“Não há dinheiro para isso”. Afinal as taxas moderadoras na Saúde não acabam já

Mário Cruz / Lusa

O fim das taxas moderadoras nos centros de saúde vai ser faseado, não entrando em vigor já em 2020, como previa um projeto de lei do BE aprovado no dia 14 no parlamento, noticia hoje o semanário Expresso.

De acordo com o jornal, que cita fonte governamental, o executivo deu indicações ao PS para alterar, na especialidade, o diploma do Bloco de Esquerda que previa a eliminação já em 2020 do pagamento das taxas moderadoras nos centros de saúde e em consultas no Serviço Nacional de Saúde.

Não há dinheiro para isso“, disse a fonte do executivo ao Expresso, revelando que a isenção do pagamento das taxas moderadoras, que custa “cerca de 150 milhões de euros/ano”, vai ser “faseada”.

Esta alteração acontece numa altura em que os partidos estão a debater na Assembleia da República, em sede de especialidade, a aprovação de uma nova Lei de Bases da Saúde.

Depois de frustadas as negociações do PS com os partidos à sua esquerda, que pretendiam eliminar a possibilidade de Parcerias Público-privadas (PPP) na área da Saúde, os socialistas estão agora a discutir com o PSD a viabilização de uma nova lei de bases que substitua a que está em vigor, de 1990, quando Cavaco Silva era primeiro-ministro.

O parlamento aprovou no passado dia 14, na generalidade, o diploma do Bloco de Esquerda que acaba com as taxas moderadoras nos centros de saúde e em consultas ou exames prescritos por profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS). O projeto foi aprovado com votos contra do CDS-PP e votos favoráveis das restantes bancadas.

O objetivo é que “deixem de existir taxas moderadoras nos cuidados de saúde primários e em todas as consultas e prestações de saúde que sejam prescritas por profissional de saúde e cuja origem de referenciação seja o SNS”.

No texto, o Bloco propõe a “dispensa de cobrança de taxas moderadoras” no atendimento e outras prestações de saúde no âmbito dos cuidados de saúde primários, bem como em “consultas, atos complementares prescritos e outras prestações de saúde, se a origem de referenciação para estas for o Serviço Nacional de Saúde”.

// Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Como é que não há dinheiro? OE2020 ainda vai ser apresentado em Outubro e já dizem que não “cacau”, mas para festas, almoços e jantares há sempre nem que tenham de retirar verbas de algum lado. Resumindo: antes de saberem se há ou dinheiro já dizem que não há dinheiro! Que grande imbecilidade!

  2. As taxas moderadoras nasceram para “moderar o uso abusivo (disseram na altura) que os idosos faziam ao marcar consultas quando não estavam doentes, só para conversarem com o médico porque sentiam solidão”.
    Depois “veio o papão estado” e começou a não prescindir desta receita, até para tomar uma injecção tem que pagar a taxa moderadora.
    O povo nem se apercebeu que já paga bastante para a segurança social e foi aceitando mais esta taxa (e outras) que se comportou como uma bola de neve, só aumentou, para o povo pagante (a ADSL não tem esta taxa) e para o encher dos cofres da (in)segurança social.
    Agora o estado quer acabar com esta taxa injusta mas quer substituir a receita por outra coisa com o mesmo valor (ou mais), e o povo vai deixar…
    Grande é este povo que aceita tudo sem reclamar.

RESPONDER

O Nepal proibiu, mas mulheres continuam a ser forçadas a dormir em "cabanas menstruais"

"Chaupadi" é uma tradição hindu, característica do Nepal, que força as mulheres a dormirem num abrigo quando estão menstruadas por serem consideradas impuras. Segundo o IFLScience, uma nova investigação mostra que 77% das raparigas que vivem …

O golo "doloroso" de Ansu Fati que fez dele o mais jovem jogador a marcar na Champions

Ansu Fati, avançado do Barcelona, tornou-se no mais jovem jogador de sempre a marcar um golo na Liga dos Campeões. Com 17 anos e 40 dias de idade, o espanhol faz mais uma vez história …

Almeida Henriques suspeito de receber avença enquanto esteve no Governo por favores a empresário

Almeida Henriques, antigo secretário de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional do Governo de Passos Coelho, e atual presidente da Câmara de Viseu, é suspeito de ter recebido dinheiro por favores ao empresário Agostinho …

Costa responde a Ventura: Programa do Governo não muda "semana sim semana não"

Recorrendo à ironia, o primeiro-ministro, António Costa, respondeu esta terça-feira ao deputado único do Chega, afirmando que o programa do Governo não muda "semana sim, semana não" consoante as críticas. No debate quinzenal na Assembleia da …

Pela primeira vez, porcos nascem com células de macaco (e morrem uma semana depois)

Pela primeira vez, cientistas chineses criaram pequenos leitões com órgãos que continham células de macaco. Os animais acabaram por morrer todos no espaço de uma semana. Os investigadores travam uma longa batalha para vir a desenvolver …

Iniciativa Liberal anuncia voto contra OE2020

O deputado único e presidente da Iniciativa Liberal (IL) anunciou esta terça-feira que o partido votará contra o Orçamento do Estado para 2020, depois de uma reunião com o Governo. "Este orçamento vai dar corpo ao …

Funcionários admitidos até 2005 podem perder férias se estiverem de baixa prolongada

Os funcionários públicos admitidos antes de 2006 e que estiverem de baixa por doença superior a 30 dias podem vir a perder dias de férias, segundo uma proposta do Governo ainda em negociação com os …

Tiroteio num supermercado em Nova Jersey faz seis mortos

As autoridades de Nova Jersey, nos Estados Unidos, informaram que o tiroteio registado num supermercado, esta terça-feira, causou seis mortos, entre os quais um polícia e dois suspeitos da autoria dos disparos. Os disparos foram ouvidos …

Atividade das amígdalas cerebelosas associada a comportamentos de bullying nos jovens

Certos padrões na atividade cerebral dos adolescentes, nomeadamente nas amígdalas cerebelosas, foi associada a comportamentos de bullying. Estes jovens revelaram ser menos empáticos perante rostos temerosos. O bullying é um problema social que afeta muitas crianças …

Já se sabe o que provocou o colapso violento do Kilauea

A erupção de 2018 em Kilauea, no Havai, caracterizou o espetacular colapso da caldeira do vulcão. Agora, novas investigações constatam que esta mudança dramática foi desencadeada por um pequeno derrame de magma do reservatório abaixo …