Nota artística: encosta, encosta

 

O primeiro clássico da Coronaliga. Mas, esperam os responsáveis, o último em que o som proveniente das bancadas foi…

O som do silêncio…ou nem por isso. Porque aquelas colunas do Estádio de Alvalade debitavam um som que se devia ouvir em Almada. São as discotecas futebolísticas que se tornaram normais, sobretudo nos estádios dos maiores clubes. Qual será o objetivo? Animar a meia dúzia de diretores que está lá dentro ou criar dores de cabeça?

Antes do duelo, o evangelista Amorim enalteceu, e com lógica, a grande diferença entre os plantéis atuais de Sporting Clube de Portugal e Futebol Clube do Porto: tinha anunciado que os jogadores portistas deveriam ter mais jogos nas competições da UEFA do que os jogadores sportinguistas acumulam no principal campeonato português. Deve ser quase isso, sim: o plantel azul e branco tem cerca de 900 jogos na liga portuguesa e o plantel verde e branco não chega aos 300 na mesma prova. Será que isso iria fazer diferença no relvado?

A diferença que se notou no relvado foi a presença de Palhinha. O médio, mesmo sendo sempre jogador do clube, não representava o Sporting desde o dia 8 de Abril de 2018. Há mais de dois anos e meio. Será que tinha saudades?

Vamos lá ao jogo. Vamos ver no que isto dá. Deve haver estudo mútuo, para já… Golo! Oito minutos, golo. O Nuno voltou a marcar, tal como no evangelho em Portimão. O Santos.

Ainda antes da meia hora, Alex Telles foi recordado. Não houve homenagem ao brasileiro que rumou a Inglaterra mas houve um cruzamento muito bem executado pelo seu substituto, Zaidu. Uribe agradeceu e empatou.

Não esperemos muito mais porque, em cima do intervalo, vimos novo golo portista. O nome do autor da bela jogada não foi surpreendente: bastava ter visto as notícias em Portugal, ao longo da semana passada, para perceber que o Corona estava forte.

Espera aí, Robbie, espera aí!

Pensei que o intervalo ia chegar logo a seguir mas ainda há tempo para uma grande penalidade no outro lado! E expulsão! E protestos! Pronto. Já temos a festa toda, o clássico está a ser clássico.

Bem, o FC Porto já defrontou um rival de Lisboa com menos um jogador, durante a maioria do jogo, e safou-se. Até ganhou uma taça. Será que…

Ai, espera. O árbitro está a ouvir música nos auscultadores. Afinal não é penálti. Nem há cartão vermelho. Alguém cantou que o árbitro estava errado.

Ei… Agora quem protesta são os verdes. Pois, o evangelista é evangelista mas também se enerva. Até o filho de Deus se enervou tantas vezes naquele banco, e de que maneira. Pensou que ia empatar a partida e que iria jogar a segunda parte toda com mais um jogador. Afinal, nem empate, nem superioridade. De repente, o seu mundo ficou ao contrário… E foi expulso.

Primeira parte interessante, repartida, com momentos de emoção. Mesmo retirando estes nervos nos instantes finais, já tinha havido emoção e algum espetáculo, antes. Será que o segundo tempo vai ser igual?

Não foi. Mas houve um momento que viria a fazer a diferença: quando um desaparecido Jovane saiu para Vietto entrar. Veio das bancadas o grito do evangelista, a anunciar esta decisão logo aos 10 minutos.

A bola parou mais vezes, as interrupções acumularam-se, o equilíbrio manteve-se. Pairou a ideia de que os visitantes tinham o cenário controlado mas, no último quarto de hora, o Sporting aproximou-se mais e, mesmo perto do fim, o tal Vietto veio trazer aos pontos o que se viu no relvado: divisão. Terceiro golo proveniente de um ressalto, neste jogo. Mas todos contam.

Será que ainda vai haver mais um penálti que não é penálti? Não. Acabou.

