Pais sem apoio podem perder emprego ou ter de abandonar filhos em casa

A Confederação Nacional de Associações de Pais defende que o governo tem de prolongar apoios durante as férias da Páscoa, senão muitos pais terão de escolher entre deixar os filhos sozinhos em casa ou arriscar-se a perder o emprego.

“O Governo tem de perceber que os pais estavam preparados para as férias da Páscoa mas não estavam preparados para a pandemia. Neste momento, não existem ATLs abertos nem os avós podem receber as crianças. Se o governo não prorrogar o diploma as famílias terão de ir trabalhar e abandonar os filhos em casa, o que é crime”, disse hoje à Lusa o presidente da Confederação Nacional de Associações de Pais (Confap), Jorge Ascensão.

Há cerca de duas semanas o Governo anunciou várias medidas de apoio às famílias por causa da pandemia de covid-19, entre as quais um plano de apoio aos trabalhadores com filhos até aos 12 anos que tivessem de ficar em casa, uma vez que todas as escolas seriam encerradas.

Os trabalhadores puderam ficar a prestar apoio aos filhos – com um corte no salário – não sendo marcadas faltas ao trabalho. No entanto, o apoio termina na sexta-feira, porque na semana seguinte já são férias da Páscoa, prejudicando “milhares de famílias”, disse Jorge Ascensão.

Os encarregados de educação lembram que a situação que as famílias estão a viver se mantém inalterada e por isso pedem a prorrogação do decreto-lei que veio atribuir alguma segurança aos trabalhadores.

Segundo o presidente da Confap, a situação está a preocupar “milhares de famílias”, havendo algumas que, no desespero, já pedem soluções menos vantajosas, como ter apenas a garantia de que as faltas ao trabalho são justificadas e que podem recorrer ao regime geral de apoio à família.

“Quem decide sobre esta matéria é o primeiro-ministro ou o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, a quem já enviámos por escrito as nossas preocupações”, acrescentou, sublinhando que no entender na Confap a solução deve passar por prorrogar o decreto-lei que definiu os direitos neste período de exceção.

A Confap pediu também ao Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, que apresentasse esta preocupação na reunião de Conselho de Ministros.

O presidente da confederação diz que tem sido contactado por muitos pais que estão angustiados com a situação e reitera que “deixar os filhos sozinhos em casa para ir trabalhar é abandono. É crime”.

As escolas de todo o país, desde creches a estabelecimentos de ensino superior, estão encerradas desde a segunda-feira da semana passada, estando mais de dois milhões de crianças e jovens em casa.

Portugal regista 60 mortes devido à covid-19, mais 17 do que na véspera (+39,5%), e 3.544 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, que identificou 549 novos casos em relação a quarta-feira (+18,3%).

Dos infetados, 191 estão internados, 61 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram. Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 2 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 2 de abril.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O estado devia subir os abonos das crianças ja que estam em casa e os pais nao podem trabalhar ja era uma ajuda .

    E pais que estejam desempregados com filhos em casa tem algum direitos?

  2. Pois, o que este governo devia garantir era que toda a gente tivesse as mesmas regalias e estas fossem as melhores que o país podia oferecer. Julgo que não é isto que está a acontecer. Vejamos:

    1- um funcionário público de um qualquer serviço que encerrou logo ao primeiro alarme (bibliotecas, museus, postos de turismo, piscinas municipais, etc, etc) foram para casa a receber 100%
    2- um trabalhador por conta de outrem, foi para casa cuidar dos filhos, a receber 66%
    3- um trabalhador por conta própria, foi para casa cuidar dos filhos, a receber 33%
    4- um patrão de uma micro empresa (em que grande parte delas apenas factura o suficiente para pagar despesas – onde se incluem salários – e não apresenta qualquer lucro) se tiver de ir para casa cuidar dos filhos apenas receberá um apoio do estado de 33% e ainda terá de pagar dos eu bolso 33% a cada funcionário que vá para casa.

    Seria bom que todos tivessem o mesmo.

    • O Costa gosta de falar mal (num tom que envergonha os portugueses) dos políticos de outros países, exigindo solidariedade, mas depois esquece-se de ser solidário dentro do país que ele próprio governa.
      Costa, antes de falares dos outros, num tom que envergonha o povo que representas e certamente só criará mal-estar e dificuldades acrescidas, pensa em aplicar no país que governas aquilo que apregoas lá fora!

App deteta sinais de anemia. Basta fotografar a pálpebra com o smartphone

Uma equipa de cientistas desenvolveu um novo software capaz de tornar o diagnóstico de doenças do sangue muito mais simples, usando a câmara de um smartphone para avaliar os níveis de hemoglobina. A hemoglobina é uma …

O monumento mais alto do cemitério de Nova Orleães conta uma história de vingança e mesquinhez

Com 24 metros de altura, o Monumento Moriarty é o mais alto no cemitério Metairie de Nova Orleães, nos Estados Unidos. A sua construção conta uma história de mesquinhez: o memorial foi uma desculpa para …

FBI detém membro de um dos mais perigosos e lucrativos grupos de hackers

O FBI deteve recentemente um alegado membro de um dos mais temidos grupos de piratas informáticos do mundo, conhecido como Fin7. O grupo é suspeito de ataques informáticos que levaram a uma receita ilícita estimada em …

Artista gráfico faz reconstrução facial de Henrique VII de Inglaterra

Um artista gráfico fez uma reconstrução ultrarrealista de Henrique VII, Rei de Inglaterra entre 1485 e 1509. De acordo com o site Live Science, Matt Loughrey produziu a imagem de Henrique VII a partir da sua …

Marcelo promulga diploma que permite festa do Avante! (mas deixa recados ao Governo)

O Presidente da República promulgou, esta terça-feira, o diploma do parlamento sobre proibição de festivais e espetáculos de natureza análoga até 30 de setembro devido à covid-19, mas com reparos sobre "a garantia do princípio …

Governo italiano vai contratar 60 mil pessoas para vigiar distanciamento social

O Governo italiano vai contratar "assistentes cívicos" para garantir que os cidadãos cumprem o distanciamento social. Depois de mais de dois meses confinados nas suas casas para conter a propagação do coronavírus, os italianos começaram a …

Rio volta a admitir que PSD viabilize Orçamento Suplementar do Governo

O presidente do PSD afirmou hoje que viabilizará ao Governo uma proposta de Orçamento Suplementar, "como tudo indica que é", que proceda à adaptação de medidas a tomar até ao final do ano para o …

J.K. Rowling anuncia novo livro infantil a ser publicado gratuitamente online

A escritora britânica J.K. Rowling, autora da saga "Harry Potter", vai publicar um novo livro infantil, intitulado "The Ickabog", um conto de fadas que será disponibilizado 'online', gratuitamente e em formato de série, a partir …

Empresa portuguesa cria cabine que faz desinfeção total em 25 segundos

A Starmodular, uma empresa com sede em Belmonte, distrito de Castelo Branco, criou um sistema destinado a espaços abertos ao público que permite a desinfeção total em 25 segundos para evitar a propagação da Covid-19, …

TAP duramente criticada por marginalização do Norte. Rio fala em "empresa regional"

Rui Rio foi apenas uma das várias vozes que criticaram o novo plano de voo da TAP, em que a maioria das ligações repostas são de Lisboa. Marcelo Rebelo de Sousa também demonstrou a sua …