Temido admite que nenhum hospital do SNS “está livre de sofrer pressão”

Mário Cruz / Lusa

A ministra da Saúde antecipou, esta sexta-feira, que a mortalidade associada à covid-19 pode manter-se “elevada nos próximos dias” e admitiu que “nenhuma unidade do SNS está livre de sofrer pressão”.

Em declarações aos jornalistas na Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N), no Porto, depois de visitar o Hospital de Penafiel, a ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou que o aumento da mortalidade associada à covid-19 é “preocupante” e admitiu que os níveis se mantenham elevados “nos próximos dias”.

Sobre o Hospital de Penafiel, que pertence ao Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS), o qual tem registado um aumento de internamentos nas últimas semanas, a governante disse que este já registou um alívio no número de internados, resultado da transferência de doentes para o Hospital da Universidade Fernando Pessoa, entre outros.

“O Hospital de Penafiel está numa área que, geograficamente, está no centro do furacão neste momento. É natural que tenha tido maior pressão. Nenhuma unidade hospitalar do SNS está livre de sofrer pressão”, cita o jornal online Observador.

A ministra reconhece que há vários hospitais na região Norte que “estão a sentir uma grande pressão de procura de doentes” e antecipa: “Não estamos livres de ter esta pressão e uma mortalidade elevada nos próximos dias”.

Não podemos baixar a guarda. Os profissionais de saúde têm feito um esforço enorme, mas continuam com ânimo. Cá fora temos de aliviar a pressão a montante. Se tivermos dez milhões de infetados, não temos capacidade de resposta”, cita a rádio TSF.

Temido admitiu ainda que o Governo tem sentido dificuldades em contratar profissionais para aumentar a capacidade no combate à pandemia. “Desde o início da pandemia temos um regime excecional de contratação que permite que sejam contratados todos os profissionais que existem no mercado”, disse.

“Neste momento, a situação com que nos deparamos é que o mercado não tem a disponibilidade que teve em outros momentos e há muitos profissionais que ficaram doentes”, acrescenta.

A governante deu ainda o exemplo de França, onde o Presidente Emmanuel Macron afirmou que o país estava com dificuldade no recrutamento de profissionais de saúde.

“Ouvi há poucos dias o Presidente Macron a referir que não há profissionais de saúde livres no mercado para serem contratados. Estamos a falar de França. Neste momento a dificuldade de recrutamento de profissionais de saúde existe em toda a Europa. Portugal não é exceção”, referiu Marta Temido.

Hoje, a Ordem dos Enfermeiros (OE) manifestou-se preocupada com o recrutamento de enfermeiros portugueses na Europa, revelando que nas últimas duas semanas se têm intensificado ofertas de países como Espanha, Reino Unido, Alemanha e Holanda.

Sem comentar diretamente esta questão, Marta Temido referiu que a tutela tem trabalhado com a OE para identificar candidatos. “Temos trabalhado com a Ordem dos Enfermeiros no sentido de identificar potenciais candidatos e vamos continuar a fazer esse trabalho”.

Portugal registou, esta sexta-feira, mais 52 mortes e 5550 novos casos nas últimas 24 horas, o maior número de sempre de infeções diárias desde o início da pandemia de covid-19.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Esta Senhora é que devia sentir a pressão de um pé no rabo (ser despedida)
    Para ministro da Saúde precisamos de alguém que perceba algo do assunto.

    • Hehehee… se a ministra, que só por acaso é especialista em administração hospitalar, não percebe do assunto; quem é que percebe?
      Os ignorantes indignados de Facebook??
      Ou será o Ventura?

RESPONDER

Miguel Duarte foi ilibado da acusação de auxílio à imigração ilegal, "mas não foi feita justiça"

Miguel Duarte que, juntamente com outros ativistas, estava a ser acusado pela justiça italiana de ajuda à imigração ilegal, foi "ilibado", mas "o caso segue para tribunal com uma acusação aos restantes membros". A revelação foi …

Parque das Nações recebe Comic Con em dezembro

Com o mote "A New Hope", a sétima edição da Comic Con terá lugar no Parque das Nações, em Lisboa, no mês de dezembro. A sétima edição da Comic Con Portugal, um evento dedicado à cultura …

Polícia sueca investiga ataque à faca e aponta para "motivações terroristas"

A polícia sueca fez buscas no apartamento do homem que esfaqueou sete pessoas no país, na quarta-feira, informando que há pormenores na investigação que apontam para motivações terroristas. Segundo avançou esta quinta-feira o Público, a polícia …

Advogados apontam falhas à investigação da morte de Giovani Rodrigues

Alguns advogados de defesa dos acusados do homicídio de Giovani Rodrigues apontaram, esta quarta-feira, falhas à investigação, desde o apuramento dos factos à condição clínica, com a revelação de que o jovem foi também vítima …

Dia com menos mortes desde 28 de outubro. Mais 830 novos casos

Há mais 830 casos de covid-19 em Portugal. A Direção-Geral da Saúde indica que há agora 1708 doentes com covid-19 internados, menos 119 do que na quarta-feira. O número de doentes nos cuidados intensivos está …

Concelhia do PSD/Sintra tenta contornar Santana (e já aprovou um nome)

Enquanto a direção nacional do PSD tenta convencer Pedro Santana Lopes, a estrutura do PSD/Sintra aprovou o nome de António Pinto Pereira como candidato. Esta quarta-feira, a concelhia do PSD/Sintra aprovou o nome de António Pinto …

TAP com novo voo do Brasil para Portugal a 11 de março

A Embaixada de Portugal em Brasília anunciou, esta quarta-feira, que se irá realizar, a 11 de março, um novo voo entre São Paulo e Lisboa, em "condições inteiramente idênticas" às da viagem de repatriamento ocorrida …

Campos de reeducação servem para reduzir o número de uigures, diz estudo chinês

Um relatório chinês confirma que os campos de reeducação para onde o Governo envia os uigures da província de Xinjiang têm como objetivo diminuir a população uigur. O documento foi publicado acidentalmente online Depois de uma …

Merkel cede e aceita levantamento progressivo das medidas. França estima que situação melhore em abril

A chanceler alemã, Angela Merkel, aceitou na quarta-feira um levantamento progressivo das restrições contra a pandemia na Alemanha, cedendo a um descontentamento crescente na opinião e no próprio governo a sete meses das eleições legislativas. Ao …

Não tem de "haver culpados" no incêndio que matou cães em Santo Tirso, diz Governo

A secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, defendeu ontem que “não tem de haver culpados” no incêndio de julho de 2020 que vitimou mais de 70 animais em dois abrigos ilegais em Santo …