“O caminho não pode levar novamente ao confronto.” Felipe VI pede Catalunha mais calma

Henri Garat et JB Gurliat / Mairie de Paris

Felipe VI, rei de Espanha

O rei de Espanha, Felipe VI, advertiu este domingo que a Catalunha não pode retomar o caminho do confronto e da exclusão após as eleições da passada quinta-feira, pedindo a recuperação da serenidade e do respeito mútuo.

Na sua mensagem de Natal, transmitida a partir do Palácio da Zarzuela, o monarca espanhol pediu aos representantes eleitos nas eleições da Catalunha que enfrentem os problemas de todos os catalães e que respeitem a sua pluralidade, sem “impor as próprias ideias contra os direitos dos outros“.

“O caminho não pode levar novamente ao confronto ou à exclusão, que – como já sabemos – só gera discórdia, incerteza, desânimo e empobrecimento moral, cívico e, naturalmente, económico de toda uma sociedade”, referiu Felipe VI, no seu quarto discurso de Natal desde que foi proclamado rei de Espanha.

“Em vez disso, o caminho deve levar à coexistência no seio da sociedade catalã – tão diversa e plural como ela é – e recuperar a serenidade, a estabilidade e o respeito mútuo, de modo a que as ideias não distanciem ou separem famílias ou amigos”, acrescentou.

O monarca reforçou que o caminho a seguir “também deve conduzir à renovação da confiança, do prestígio e a uma melhor imagem da Catalunha“.

Dias depois do referendo de autodeterminação da região catalã, realizado a 1 de outubro, o rei de Espanha acusou “determinadas autoridades da Catalunha de deslealdade” institucional e de terem uma “conduta irresponsável“, totalmente à margem do direito e da democracia.

“Com a sua conduta irresponsável, as autoridades catalãs podem mesmo colocar em perigo a estabilidade da Catalunha e de toda a Espanha”, sublinhou Felipe VI numa mensagem  transmitida pela televisão no dia 3 de outubro, dirigindo-se “diretamente aos espanhóis”, porque se estavam a “viver momentos muito graves para a vida democrática” do país.

O partido constitucionalista Ciudadanos ficou à frente nas eleições da Catalunha, mas os independentistas mantiveram a maioria absoluta, com a formação liderada pelo ex-presidente catalão, Carles Puigdemont, em segundo lugar.

O escrutínio realizado nesta região autónoma de Espanha registou uma participação histórica, com mais de 81% dos cidadãos catalães a ir às urnas.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Para os ditadores de Madrid os catalães não podem ter uma forma de pensar ou actuar contra os ocupantes, há apenas que comer e calar e assim segundo os mesmos serão amigos e bem aceites doutra forma não haverá diálogo nem possibilidade de paz, nada de novo e tudo como antes, velha tradição castelhana!.

  2. Ditadores? Se os lideres da região Catalã tivessem respeitado a lei espanhola não haveria problema algum. Neste momento perde toda a Catalunha com esta disputa parva. Porque 70% das grnades empresas que estão na Catalunha e lá pagam os seus impostos só o estão porque esta é Espanha. Se assim não fosse mudariam para outra área de Espanha… ou acha mesmo que empresas como a Nestlé Espanha, a Danone Espanha ou a Disney Espanha mantêm a sede Ibérica na Catalunha se esta deixar de ser Espanha?

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …