“O caminho não pode levar novamente ao confronto.” Felipe VI pede Catalunha mais calma

Henri Garat et JB Gurliat / Mairie de Paris

Felipe VI, rei de Espanha

O rei de Espanha, Felipe VI, advertiu este domingo que a Catalunha não pode retomar o caminho do confronto e da exclusão após as eleições da passada quinta-feira, pedindo a recuperação da serenidade e do respeito mútuo.

Na sua mensagem de Natal, transmitida a partir do Palácio da Zarzuela, o monarca espanhol pediu aos representantes eleitos nas eleições da Catalunha que enfrentem os problemas de todos os catalães e que respeitem a sua pluralidade, sem “impor as próprias ideias contra os direitos dos outros“.

“O caminho não pode levar novamente ao confronto ou à exclusão, que – como já sabemos – só gera discórdia, incerteza, desânimo e empobrecimento moral, cívico e, naturalmente, económico de toda uma sociedade”, referiu Felipe VI, no seu quarto discurso de Natal desde que foi proclamado rei de Espanha.

“Em vez disso, o caminho deve levar à coexistência no seio da sociedade catalã – tão diversa e plural como ela é – e recuperar a serenidade, a estabilidade e o respeito mútuo, de modo a que as ideias não distanciem ou separem famílias ou amigos”, acrescentou.

O monarca reforçou que o caminho a seguir “também deve conduzir à renovação da confiança, do prestígio e a uma melhor imagem da Catalunha“.

Dias depois do referendo de autodeterminação da região catalã, realizado a 1 de outubro, o rei de Espanha acusou “determinadas autoridades da Catalunha de deslealdade” institucional e de terem uma “conduta irresponsável“, totalmente à margem do direito e da democracia.

“Com a sua conduta irresponsável, as autoridades catalãs podem mesmo colocar em perigo a estabilidade da Catalunha e de toda a Espanha”, sublinhou Felipe VI numa mensagem  transmitida pela televisão no dia 3 de outubro, dirigindo-se “diretamente aos espanhóis”, porque se estavam a “viver momentos muito graves para a vida democrática” do país.

O partido constitucionalista Ciudadanos ficou à frente nas eleições da Catalunha, mas os independentistas mantiveram a maioria absoluta, com a formação liderada pelo ex-presidente catalão, Carles Puigdemont, em segundo lugar.

O escrutínio realizado nesta região autónoma de Espanha registou uma participação histórica, com mais de 81% dos cidadãos catalães a ir às urnas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Para os ditadores de Madrid os catalães não podem ter uma forma de pensar ou actuar contra os ocupantes, há apenas que comer e calar e assim segundo os mesmos serão amigos e bem aceites doutra forma não haverá diálogo nem possibilidade de paz, nada de novo e tudo como antes, velha tradição castelhana!.

  2. Ditadores? Se os lideres da região Catalã tivessem respeitado a lei espanhola não haveria problema algum. Neste momento perde toda a Catalunha com esta disputa parva. Porque 70% das grnades empresas que estão na Catalunha e lá pagam os seus impostos só o estão porque esta é Espanha. Se assim não fosse mudariam para outra área de Espanha… ou acha mesmo que empresas como a Nestlé Espanha, a Danone Espanha ou a Disney Espanha mantêm a sede Ibérica na Catalunha se esta deixar de ser Espanha?

RESPONDER

Morreu Rogério "Pipi", histórico jogador do Benfica

O ex-futebolista internacional português, que se evidenciou ao serviço do Benfica nas décadas de 40 e 50 do século passado, morreu este domingo, um dia depois de completar 97 anos. "Foi com profunda tristeza e pesar …

Milhares de manifestantes voltam às ruas de Hong Kong

A polícia de Hong Kong deteve, este domingo, onze pessoas e apreendeu várias armas, incluindo uma pistola, pouco antes do início de uma manifestação convocada para a cidade, para a qual se espera uma forte …

Irão e Estados Unidos trocam prisioneiros

Irão e Estados Unidos realizaram, este sábado, uma troca de prisioneiros que envolveu a troca de um investigador sino-americano por um cientista iraniano detido pelos EUA, num avanço diplomático que surge após meses de tensão …

Coreia do Norte anuncia "teste muito importante" em local de lançamento de mísseis

A Coreia do Norte anunciou ter realizado um "teste muito importante" no local de lançamento de mísseis de longo alcance, defendendo que terá um efeito fundamental na futura posição estratégica do país. A Agência Central de …

Balas que assassinaram John F. Kennedy preservadas em modelo 3D

A partir do próximo ano, os Arquivos Nacionais dos Estados Unidos vão disponibilizar, no seu catálogo online, imagens 3D das balas que assassinaram o antigo presidente norte-americano John F. Kennedy. Para criar os modelos das …

Pela primeira vez, neurónios artificiais foram criados para curar doenças crónicas

Uma equipa de investigadores conseguiu recriar as propriedades biológicas dos neurónios em chips, que podem ser úteis ajudar na cura de doenças neurológicas crónicas. Naquele considerado um feito única na ciência, investigadores da Universidade de Bath …

Cientistas encontram uma relação negativa "muito forte" entre inteligência e religiosidade

Uma equipa de investigadores sugere que pessoas religiosas tendem a ser menos inteligentes do que pessoas sem crenças religiosas. O estudo tem gerado uma grande controvérsia. A religião é um tema forte, capaz de juntar ou …

Descoberta nova espécie de tubarão pré-histórico que podia chegar aos sete metros

Uma nova espécie de tubarão pré-histórico foi descoberta no Kansas, nos Estados Unidos. Este predador podia crescer até quase sete metros de comprimento. De acordo com a revista Newsweek, Kenshu Shimada, da Universidade DePaul, e Michael …

Conhecido medicamento para diabetes pode conter um carcinógeno

A Food and Drug Administration, agência federal e reguladora do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, está a testar amostras de metformina, um medicamento para diabetes que pode conter o carcinógeno N-Nitrosodimetilamina …

Nobel da Física diz que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra

Didier Queloz disse, este sábado, estar convencido de que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra, razão pela qual está "zangado" com alguns argumentos do cofundador da Tesla, Elon Musk. Os suíços …