Após ameaças da Al-Qaeda, jornalistas franceses escrevem carta em defesa da Charlie Hebdo

@libe / Twitter

Capa da primeira edição do Charlie Hebdo após o atentado

Cerca de 100 órgãos de comunicação social em França publicaram hoje uma carta aberta apelando à defesa da liberdade de expressão, em apoio à revista Charlie Hebdo, quando decorre o julgamento dos atentados de 2015.

A carta surge na sequência de novas ameaças, nomeadamente da organização extremista islâmica Al-Qaeda, contra a Charlie Hebdo, três semanas após o início do julgamento do atentado contra o jornal que fez 12 mortos, em 2015, e da republicação das caricaturas de Maomé, a 2 de setembro – que foi condenada por vários países muçulmanos.

Em declarações à agência de notícias France-Presse (AFP), o responsável do semanário, Riss, disse que a revista satírica francesa tinha sido “mais uma vez ameaçada por organizações terroristas”, em pleno julgamento dos atentados de janeiro de 2015″, com as ameaças a visar também “todos os meios de comunicação e mesmo o Presidente”.

“Achámos necessário sugerir aos meios de comunicação social que pensassem na resposta coletiva que merecia ser dada a esta situação”, explicou o responsável do semanário Riss, sem especificar a natureza das ameaças.

“Graças à mobilização histórica dos meios de comunicação social franceses, ao publicar hoje esta carta aos nossos concidadãos, queremos enviar uma mensagem poderosa em defesa do nosso conceito de liberdade de expressão”, explicou o editor do semanário.

Na carta aberta, intitulada “Juntos, vamos defender a liberdade”, alerta-se para a necessidade de defender a liberdade de expressão contra os ataques de que é alvo.

“Em 2020, alguns de vós estão a receber ameaças de morte nas redes sociais quando expõem opiniões. Os meios de comunicação social são abertamente visados por organizações terroristas internacionais. Os Estados exercem pressões sobre os jornalistas franceses (considerados) ‘culpados’ de publicarem artigos críticos”, pode ler-se no documento.

“É todo o edifício jurídico construído ao longo de mais de dois séculos para proteger a liberdade de expressão que está sob ataque, como nunca esteve durante 75 anos. E desta vez por novas ideologias totalitárias, por vezes alegando inspirar-se em textos religiosos”, prossegue o texto.

“Precisamos da sua mobilização. É preciso que os inimigos da liberdade compreendam que somos os seus adversários resolutos, quaisquer que sejam as nossas diferenças de opinião ou crença”, apelaram os signatários, que incluem a imprensa nacional e regional, os principais canais de televisão, semanários e estações de rádio franceses.

Na terça-feira, Marika Bret, a diretora de recursos humanos da revista Charlie Hebdo, que se encontra sob proteção da polícia desde 2015, disse que foi obrigada a abandonar a casa onde reside na semana passada, devido a ameaças.

Em declarações à rádio France Info, Bret referiu que, “perante a gravidade das ameaças”, que não foram detalhadas por motivos de segurança, a polícia lhe comunicou, na semana passada, “que tinha dez minutos para preparar uma mala” e abandonar o edifício onde reside.

O processo judicial sobre o atentado contra a revista Charlie Hebdo, no dia 7 de janeiro de 2015, e outros ataques radicais islâmicos que se seguiram, começou em Paris no início do mês.

Do episódio resultaram 17 mortos, durante os ataques levados a cabo pelos irmãos Kouachi e Amedy Coulibaly.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

PJ descobre depósito de explosivos da Resistência Galega no centro de Coimbra

A Polícia Judiciária (PJ) desativou, em Coimbra, uma base logística do grupo independentista Resistência Galega, onde apreendeu “um importante” espólio de material usado nas atividades da organização. A PJ agiu no quadro de uma operação policial …

Teresa Leal Coelho admite processar ex-vereador Fernando Nunes da Silva

A vereadora da Câmara Municipal de Lisboa Teresa Leal Coelho admitiu que poderá vir a processar o antigo vereador Fernando Nunes da Silva, devido às declarações sobre a reposição dos sentidos de circulação na Avenida …

Linha de Fundo: Benfica reforça liderança, mais recados de Conceição, um jardim de infância especial e João “rosa” Almeida

Era uma vez um Clássico... Deu empate o primeiro clássico da época 2020/21. Em Alvalade, Sporting e FC Porto igualaram-se a duas bolas, num jogo que valeu pelas mudanças de resultado, mas que nem sempre foi …

CDS critica PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa

O CDS está "chocado" por a TAP ir abandonar as quatro rotas que opera no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e critica o PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa. O …

Contratos de associação dos colégios privados. Ministério da Educação vence todos os 55 processos judiciais

Em todos os 55 processos judiciais que os colégios privados moveram contra o Ministério da Educação em 2016, na sequência da polémica dos contratos de associação, todas as 55 decisões foram favoráveis ao Governo. O jornal …

Famílias numerosas podem pedir desconto no IVA da luz a partir de março

As famílias com cinco ou mais elementos só poderão usufruir da redução do IVA da eletricidade a partir de 1 de março e terão de o requerer junto do seu fornecedor, segundo uma portaria esta …

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …