Levantar restrições antes do tempo? “É a última coisa de que qualquer país precisa”

Jean-Christophe Bott / EPA

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou, esta quarta-feira, contra o levantamento das restrições antes do tempo, salientando que o contágio com a Covid-19 pode regressar se não se tomarem outras medidas ao mesmo tempo.

Em conferência de imprensa, o diretor geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, reconheceu que em muitos se países se tomaram “medidas sem precedentes com custos económicos e sociais significativos”, o que dá pelo menos tempo para conter a expansão da pandemia.

A última coisa de que qualquer país precisa agora é reabrir escolas e negócios e ser forçado a fechá-los novamente por causa de um ressurgimento do vírus”, considerou, salientando que “medidas agressivas para encontrar, isolar, testar e tratar casos são a maneira melhor e mais rápida de sair das restrições sociais e económicas e de as evitar”.

“Esta é uma segunda oportunidade que não devemos desperdiçar”, afirmou Ghebreyesus, salientando os “cerca de 150 países com menos de 100 casos” que podem ainda evitar o contágio comunitário.

Contudo, são necessárias “medidas mais precisas”, sobretudo encontrar casos suspeitos, isolá-los e ter uma força de profissionais de saúde e saúde pública capaz de os tratar, “a melhor maneira de conter e evitar a transmissão, para que quando as restrições forem levantadas o vírus não regresse”.

A OMS recomenda o aumento da força de trabalho em saúde e saúde pública e a criação de “um sistema que permita encontrar todos os casos suspeitos”, bem como a preparação de instalações capazes de acolher doentes e conter o contágio de forma eficaz.

Tedros Ghebreyesus apelou ainda para o aumento da produção e realização de testes à doença e para a criação de “um plano claro e um processo para colocar em quarentena” pessoas que tenham tido contacto com o novo coronavírus.

Os Governos devem ser completamente reorientados para se concentrarem na supressão e contenção da pandemia de Covid-19, referiu ainda. Sem isso, corre-se o risco de entrar num círculo vicioso de aplicar restrições, levantá-las, o vírus ressurgir e serem necessárias restrições novamente, alertou.

As declarações do diretor-geral da OMS surgem numa altura em que vários chefes de Estado pedem que as restrições comecem a ser levantadas. É o caso de Donald Trump, Presidente dos Estados Unidos, que disse que gostaria de ver o país voltar à normalidade, com igrejas “cheias a transbordar”, até 12 de abril, domingo de Páscoa.

No Brasil, Jair Bolsonaro também foi contra todas as recomendações do seu Governo, tendo pedido às autoridades estaduais e municipais que reabram escolas e o comércio e que ponham fim ao “confinamento em massa”. “A vida tem de continuar”, disse mesmo.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rui Pinto colocado em prisão domiciliária

O hacker Rui Pinto, criador do Football Leaks e autor das revelações do caso Luanda Leaks, foi colocado em prisão domiciliária esta quarta-feira. Rui Pinto, que estava em prisão preventiva desde 22 de março de 2019, …

Detidas 33 pessoas desde a renovação do estado de emergência

A PSP e a GNR detiveram, até terça-feira, 33 pessoas pelo crime de desobediência desde 3 de abril, totalizando 141 as detenções feitas desde o início do estado de emergência, indicou o Ministério da Administração …

Bruxelas disponibiliza 300 milhões de euros a pequenas e médias empresas para alavancar investimentos

O programa "Escalar" disponibiliza 300 milhões de euros, através do Fundo Europeu de Investimento, para apoiar investimentos de pequenas e médias empresas "promissoras" que queiram crescer. A Comissão Europeia anunciou que vai disponibilizar 300 milhões de …

Maçonaria cancela eleições e proíbe rituais em sessões virtuais

A pandemia de Covid-19 levou o Grão Mestre do Grande Oriente Lusitano, Fernando Lima, a principal obediência maçónica em Portugal, a cancelar as eleições e a proibir os encontros com rituais maçónicos 'online', visto que …

Mourinho quebra regras e assume que errou ao ir treinar com Ndombele

Fotografias e vídeos divulgados nas redes sociais mostram José Mourinho e os jogadores do Tottenham a treinar juntos e a violar as regras de segurança impostas devido ao surto do novo coronavírus. O Tottenham, treinado por …

Rússia bate recordes de infeções diárias. Em Itália, o número de mortes voltou a diminuir

Há três dias consecutivas que o número de novos casos bate recordes de crescimento na Rússia. Já em Itália, o número de mortes voltou a diminuir esta quarta-feira. Pelo terceiro dia consecutivo, o crescimento de número …

Governo prepara apoios aos media "à medida das televisões"

O Governo está a preparar medidas de apoio aos meios de comunicação social, gravemente afetados pela crise causada pela pandemia de Covid-19. Contudo, como considerou o administrador da Global Media Group, Afonso Camões, citado pelo Dinheiro Vivo, tudo …

Archewell. Harry e Meghan registam a sua nova marca

O príncipe Harry e Meghan Markle registaram a sua nova marca, uma fundação sem fins lucrativos chamada Archewell. De acordo com o jornal britânico The Guardian, que cita registos datados de 3 de março, a marca …

Libertação de reclusos. Esquerda ao lado do Governo garante aprovação

PSD, CDS-PP, PAN e Iniciativa Liberal manifestaram reservas ao diploma que prevê a concessão de indultos e antecipação do fim das penas para reclusos que tenham cometido crimes pouco graves. A proposta do Governo que cria …

Galp anuncia cortes de 500 milhões de euros por ano devido à pandemia

A Galp Energia decidiu cortar mais de 500 milhões de euros por ano dos seus custos operacionais e investimentos para 2020 e 2021, visando fazer face ao impacto da pandemia de Covid-19 na procura de …