MP abre inquérito a juízes que troçaram de Sócrates no Facebook

blogplanalto / Flickr

O ex-primeiro-ministro, José Sócrates

O ex-primeiro-ministro, José Sócrates

O Conselho Superior do Ministério Público abriu um inquérito aos comentários tecidos por vários magistrados, em grupos restritos do Facebook, à detenção de José Sócrates. Uma decisão que poderá culminar com a abertura de processos disciplinares aos Procuradores envolvidos.

O jornal Público apurou que a decisão do Conselho Superior do Ministério Público foi tomada esta terça-feira, 14 de Abril, com o intuito de “apurar a eventual responsabilidade disciplinar de magistrados do MP face a alguns comentários críticos naquela rede social”, afiança o diário.

Entre os comentários feitos pelos magistrados estarão frases como “Há dias perfeitos. Hihihihihi“, comentário proferido na data da detenção de José Sócrates, à chegada ai aeroporto da Portela, e “Uma boa parte do PS podia mudar-se para Évora. Quiçá para o Estabelecimento Prisional”.

O protesto posterior dos reclusos, que reclamaram um secador de roupa e melhor alimentação, foi também alvo de um comentário dirigido ao ex-primeiro-ministro: “Com toda a razão, afinal ele estava habituado aos mais requintados restaurantes em Paris.”

Também as visitas de personalidades políticas que o antigo governante recebeu em Évora são visadas pelos comentários dos magistrados no Facebook.

“Que corrupio na cadeia de Évora…estarão todos com o rabo preso? (…) Se assim é, ainda a procissão vai no adro”, e “Uma boa parte do PS podia mudar-se para Évora, quiçá para o Estabelecimento Prisional” são alguns dos comentários transcritos pelo Público.

O jornal salienta, contudo, que a decisão de abrir o inquérito aos autores dos comentários não foi unânime e que “pelo menos três elementos daquele conselho” votaram contra.

Por seu lado, o Conselho Superior da Magistratura optou apenas por chamar a atenção dos magistrados envolvidos, avança o Público, frisando que o órgão “relembrou os juízes que o especifico estatuto dos magistrados judiciais lhes impõe deveres que constituem limitações”.

O advogado de José Sócrates, João Araújo, tinha-se queixado, numa entrevista à RTP, dos comentários feitos pelos magistrados em diversos grupos fechados do Facebook, falando na “coisa mais desbragada” e em “juízes e procuradores a dizerem as coisas mais absurdas, mais disparatadas”.

João Araújo referiu-se aos magistrados implicados como “garotada que invadiu os tribunais e que se entretém com estas parvoíces em vez de estar a despachar processos”, relembra o mesmo jornal.

ZAP

PARTILHAR

16 COMENTÁRIOS

  1. Politicas à parte toda a gente sabe que há uma justiça para pobres e outra para ricos e essa mesma pseudo justiça é aplicada por quem?????

  2. Juiz Carlos Alexandre,
    o obreiro Vendido!!!
    Reenvio conforme recebi. “Lamentando”: cada um que tire as suas ilações..
    Juiz Carlos Alexandre, o obreiro Vendido Quem é Carlos Alexandre?
    É o juiz que ilibou o CDS no caso dos sobreiros.
    É o juiz que ilibou Oliveira e Costa e os outros amigos de Cavaco no caso BPN e que não investigou nem levou a julgamento os responsáveis do mesmo.
    Foi ainda Juiz vendido de nome Carlos Alexandre, quem interrogou Salgado, notificando-o na sua casa, deixando-o depois sair sob caução, e que ainda não prendeu, nem vai prender, ninguém do BES.
    Tudo o que investiga sai, como que por magia, no Sol, no Correio da Manhã e na TVI, todos com ligações a Felícia Cabrita, que consegue sempre a primazia das informações e a quem não investiga por indícios de fuga ao segredo de justiça.
    Isto não é Jornalismo. É Prostituição!
    Juiz de coragem, como muitos lhe chamam?
    Este “Juiz” com a detenção de José Sócrates, acabou de garantir a sua grande “reforma Vitalícia”!
    Tirem as vossas ilações.

    • Óh ‘Picasso’: O desconhecimento da lei não inibe responsabilidades. Acresce que o que aqui trouxe a coberto de ‘lamento’ e ‘enviaram-me’ um e outros não sabem , do que estão a publicar aqui! Tino, e não se reduza a moço de recados.

    • Na “sala” de acesso restrito, tb podem contar anedotas… Os comentários até nem foram picantes! O Henrique Neto (PS) é que os terá inspirado. Segundo o Jornali “Neto lamenta que muitos socialistas “fechem os olhos” e tenham uma” reacção irracional” ao caso que envolve o ex-líder do PS. “As reacções de alguns socialistas são irracionais. Há muitos socialistas que não querem conhecer o que se passou. Fecham os olhos, porque estão moral e eticamente metidos nestas desgraças”.

      Aliás um dos juízes do habeas… disse: “…insolvente…” e agora lá vem o Carmo e Trindade e náo será porque 3 dos magistrados votaram contra!