Rostos contentes, sorrisos visíveis do lado do leão. Rostos desapontados, cabeças abaixadas do lado do Dragão. Como disse o treinador portista no final do encontro: “O Sporting pode estar contente, eu não”.

Ah, pois, isto é um clássico. Agora vêm aí as clássicas declarações.

Um treinador a dizer que os outros estão contentes e ele não. O outro treinador a dizer que os outros não estão contentes mas ele está orgulhoso.

E depois vem um presidente queixar-se dos homens que levam apitos para os estádios. “Se os soldados não prestam, encostam-se!” – reclamou o líder de Alvalade.

Entendo. Mas, por falar em encosta, e já que o outro rival ganhou no dia a seguir, agora está mais difícil encostar no líder.

Mesmo que um destes protagonistas ainda tenha um jogo em falta.

Ai, não falemos em faltas!

Nuno Teixeira NMT, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Primeiro-ministro da Arménia acusa militares de tentativa de golpe de Estado

O primeiro-ministro da Arménia referiu-se hoje a "tentativa de golpe de Estado" depois de o Estado Maior ter pedido o afastamento do governo num contexto de protestos por causa da derrota no último conflito com …

EUA condenam Coreia do Norte a indemnizar militares torturados em 1968

A Justiça dos Estados Unidos (EUA) condenou Pyongyang a indemnizar em 2,3 mil milhões de dólares (cerca de dois mil milhões de euros) os tripulantes de um navio da Marinha norte-americana, que foram capturados e …

Ex-gestores do Novo Banco seguem para Banco do Fomento e para CGD

Os gestores Vítor Fernandes e Jorge Freire Cardoso, que saíram do Novo Banco em divergência com a estratégia da Lone Star, vão desempenhar as funções de presidente do Banco de Fomento e de administrador na Caixa …

EUA acusado de prometer contrapartidas a Cabo Verde pela extradição de testa-de-ferro de Maduro

O antigo juiz espanhol Baltasar Garzón, que coordena a defesa de Alex Saab, detido em Cabo Verde e considerado testa-de-ferro do Presidente venezuelano Nicolás Maduro, acusou na quinta-feira os Estados Unidos (EUA) de prometerem contrapartidas …

Bispo italiano sugeriu a padre que pagasse 20 mil euros a vítima de pedofilia

O bispo católico de Como, em Itália, afirmou ter sugerido a um jovem padre suspeito de pedofilia que pagasse 20 mil euros à suposta vítima para encerrar uma investigação interna ao caso ocorrido numa residência …

Governo reforça financiamento de projetos LGBTI com 50 mil euros

O Governo vai reforçar em 50 mil euros o financiamento de projetos de organizações que atuem na defesa dos direitos das pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo (LGBTI), anunciou o gabinete da secretária de …

CDS pede ao Governo "um plano de desconfinamento controlado, à inglesa"

Francisco Rodrigues dos Santos quer que o Executivo apresente um plano de desconfinamento que permita a retoma da atividade de alguns setores. Esta sexta-feira, o presidente do CDS-PP insistiu na necessidade de o Governo apresentar um …

Para os idosos que estão em lares, visitar a família sem isolamento poderá acontecer em maio

A CNIS estima que, com todos os idosos residentes em lares vacinados, maio possa ser o mês da libertação depois de mais de um ano de pandemia, confinamentos e restrições apertadas. DGS diz que orientações …

UE retalia e declara chefe da missão venezuelana "persona non grata"

A União Europeia (UE) decidiu, esta quinta-feira, declarar a chefe da missão venezuelana em Bruxelas persona non grata, respondendo ao anúncio feito por Caracas de dar 72 horas à embaixadora comunitária para abandonar o país. "Por …

Novo problema num Boeing 777 leva a aterragem de emergência na Rússia

Um Boeing 777 da companhia aérea russa Rossiya fez uma aterragem de emergência em Moscovo, esta sexta-feira, devido a um problema de motor, uma semana depois de um incidente semelhante com um aparelho do mesmo …