Novo supermercado vende produtos em fim de linha até 70% mais baratos

Os consumidores portugueses têm a partir desta quinta-feira um supermercado com produtos perto ou fora da data preferencial de consumo, mas “com todas as condições de segurança” e com descontos até 70%.

O novo supermercado online Good After vende os produtos através da Internet, e garante a entrega via correios em menos de 24 horas. E os produtos são fornecidos pelos próprios fabricantes.

A iniciativa, no ano em que se assinala o combate ao desperdício alimentar, surgiu de uma empresa portuguesa, e é destinada a portugueses e espanhóis.

O objectivo é também sensibilizar os consumidores para a questão dos prazos de validade dos produtos, porque “consumir até” não é o mesmo que “consumir de preferência antes de“, explicou uma das fundadoras do projecto, Chantal de Gispert.

O supermercado está repleto de marcas conhecidas, porque “precisamos que o consumidor acredite na ideia, e não vendemos frescos, mas sim oportunidades que vão surgindo, produtos alimentares ou não, em fim de linha, obsoletos ou descontinuados”, acrescentou a gestora.

Numa volta rápida pelo supermercado, encontram-se por exemplo gel de limpeza com 40% de desconto, bolachas e sumos ou champôs a metade do preço, frutos secos ou alimentos para animais 70% mais baratos.

O objectivo é dar uma nova vida a todos os produtos que já não têm lugar nos seus canais habituais e cujo destino seria muito possivelmente o lixo, explica Gispert.

chantalcampsdegispert / LinkedIn

Chantal de Gispert, co-fundadora da Good After

Chantal de Gispert, co-fundadora da Good After

A empresa, que tem a plataforma logística em Vila do Conde, no norte de Portugal tem a aprovação da Direcção Geral de Alimentação e Veterinária e é do conhecimento da ASAE, Autoridade de Segurança Alimentar e Económica.

“Nascemos com três ideias, a pensar numa nova vida de produtos moribundos: poupança das famílias, combate ao desperdício, alimentar e não só, e educar sobre os prazos. Porque deitar fora comida é pecado”, diz Chantal de Gispert.

A responsável garante que o supermercado online terá cada vez mais produtos e admite que no futuro possam existir mesmo espaços físicos, explicando que a ideia já há muito tempo foi posta em prática em países do norte da Europa e com sucesso.

Uma coisa é certa, nenhum produto à venda estará impróprio para consumo, assegura a gestora – ainda que possa ter passado o prazo “de preferência” – e os preços são muito mais baixos.

Porque, diz Chantal de Gispert, o Good After não comercializa produtos fora de prazo – apenas produtos que podem estar fora da data de consumo preferencial.

“Fala-se muito de economia circular e faz todo o sentido. O que não faz sentido é deitar fora produtos que ainda podem ser consumidos em segurança”, refere a responsável.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Mal muito mal pois como tem depois a ASAE o desplante de poder multar alguém por ter produtos fora de validade, só não concordo devido a isso poder fazer regressar ao passado, eu se fosse comerciante no futuro não aceitaria ser multado por entidades que favorecem outros pelas mesmas razões, aliás a ser verdade não entendo como a lei existente vai lidar com a situação uma vez que é proibido e quando dizem pelos canais habituais não entendi pois existem supermercados na web e não os podem vender, não entendo.

  2. Acho uma boa ideia, que considero viável em lojas físicas!
    De contrário cai por terra, porque com a concorrência. que felizmente temos, ao virar da esquina, conseguem-se preços muito convidativos!!!

    • Era mesmo isso que eu estava a pensar, compra-se mais barato e dentro do prazo produtos de marca branca!!!
      Alem que os descontos de algumas coisas são muito baixos!!
      Também estou fora!

RESPONDER

Disney+ alerta para estereótipos racistas. Filmes clássicos com avisos sobre "maus tratos"

Embora já exibisse mensagens padrão desde o ano passado, a nova plataforma de vídeo Disney+ mostra agora um aviso, que não pode ser passado à frente, no início de vários filmes clássicos - como Dumbo …

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …