/

Operação Marquês. Sócrates chamou ex-ministros como testemunhas

Fernando Veludo / Lusa

O debate instrutório da Operação Marquês está agendado para entre 27 e 31 de janeiro. Maria de Lurdes Rodrigues e Mário Lino foram chamados a testemunhar.

O debate instrutório da Operação Marquês irá decorrer entre 27 e 31 de janeiro de 2020, no Campus de Justiça. O processo envolve 28 arguidos, entre os quais 19 pessoas singulares e nove empresas.

A SIC Notícias avançou esta sexta-feira que Maria de Lurdes Rodrigues e Mário Lino vão testemunhar no âmbito do processo, por José Sócrates, ao juiz Ivo Rosa a 25 de novembro, dois meses antes do debate instrutório.

Sócrates foi constituído arguido no caso Operação Marquês, em 2014, e incorre em 31 crimes económico-financeiros, entre eles corrupção passiva de titular de cargo político, branqueamento de capitais, falsificação de documentos e fraude fiscal qualificada.

O ex-primeiro-ministro chegou a estar preso preventivamente, em novembro de 2014, e posteriormente domiciliariamente. A pena dos crimes em que está acusado pode chegar aos oito anos de prisão.

José Sócrates vai ser interrogado pelo juiz Ivo Rosa, no âmbito do caso Operação Marquês, numa audição que decorre entre 28 e 31 de outubro.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE