Olimpíadas de Tóquio serão canceladas caso não se realizem em 2021

Kimimasa Mayama / EPA

Tóquio 2020, medalhas dos Jogos Olímpicos no Japão

Os Jogos Olímpicos de Tóquio serão cancelados caso não possam ser realizados no próximo verão por causa da pandemia de coronavírus, disse o presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach.

Em declarações à BBC na quinta-feira, citadas pelo Washington Post, Bach disse que o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, afirmou que 2021 é “a última opção”. “Eu entendo, não se pode empregar para sempre três mil ou cinco mil pessoas num comité organizador”, indicou o presidente do COI.

“Não se pode mudar todos os anos o calendário desportivo mundial de todas as principais federações. Não se pode manter os atletas na incerteza”, referiu, acrescentando: “Eu entendo a abordagem dos nossos parceiros japoneses”.

Em abril, o primeiro-ministro japonês referiu que seria “difícil” realizar os Jogos em julho e agosto do próximo ano caso o vírus não seja contido até lá, sublinhando a vontade de organizar o evento “de forma completa”, ou seja, com os espetadores.

Contudo, vários especialistas, incluindo o chefe da Associação Médica do Japão, acreditam que será difícil, a menos que vacinas eficazes contra a covid-19 fiquem disponíveis.

O presidente do comité organizador japonês, Yoshiro Mori, disse ao Nikkan Sports no final do mês passado que os Jogos teriam que ser cancelados se a pandemia não estiver sob controle no próximo verão, expressando preocupação sobre a decisão de Abe de optar por um adiamento de um ano ao invés de um adiamento de dois anos.

Ao Asahi Shimbun, o responsável indicou que o primeiro-ministro japonês insistiu num atraso de um ano e previu que uma vacina estaria disponível até então. O mandato de três anos de Abe como presidente do Partido Democrata Liberal no poder termina em setembro de 2021 e o próximo ano pode ser a sua última hipótese de presidir os Jogos.

Bach, contudo, recusou-se a afirmar se uma vacina era essencial para os Jogos avançarem. “Sobre essa questão, contamos com os conselhos da Organização Mundial da Saúde”, disse. “Estabelecemos um princípio: organizar os Jogos num ambiente seguro para todos os participantes. Ninguém sabe como estará o mundo dentro de um ano, em dois meses”.

“Portanto, temos que confiar nos especialistas e, depois, tomar a decisão apropriada no momento apropriado, com base nesse conselho”, frisou, não descartando a opção de realizar os Jogos num ambiente controlado. “Temos que estar preparados para diferentes cenários. Existe o compromisso de realizar os Jogos em julho do próximo ano”, sublinhou.

Mas acrescentou: “Ao mesmo tempo, olhando para os cenários, esses podem exigir medidas de segurança, que podem passar pela quarentena dos atletas, ou parte dos atletas, e de outros participantes”.

Questionado se isso pode significar impedir a entrada de espetadores, Bach respondeu: “Não é isso que queremos. Como o espírito olímpico também envolve a união dos fãs, é isso que torna os Jogos tão únicos, que eles estejam num Estádio Olímpico”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Apesar da nova vaga, primeiro-ministro japonês garante realização dos Jogos Olímpicos

O primeiro-ministro japonês garantiu, esta segunda-feira, que o país continua comprometido em realizar os Jogos Olímpicos no verão, apesar do número crescente de casos de covid-19 no mundo. "Vamos preparar os Jogos, como prova de que …

Números vão piorar. Epidemiologista prevê 200 óbitos e 14.000 casos já na próxima semana

O epidemiologista Manuel Carmo Gomes estima que Portugal pode chegar aos 200 óbitos e 14.000 mil casos diários de covid-19 já na próxima semana. “Estamos com 12.300 contágios por dia”, avançou em entrevista à SIC Notícias, …

Arábia Saudita proibiu execuções de menores. Mas algumas sentenças permanecem

Cinco indivíduos que cometeram crimes na Arábia Saudita enquanto menores de idade ainda não tiveram as suas sentenças de morte revogadas, nove meses após a Comissão de Direitos Humanos (HRC) do reino ter anunciado o …

Jovens dos 18 aos 24 anos são grupo com maior incidência de infeção

Os jovens dos 18 aos 24 anos são o grupo etário com maior incidência de novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo um estudo do matemático Carlos Antunes, que alerta para o agravamento …

Iberdrola continua a angariar novos clientes (sem os clientes saberem)

Novo relato de tentativa de fraude, logo na primeira semana de 2021. Ao longo do ano passado, foram registadas mais de 15 mil reclamações relacionadas com o sector elétrico. Terça-feira, 5 de janeiro de 2021: Filipe …

Vacinação em lares de idosos. Primeira dose será concluída até final da próxima semana

O Governo quer concluir a primeira toma da vacina contra a covid-19 nos lares de idosos até ao final da próxima semana, adiantou o primeiro-ministro. “Face às novas informações disponibilizadas pela Pfizer e também pela Agência …

Islândia sequencia todos os casos de covid-19 desde o início da pandemia

A Islândia sequenciou geneticamente todos os casos positivos de covid-19 no país desde o início da pandemia, uma prática cada vez mais necessária à medida que novas estirpes emergem no Reino Unido e na África …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: Sorrisos amarelos

Pódio sem alterações, Braga desliza e castores voltam a surpreender. O recorde de Bruno Fernandes, Messi de cabeça perdida. E o 1º cartão branco no Campeonato de Portugal, visto da Linha de Fundo. Garras em riste FC …

Fim das vendas ao postigo, proibição de circulação ao fim-de-semana e mais fiscalização. Os ajustes ao novo confinamento

O primeiro-ministro anunciou esta segunda-feira que ficarão proibidas as vendas ao postigo neste novo confinamento, ajustando também os horários de funcionamento de todos os estabelecimentos e decretando novamente a proibição de circulação entre concelhos aos …

OMS e Pequim deviam ter reagido mais cedo, concluem especialistas

A Organização Mundial de Saúde (OMS) e Pequim deviam ter reagido mais rapidamente à pandemia, concluiu o grupo de especialistas responsável por avaliar a resposta mundial, referindo que a disseminação da covid-19 beneficiou da falta …