    • Neste espaço público de acesso privado, linguagem ofensiva proferida contra entidade identificável configura no mínimo crime de ofensa…
      A liberdade de cada um deve começar onde termina a dos outros…

  3. Porquê o CSM abre inqueritos aos comentários tecidos por alguns magistrados e não se preocupa com os termos utilizados pelo Dr. João Araujo quando refere haver “juízes e procuradores a dizerem as coisas mais absurdas e mais disparatadas” ou quando se refere aos magistrados implicados como “garotada que invadiu os tribunais e que se entretém com estas parvoíces em vez de estar a despachar processos”? Afinal a quem representa a classe dos que promovem ou procuram apurar e atuar em prol da justiça abre-se inquéritos e são impedidos de poder manifestar os seus juízos, opiniões,etc. e a quem supostamente defende o “detido” permite-se tudo, mesmo quando ofende ou coloca em causa a honorabilidade dos próprios magistrados?

  4. No dia em que aparecer um juiz digno de tal nome, que investigue e comece a deter certas pessoas que fizeram um curso de juiz, mas que não carregam a honorabilidade que o cargo impõe, coisa que duvido que aconteça, pois ficaríamos depauperados e ate teríamos que importar alguns.
    Isto de certos detentores se acharem deuses e impunes, leva a que isto aconteça, não sou eu certamente que dirá como, mas haverá necessidade de se afinarem os critérios de nomeação de certas pessoas para cargos sensíveis.

  5. tanto quanto se sabe em portugal para se ser juiz basta saber copiar e depois se forem apanhados ficam todos com a mesma nota e passam igualmente todos, eheheheheheh

  6. Para os mais descuidados moços de recados:

    O Sr Juíz Carlos Alexandre não julga, logo não profere sentenças….
    O Sr. Juís Rosário Teixeira não Julga, logo não profere sentenças

  7. Por mais que custe ou que tentem disfarçar, os processos citados por PICASSO tiveram a mãozinha do Super juiz e deram em nada, para satisfação dos que ficaram com milhões e milhões. O povo sabe como a justiça funciona, mas é sempre bom haver alguém para nos fazer lembrar.
    Obrigada PiCASSO, gostei!

    • … A língua portuguesa tem destas coisas… É acessível mas depende da escrita, da fonética, gramática e daquelas coisinhas que todos temos e que nos fazem de tudo… até soletrar, articular ideias, pensar… Aquilo que se faz com aquelas coisinhas que todos temos ou é suposto lá estarem!

  8. Que palermas! Estes magistrados podiam ‘ brincar’ no ZAP que nada lhes acontecia. Escolheram o Facebook para darem trabalho ao Conselho Superior do Ministério Público.

RESPONDER

O dilema de Costa nas negociações: de um lado a esquerda que quer "destroikar", do outro Centeno que deixa avisos

António Costa vai dar início às negociações sobre o Orçamento do Estado em julho, mas está numa encruzilhada: se, de um lado, tem a esquerda a pressioná-lo com o dossiê do Código do Trabalho; do …

"Dever de neutralidade". Portugal não assinou carta contra a Hungria pelos direitos LGBTI

O Governo de António Costa está a ser duramente criticado por ter recusado subscrever uma carta assinada por 13 Estados-membros da União Europeia (UE) contra a Hungria, na defesa dos direitos LGBTI neste país. O …

Jogos de futebol emocionantes podem (literalmente) parar o coração

Um equipa de investigadores descobriu que um jogo de futebol emocionante, que deixa as pessoas stressadas ou zangadas, pode provocar um ataque cardíaco. Em 2014, a Alemanha venceu a Argentina na final do Campeonato Mundial de …

PSD aprovou lei que mantém libertação de presos

Num texto conjunto com o PS, no ano passado, o PSD propôs que a vigência do regime de perdão de penas no âmbito da covid-19 terminasse "na data a fixar em lei própria". O líder do …

Exoneração de encarregado da Câmara de Lisboa congelada. Falta divulgar relatório da auditoria

A exoneração do encarregado de proteção de dados, na sequência do envio de dados de manifestantes para várias embaixadas estrangeiras, só se irá materializar caso Fernando Medina garanta a aprovação em Reunião de Câmara. O Expresso …

Antecipada vacinação de idosos e funcionários de lares por vacinar

Os idosos e funcionários dos lares que estiveram infetados há mais de três meses vão ser vacinados contra a covid-19, antecipando para metade o prazo previsto para receberem a vacina, anunciou a task force da …

Não são só os humanos. As temíveis baleias assassinas também têm amigos íntimos

As baleias assassinas têm uma vida social muito parecida com a dos humanos. A observação de 22 animais durante 10 dias mostrou que estes contam com uma complexa teia de relacionamentos, incluindo amizades íntimas. As baleias …

Estudo revela que a Terra sofreu uma inclinação de 12 graus há 84 milhões de anos

Um novo estudo revelou que, há cerca de 84 milhões de anos, a Terra sofreu uma inclinação de 12 graus, contrariando a teoria de que o eixo de rotação do planeta tem sido estável nos …

Famosa teoria de Stephen Hawking sobre buracos negros confirmada

Usando ondulações no espaço-tempo causadas pela fusão de dois buracos negros distantes, uma equipa de cientistas conseguiu provar uma das teorias mais famosas de Stephen Hawking. A teoria da área do buraco negro, que Stephen Hawking …

Mayflower 2.0: um navio autónomo pilotado por IA está a refazer a viagem do original

Quatro séculos e uma pandemia depois de o Mayflower original ter zarpado do porto de Southampton, numa jornada histórica para a América, outro veículo pioneiro com o mesmo nome partiu para refazer a mesma viagem. O …