Na China, já há vacinas para a covid-19 a ser vendidas no mercado negro

Aisha Faquir/World Bank

Há cada vez mais pessoas na China a receber uma das várias vacinas contra a covid-19 – apesar de nenhuma delas ter sido oficialmente comprovada como segura.

De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, as pessoas estão a ficar durante várias horas à espera numa fila para receber uma vacina contra a covid-19. Segundo o mesmo jornal, cambistas com acesso à indústria farmacêutica estão a cobrar o equivalente a entre 505 e 1.260 euros por uma única injeção.

“Algumas ficaram especialmente gratas por eu ajudá-las”, disse um cambista ao The New York Times.

Outras pessoas estão a receber a vacina através de canais legítimos, embora normalmente precisem de dizer que vão viajar em trabalho para recebê-la.

“Sinto-me mais aliviado agora que tenho proteção”, disse Ethan Zhang, um tradutor de 26 anos, ao mesmo jonral novaiorquino. “Como começaram a usá-lo em algumas pessoas para uso de emergência, isso mostra que há uma certa garantia.”

Três das quatro vacinas candidatas da China alcançaram a fase três dos ensaios, testando-as em dezenas de milhares de funcionários do Governo. Esses testes ainda não foram concluídos – mas Pequim está a pressionar para ter uma implementação rápida de qualquer forma.

Enquanto isso, nos Estados Unidos, a questão de lançar uma vacina em todo o país enfrenta um problema muito diferente: uma parte crescente da população não está disposta a tomar a vacina – pelo menos não algumas das primeiras vacinas disponíveis.

Duas das principais vacinas candidatas anunciaram recentemente que as suas vacinas eram mais de 90% eficazes, de acordo com os resultados do ensaio preliminar da fase três.

A gigante farmacêutica Pfizer anunciou na semana passada os resultados preliminares da fase final dos testes clínicos, ainda em curso, que mostram que a vacina que desenvolveu apresenta mais de 90% de eficácia após a segunda dose. Esta quarta-feira, a empresa anunciou os resultados finais do ensaio: uma eficácia de 95% a partir de 28 dias após a primeira dose.

Na segunda-feira, a empresa de biotecnologia Moderna anunciou que a vacina que está a desenvolver contra a covid-19 revelou uma eficácia de 94,5% nos mais recentes testes experimentais.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Pintura de Van Gogh de Paris nunca antes vista exibida pela primeira vez

Uma pintura de Vincent Van Gogh de uma rua de Paris foi exposta pela primeira vez depois de passar mais de 100 anos "escondida" pelos seus proprietários. Uma cena de rua em Montmartre, em Paris, pertenceu …

Imagens mostram construção de instalação nuclear secreta em Israel

Está a ser construída uma instalação nuclear secreta em Israel, diz a Associated Press depois de analisar imagens de satélite. Os trabalhos estão a decorrer a poucos metros do antigo reator do Centro de Pesquisa …

Supremo confirma prisão efetiva de cinco anos e oito meses de João Rendeiro

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou a nulidade do acórdão que proferiu em janeiro e confirmou, assim, a condenação do antigo presidente do BPP. Num acórdão datado da passada quarta-feira, e a que a agência …

Portugal regista mais 33 mortes e 1071 novos casos de covid-19

Portugal registou, este sábado, mais 33 mortes e 1071 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 1071 novos …

Ana Gomes revela que Europol está pronta para investigar o Chega

A Europol está disponível para "ajudar as autoridades portuguesas" a investigar eventuais ligações do Chega de André Ventura a "actividades criminais internacionais". É Ana Gomes quem o revela depois de ter enviado uma participação ao …

João Almeida termina Volta aos Emirados no pódio, o seu primeiro numa prova do World Tour

O ciclista português, da equipa Deceuninck-QuickStep, assegurou, este sábado, o primeiro pódio numa prova do World Tour, ao ser terceiro na Volta aos Emirados Árabes Unidos, após a sétima e última etapa. João Almeida concluiu a prova …

Alemanha vai autorizar vacina da AstraZeneca a maiores de 65 anos

A Comissão Permanente para a Vacinação na Alemanha vai alterar a recomendação que limitava o uso da vacina da farmacêutica AstraZeneca para maiores de 65 anos. O anúncio foi feito, este sábado, por Thomas Mertens, chefe da …

Éter, Teia e Tutti-Frutti. PS e PSD decidem "os bons e os maus" entre uma centena de autarcas suspeitos

PS e PSD estão na recta final da escolha dos candidatos às próximas eleições autárquicas e os dois partidos coincidem na forma como estão a avaliar os potenciais candidatos que estão envolvidos em processos judiciais. …

"Lei Khashoggi". Estados Unidos restringem vistos a 76 cidadãos sauditas

Os Estados Unidos anunciaram a restrição à atribuição de vistos a 76 cidadãos da Arábia Saudita acusados de "ameaçar dissidentes no estrangeiro", nomeadamente o jornalista saudita assassinado, em outubro de 2018, na Turquia. Segundo o secretário …

OMS quer isenção de direitos de propriedade intelectual para vacinas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reclamou, esta sexta-feira, o uso de "todas as ferramentas" para aumentar a produção de vacinas contra a covid-19, incluindo a transferência de tecnologia e a isenção de direitos de …