Novo supermercado vende produtos em fim de linha até 70% mais baratos

Os consumidores portugueses têm a partir desta quinta-feira um supermercado com produtos perto ou fora da data preferencial de consumo, mas “com todas as condições de segurança” e com descontos até 70%.

O novo supermercado online Good After vende os produtos através da Internet, e garante a entrega via correios em menos de 24 horas. E os produtos são fornecidos pelos próprios fabricantes.

A iniciativa, no ano em que se assinala o combate ao desperdício alimentar, surgiu de uma empresa portuguesa, e é destinada a portugueses e espanhóis.

O objectivo é também sensibilizar os consumidores para a questão dos prazos de validade dos produtos, porque “consumir até” não é o mesmo que “consumir de preferência antes de“, explicou uma das fundadoras do projecto, Chantal de Gispert.

O supermercado está repleto de marcas conhecidas, porque “precisamos que o consumidor acredite na ideia, e não vendemos frescos, mas sim oportunidades que vão surgindo, produtos alimentares ou não, em fim de linha, obsoletos ou descontinuados”, acrescentou a gestora.

Numa volta rápida pelo supermercado, encontram-se por exemplo gel de limpeza com 40% de desconto, bolachas e sumos ou champôs a metade do preço, frutos secos ou alimentos para animais 70% mais baratos.

O objectivo é dar uma nova vida a todos os produtos que já não têm lugar nos seus canais habituais e cujo destino seria muito possivelmente o lixo, explica Gispert.

chantalcampsdegispert / LinkedIn

Chantal de Gispert, co-fundadora da Good After

Chantal de Gispert, co-fundadora da Good After

A empresa, que tem a plataforma logística em Vila do Conde, no norte de Portugal tem a aprovação da Direcção Geral de Alimentação e Veterinária e é do conhecimento da ASAE, Autoridade de Segurança Alimentar e Económica.

“Nascemos com três ideias, a pensar numa nova vida de produtos moribundos: poupança das famílias, combate ao desperdício, alimentar e não só, e educar sobre os prazos. Porque deitar fora comida é pecado”, diz Chantal de Gispert.

A responsável garante que o supermercado online terá cada vez mais produtos e admite que no futuro possam existir mesmo espaços físicos, explicando que a ideia já há muito tempo foi posta em prática em países do norte da Europa e com sucesso.

Uma coisa é certa, nenhum produto à venda estará impróprio para consumo, assegura a gestora – ainda que possa ter passado o prazo “de preferência” – e os preços são muito mais baixos.

Porque, diz Chantal de Gispert, o Good After não comercializa produtos fora de prazo – apenas produtos que podem estar fora da data de consumo preferencial.

“Fala-se muito de economia circular e faz todo o sentido. O que não faz sentido é deitar fora produtos que ainda podem ser consumidos em segurança”, refere a responsável.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Mal muito mal pois como tem depois a ASAE o desplante de poder multar alguém por ter produtos fora de validade, só não concordo devido a isso poder fazer regressar ao passado, eu se fosse comerciante no futuro não aceitaria ser multado por entidades que favorecem outros pelas mesmas razões, aliás a ser verdade não entendo como a lei existente vai lidar com a situação uma vez que é proibido e quando dizem pelos canais habituais não entendi pois existem supermercados na web e não os podem vender, não entendo.

  2. Acho uma boa ideia, que considero viável em lojas físicas!
    De contrário cai por terra, porque com a concorrência. que felizmente temos, ao virar da esquina, conseguem-se preços muito convidativos!!!

    • Era mesmo isso que eu estava a pensar, compra-se mais barato e dentro do prazo produtos de marca branca!!!
      Alem que os descontos de algumas coisas são muito baixos!!
      Também estou fora!

RESPONDER

Fátima avança com 13 de Maio com peregrinos (se situação pandémica se mantiver estável)

Ao contrário do ano passado, as celebrações do 13 de Maio deste ano, em Fátima, deverão ocorrer com a presença de peregrinos caso a situação pandémica se mantenha estável.  O Santuário de Fátima prevê que as …

14 polícias mortos em ataque de guerrilhas. EUA anunciam sanções a empresa do Myanmar

Pelo menos 14 polícias perderam a vida este sábado no noroeste do Myanmar (antiga Birmânia) durante um ataque coordenado por várias guerrilhas étnicas, noticiaram meios de comunicação locais. O ataque, que deixou pelo menos cinco oficiais …

Sérgio Conceição criticou calendário da Liga (e arrasou jornalista da CMTV)

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, deu um raspanete a um jornalista da CMTV e apontou o dedo à Liga Profissional pela falta de tempo de descanso da sua equipa entre os jogos da Liga …

Mais 601 casos e seis óbitos em Portugal. Internamentos descem

Portugal registou, este sábado, mais seis mortes e 601 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …

Amadora-Sintra contratualiza mais 480 cirurgias com hospital privado para recuperar listas de espera

O Hospital Fernando da Fonseca (HFF), no distrito de Lisboa, contratualizou com uma unidade de saúde privada a realização de 480 cirurgias de doentes que necessitam de internamento e estão em lista de espera há …

Depois das máscaras e do gel, autotestes à covid-19 também vão ser dedutíveis no IRS

Os autotestes à covid-19 que estão à venda em farmácias e parafarmácias vão ser dedutíveis no IRS. Para isso, é preciso pedir o número de identificação fiscal (NIF) na fatura no momento da compra. De acordo …

Governo estuda cartão eletrónico para apoiar carenciados. Reduz fraudes (e pode beneficiar comércio local)

Portugal está a avaliar adotar uma solução de apoio alimentar a pessoas carenciadas através de cartões eletrónicos ou vouchers. De acordo com o Dinheiro Vivo, que avança a notícia este sábado, o Ministério do Trabalho, Solidariedade …

Enquanto Merkel coordena estados para travar terceira vaga, os britânicos já podem “pensar” nas férias de verão

O governo federal alemão está a planear aprovar uma nova legislação que lhe permitirá assumir o controlo dos estados e impor restrições uniformes em todo o país. O anúncio foi feito esta sexta-feira, segundo o Deutsche …

A montanha pariu um rato? (Ou nem tanto) Sócrates ainda arrisca 12 anos de prisão

José Sócrates livrou-se dos crimes de corrupção na Operação Marquês, mas o juiz Ivo Rosa acusou declaradamente o ex-primeiro-ministro de se ter "vendido" ao amigo Carlos Santos Silva. Só que o crime já prescreveu e, …

China multa Alibaba em 2,33 mil milhões de euros por violações antimonopólio

As autoridades chinesas multaram o gigante' de comércio online Alibaba em 18,2 mil milhões de yuan (equivalente a 2,33 mil milhões de euros) por abuso de posição dominante, noticiou este sábado a imprensa estatal na …