Pais sem apoio podem perder emprego ou ter de abandonar filhos em casa

A Confederação Nacional de Associações de Pais defende que o governo tem de prolongar apoios durante as férias da Páscoa, senão muitos pais terão de escolher entre deixar os filhos sozinhos em casa ou arriscar-se a perder o emprego.

“O Governo tem de perceber que os pais estavam preparados para as férias da Páscoa mas não estavam preparados para a pandemia. Neste momento, não existem ATLs abertos nem os avós podem receber as crianças. Se o governo não prorrogar o diploma as famílias terão de ir trabalhar e abandonar os filhos em casa, o que é crime”, disse hoje à Lusa o presidente da Confederação Nacional de Associações de Pais (Confap), Jorge Ascensão.

Há cerca de duas semanas o Governo anunciou várias medidas de apoio às famílias por causa da pandemia de covid-19, entre as quais um plano de apoio aos trabalhadores com filhos até aos 12 anos que tivessem de ficar em casa, uma vez que todas as escolas seriam encerradas.

Os trabalhadores puderam ficar a prestar apoio aos filhos – com um corte no salário – não sendo marcadas faltas ao trabalho. No entanto, o apoio termina na sexta-feira, porque na semana seguinte já são férias da Páscoa, prejudicando “milhares de famílias”, disse Jorge Ascensão.

Os encarregados de educação lembram que a situação que as famílias estão a viver se mantém inalterada e por isso pedem a prorrogação do decreto-lei que veio atribuir alguma segurança aos trabalhadores.

Segundo o presidente da Confap, a situação está a preocupar “milhares de famílias”, havendo algumas que, no desespero, já pedem soluções menos vantajosas, como ter apenas a garantia de que as faltas ao trabalho são justificadas e que podem recorrer ao regime geral de apoio à família.

“Quem decide sobre esta matéria é o primeiro-ministro ou o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, a quem já enviámos por escrito as nossas preocupações”, acrescentou, sublinhando que no entender na Confap a solução deve passar por prorrogar o decreto-lei que definiu os direitos neste período de exceção.

A Confap pediu também ao Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, que apresentasse esta preocupação na reunião de Conselho de Ministros.

O presidente da confederação diz que tem sido contactado por muitos pais que estão angustiados com a situação e reitera que “deixar os filhos sozinhos em casa para ir trabalhar é abandono. É crime”.

As escolas de todo o país, desde creches a estabelecimentos de ensino superior, estão encerradas desde a segunda-feira da semana passada, estando mais de dois milhões de crianças e jovens em casa.

Portugal regista 60 mortes devido à covid-19, mais 17 do que na véspera (+39,5%), e 3.544 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, que identificou 549 novos casos em relação a quarta-feira (+18,3%).

Dos infetados, 191 estão internados, 61 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram. Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 2 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 2 de abril.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O estado devia subir os abonos das crianças ja que estam em casa e os pais nao podem trabalhar ja era uma ajuda .

    E pais que estejam desempregados com filhos em casa tem algum direitos?

  2. Pois, o que este governo devia garantir era que toda a gente tivesse as mesmas regalias e estas fossem as melhores que o país podia oferecer. Julgo que não é isto que está a acontecer. Vejamos:

    1- um funcionário público de um qualquer serviço que encerrou logo ao primeiro alarme (bibliotecas, museus, postos de turismo, piscinas municipais, etc, etc) foram para casa a receber 100%
    2- um trabalhador por conta de outrem, foi para casa cuidar dos filhos, a receber 66%
    3- um trabalhador por conta própria, foi para casa cuidar dos filhos, a receber 33%
    4- um patrão de uma micro empresa (em que grande parte delas apenas factura o suficiente para pagar despesas – onde se incluem salários – e não apresenta qualquer lucro) se tiver de ir para casa cuidar dos filhos apenas receberá um apoio do estado de 33% e ainda terá de pagar dos eu bolso 33% a cada funcionário que vá para casa.

    Seria bom que todos tivessem o mesmo.

    • O Costa gosta de falar mal (num tom que envergonha os portugueses) dos políticos de outros países, exigindo solidariedade, mas depois esquece-se de ser solidário dentro do país que ele próprio governa.
      Costa, antes de falares dos outros, num tom que envergonha o povo que representas e certamente só criará mal-estar e dificuldades acrescidas, pensa em aplicar no país que governas aquilo que apregoas lá fora!

RESPONDER

Reclusos libertados e cortes de água, luz, gás e internet suspensos

Esta quarta-feira, no Parlamento, a esquerda viabilizou o projeto do Governo para libertar reclusos. O PS vai ainda viabilizar as propostas do PCP e do BE que suspendem cortes na água, luz, gás e internet. A …

Pandemia deixa passaporte português mais "forte". É o sexto mais poderoso do mundo

A pandemia desencadeada pelo novo coronavírus oriundo da China (covid-19) tornou o passaporte português mais forte. O documento português subiu uma posição no ranking da Henley Passport Index, estando agora o documento na sexta posição dos …

SAD do Leixões avança para lay-off

A SAD do Leixões propôs ao plantel "que nos próximos três meses, abril incluído, pagaria metade do salário em cada mês, valores que seriam repostos ao longo do trimestre que se seguiria". O plantel do Leixões, …

Rui Pinto colocado em prisão domiciliária

O hacker Rui Pinto, criador do Football Leaks e autor das revelações do caso Luanda Leaks, foi colocado em prisão domiciliária esta quarta-feira. Rui Pinto, que estava em prisão preventiva desde 22 de março de 2019, …

Detidas 33 pessoas desde a renovação do estado de emergência

A PSP e a GNR detiveram, até terça-feira, 33 pessoas pelo crime de desobediência desde 3 de abril, totalizando 141 as detenções feitas desde o início do estado de emergência, indicou o Ministério da Administração …

Bruxelas disponibiliza 300 milhões de euros a pequenas e médias empresas para alavancar investimentos

O programa "Escalar" disponibiliza 300 milhões de euros, através do Fundo Europeu de Investimento, para apoiar investimentos de pequenas e médias empresas "promissoras" que queiram crescer. A Comissão Europeia anunciou que vai disponibilizar 300 milhões de …

Maçonaria cancela eleições e proíbe rituais em sessões virtuais

A pandemia de Covid-19 levou o Grão Mestre do Grande Oriente Lusitano, Fernando Lima, a principal obediência maçónica em Portugal, a cancelar as eleições e a proibir os encontros com rituais maçónicos 'online', visto que …

Mourinho quebra regras e assume que errou ao ir treinar com Ndombele

Fotografias e vídeos divulgados nas redes sociais mostram José Mourinho e os jogadores do Tottenham a treinar juntos e a violar as regras de segurança impostas devido ao surto do novo coronavírus. O Tottenham, treinado por …

Rússia bate recordes de infeções diárias. Em Itália, o número de mortes voltou a diminuir

Há três dias consecutivas que o número de novos casos bate recordes de crescimento na Rússia. Já em Itália, o número de mortes voltou a diminuir esta quarta-feira. Pelo terceiro dia consecutivo, o crescimento de número …

Governo prepara apoios aos media "à medida das televisões"

O Governo está a preparar medidas de apoio aos meios de comunicação social, gravemente afetados pela crise causada pela pandemia de Covid-19. Contudo, como considerou o administrador da Global Media Group, Afonso Camões, citado pelo Dinheiro Vivo, tudo …