bruxelas. A perspetiva do Chefe de …

Humanos mudam os ecossistemas com fogo há quase 100 mil anos

Um novo estudo mostra que os humanos têm mudado o ambiente em que vivem recorrendo ao fogo há pelo menos 92 mil anos. Ao chegar a novas terras, os humanos usaram o fogo para as mudar …