Nova capa do Charlie Hebdo indigna Bélgica

(dr) Charlie Hebdo

-

A nova capa da publicação satírica francesa é dedicada aos recentes atentados na capital belga e, como seria de esperar, voltou a gerar polémica.

A última edição do jornal Charlie Hebdo chegou às bancas esta quarta-feira e em pouco tempo conseguiu levantar uma nova polémica.

A publicação satírica francesa decidiu dedicar a sua capa aos atentados de Bruxelas que, no passado dia 22, provocaram a morte de 35 pessoas e mais de 300 feridos.

Para ilustrar o acontecimento, o caricaturista Riss optou por um cartoon que coloca em destaque um dos embaixadores da Bélgica, o rapper, compositor e produtor belga Paul Van Haver, mais conhecido por Stromae.

A caricatura surge no meio de partes de um corpo humano que voam pelo ar, enquanto o cantor de 31 anos anda à procura do pai, numa referência óbvia ao seu tema “Papa où t’es?” (“Pai onde estás?” em português).

À pergunta lançada por Stromae, os vários membros arrancados de um corpo respondem: “Aqui”, “Ali” ou “E ali também”. A mesma capa é ainda acompanhada pela frase “Bélgica desorientada”.

Rapidamente, a capa do Charlie Hebdo gerou uma onda de indignação nas redes sociais, com vários utilizadores a mostrarem-se chocados com este tipo de humor.

Também os media belgas contestaram a capa do jornal satírico, considerando que a publicação ultrapassou os limites.

O jornal, que foi alvo de um atentado em janeiro do ano passado por ter caricaturado Maomé, é conhecida pelo seu humor negro e sarcástico.

Além dos ataques na capital belga, outros acontecimentos motivaram muitas outras capas que não foram recebidas com bons olhos pelo mundo em geral.

Um dos casos mais recentes foram os vários retratos de Aylan Kurdi, o menino sírio que perdeu a vida numa praia turca, e as caricaturas sobre a queda do Airbus A321 russo no deserto do Sinai, em que morreram 224 pessoas.

ZAP / Move

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. Bom aqui acho mesmo nojento e de muito maus gosto!Talvez tenha perdido todo o valor que tinha, pelo menos para mim!A falta de respeito tem limites e aqui foram todos mais que ultrapassados!!!

  2. As pessoas só são “Je suis Charlie” enquanto a sátira é direccionada para as crenças dos outros… Hipócritas!

  3. Esta publicação sempre foi uma treta. Fazer piadas reles com a desgraça dos outros?! Independentemente da raça, credo ou o que quer que seja, esta publicação apenas ofende e nada mais. E isso não é caricaturar e muito menos fazer rir. É apenas simples parvoíce de gente menor cujo intelecto não lhe permite deixar obra maior.

  4. “Je suis Charlie” caro Estevão Ferreira é acreditar que ser morto não é uma pena justa para o mau gosto… Mais uma vez eles demonstraram que o mau gosto não tem limites, mais uma vez eu acho que não devem ser mortos por isso, só ignorados… Ninguém devia comprar uma revista que parece que tenta fazer humor com o que não deve, na minha opinião se isso acontecesse eles acabavam rapido…

  5. Então? Não são todos ” Je suis Charlie”?
    Talvez assim “todos” aprendam que há limites… Mesmo para fazer humor.
    Mesmo sendo contra tudo o que é atentado, eu não sou “Je suis Charlie”.
    Há limites para tudo!

  6. Os maiores culpados são aqueles que (ainda) compram o “jornal”. Já era de muito mau gosto antes do atentado ao “jornal” (que acabou por provocar o mesmo ataque…) e continua a ser. Vende porque as pessoas gostam de ser chocadas… E “eles” sabem disso… Façam um boicote ao jornal!… Não comprem! NUNCA!

  7. Então e o que é feito da “liberdade de expressão” que todos defendiam à um ano atrás? Entretanto já acabou? Ou só há liberdade de expressão enquanto é para falar mal dos temas que convém? Há pois, a hipocrisia é muita.

RESPONDER

"Indiana Jones do mundo da arte" recupera manuscrito do poeta persa Hafez

Uma das primeiras cópias do reverenciado Divan do autor do século XIV Hafez, iluminado com ouro, será leiloado no início de abril. O famoso poeta persa do século XIV, Hafez, escreveu uma coleção de versos místicos …

O palco onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda

O palco de madeira onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda. Agora, alguém poderá replicar o primeiro concerto da famosa banda. A 10 de abril, em comemoração dos 50 anos da separação da …

Células estaminais podem ajudar a proteger os astronautas da radiação espacial

Assim que os astronautas deixam a proteção do campo magnético da Terra, ficam automaticamente expostos a níveis elevados de radiação cósmica. A Agência Espacial Europeia (ESA) está cada vez mais focada em investigações para reduzir …

Pandemia pode trazer nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas

A pandemia de Covid-19 pode trazer uma nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas como limpeza de superfícies infetadas ou vigiar pessoas em quarentena, afirmam esta quarta-feira alguns dos principais investigadores internacionais em …

Multimilionários refugiam-se da Covid-19 a bordo de iates

Vários multimilionários têm procurado refugiar-se da pandemia de Covid-19, que nasceu em dezembro passado na China, em alto mar, a bordo de iates de luxo. Em declarações ao jornal The Telegraph, Jonathan Beckett, executivo da …

Este mamífero consegue sobreviver a quase sete mil metros de altura

Cientistas pensam ter confirmado que um pequeno rato descoberto no vulcão Llullaillaco, nos Andes, é o mamífero que consegue viver à maior altitude já conhecida (6739 metros). Segundo o IFLScience, o Phyllotis xanthopygus rupestris foi descoberto, …

O glaciar Denman recuou quase cinco quilómetros nos últimos 22 anos

O glaciar Denman, na Antártica Oriental, recuou cerca de cinco quilómetros nos últimos 22 anos. Investigadores da Universidade da Califórnia, Irvine e do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA estão preocupados coma topografia exclusiva …

Gruta em Setúbal mostra que os Neandertais também eram pescadores

Cientistas encontraram restos de alimentos numa gruta, no distrito de Setúbal, que comprovam que os Neandertais também se alimentavam de espécies marinhas. De acordo com o jornal espanhol ABC, restos encontrados por uma equipa de arqueólogos …

Associação alerta para riscos da mudança da hora em tempos de confinamento

O presidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono advertiu hoje que os efeitos potencialmente adversos causados pela mudança da hora podem acentuar-se devido ao confinamento obrigatório das pessoas na sequência da pandemia …

Governo português legaliza estrangeiros ilegais. "A prioridade é a defesa da saúde"

O Governo português decidiu regularizar os estrangeiros com pedidos pendentes no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, medida em vigor desde a declaração do estado de emergência, no dia 19, e que lhes garante os mesmos …