Noiva de Khashoggi processa príncipe herdeiro saudita

Hatice Cengiz, noiva de Jamal Khashoggi, colocou um processo contra o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman e outros alegados mentores do assassínio.

A noiva do jornalista Jamal Khashoggi, assassinado na Turquia em outubro de 2018, colocou esta terça-feira em Washington um processo contra o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman e outros alegados mentores do assassínio.

Jamal Khashoggi foi um jornalista crítico do regime de Riade que acabou assassinado e com o seu corpo despedaçado no consulado saudita em Istambul, onde ia levantar um documento, para não mais regressar.

A sua noiva, Hatice Cengiz, acredita que membros da embaixada da Arábia Saudita em Washington atraíram o jornalista para o consulado saudita na Turquia convencendo-o de que aquele seria o único local onde ele poderia obter o documento que procurava.

“Este erro fatal ocorreu nos Estados Unidos e era parte de uma conspiração maior que pretendia ter um impacto direto nas atividades políticas do senhor Khashoggi nos Estados Unidos”, acrescenta a denúncia apresentada num tribunal federal da capital norte-americana.

A queixa, que se juntou a outras do grupo de oposição liderado por Khashoggi, Democracia para o Mundo Árabe Agora (DAWN, na sigla em inglês), visa em particular o príncipe herdeiro e “vários membros de seu círculo interno”, incluindo o primeiro conselheiro, Saoud al-Qahtani, e o ex-número dois dos serviços de inteligência saudita, Ahmed al-Assiri.

Os dois homens, identificados pelos investigadores turcos como os instigadores do assassínio, foram processados por um tribunal de Istambul.

Hatice Cengiz afirma ter sofrido “uma perda de amor, conforto, intimidade, apoio moral e afeto” com a morte de Jamal Khashoggi, com quem ela se casou religiosamente enquanto esperava a união civil, pelo que pede uma indemnização cujo valor deve ser determinado pelo tribunal.

O assassínio de Jamal Khashoggi mergulhou a Arábia Saudita numa de suas piores crises diplomáticas e manchou a imagem do príncipe herdeiro, que foi nomeado por oficiais turcos e norte-americanos como o mentor do assassínio.

Depois de ter negado o assassínio, o Governo saudita afirmou que ele tinha sido cometido por agentes que agiram sozinhos e sem receber ordens dos seus líderes.

Em dezembro de 2019, cinco homens sauditas foram condenados à morte e outros três a penas de prisão, por um tribunal em Riade, tendo as penas de morte sido comutadas em setembro.

Lusa ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Nação Cherokee pede à Jeep que deixe de usar o nome da tribo nos seus carros

"É hora de a Jeep reconsiderar chamar os seus SUVs Cherokee e Grand Cherokee". Pela primeira vez, a tribo norte-americana Nação Cherokee pediu diretamente à Jeep para parar de usar o seu nome nos seus …

PCP quer apoios a 100% para pais "imediatamente e com efeitos retroativos"

O secretário-geral do PCP pediu ao Governo, este sábado, apoios a 100% para os trabalhadores que estão em casa com os filhos, pagos "imediatamente e com efeitos retroativos", e defendeu um plano de desconfinamento "setor …

Naufrágio grego que levava partes do Partenon está a revelar os seus segredos

A última expedição de mergulhadores ao navio grego Mentor, que naufragou perto da ilha Citera em 1802, recuperou várias peças do cordame, moedas, a sola de couro de um sapato, uma fivela de metal, uma …

Chega vai reagir "muito veementemente" na rua à tentativa de ilegalização

O líder do Chega disse, este sábado, que o partido vai responder "muito veementemente" e com "presença na rua", já em março, à tentativa de ilegalização da estrutura promovida por Ana Gomes. "Quero deixar claro aqui, …

Procura-se candidato para dormir. Site oferece 1650 euros e uma noite num resort

Este pode ser, literalmente, um emprego de sonho: fazer dinheiro enquanto se dorme, incluindo uma noite num resort de 5 estrelas. O site Sleep Standards, que se dedica a dar informação sobre pesquisas e produtos relacionados …

Catarina Martins faz apelo a Costa. "Moratórias têm de ser estendidas já"

A coordenadora do Bloco de Esquerda fez um apelo direto ao primeiro-ministro, este sábado, para que não espere que "seja tarde demais" e decida já estender as moratórias, evitando assim uma vaga de despejos e …

Toronto apresenta providência cautelar contra projeto que constrói "casas" para os sem-abrigo

Um carpinteiro canadiano decidiu construir abrigos para as pessoas que vivem nas ruas de Toronto. A autarquia considerou que são perigosos e apresentou uma providência cautelar. De acordo com a empresa de media Vice, Khaleel Seivwright, carpinteiro …

Trinta anos depois, MI6 pede desculpa por ter banido espiões gays

Richard Moore pediu desculpa " pela forma como colegas e concidadãos LGBT+ foram tratados", tendo-lhes sido negada a oportunidade de servir o país no MI6. O chefe do MI6, o serviço secreto de inteligência do Reino …

Já foram administradas 837.887 vacinas em Portugal

Um total de 837.887 vacinas contra a covid-19 foram administradas em Portugal desde 27 de dezembro, quando foi dada a primeira dose, indicou o Ministério da Saúde este sábado. Num comunicado de balanço do processo de …

Pintura de Van Gogh de Paris nunca antes vista exibida pela primeira vez

Uma pintura de Vincent Van Gogh de uma rua de Paris foi exposta pela primeira vez depois de passar mais de 100 anos "escondida" pelos seus proprietários. Uma cena de rua em Montmartre, em Paris, pertenceu …