Mais de 1.000 mortes durante 22 dias consecutivos. Ministros britânicos acusados de subestimar covid-19

Alguns ministros britânicos estão a ser acusados de subestimar a gravidade da pandemia de covid-19, depois de ter sido revelado que mais de mil pessoas morreram diariamente durante 22 dias consecutivos.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, o pior dia da pandemia no país foi dia 8 de abril, quando o país se preparava a celebração da Páscoa, já em confinamento, e se registaram 1.445 mortes pelo novo coronavírus em 24 horas.

De acordo com os dados desse dia, o país tinha registado 938 óbitos, mas o Governo veio mostrar agora os novos dados que incluíam as vítimas mortais que sucumbiram ao vírus em hospitais, lares e residências privadas, verificando-se uma diferença de 507 óbitos.

No dia 9 de abril, Boris Johnson, que se encontrava hospitalizado devido ao vírus, foi substituído por Dominic Raab, que tinha afirmado que tinham ocorrido mais 881 mortes face ao dia anterior, quando o valor era 64% mais elevado.

Os ministros britânicos estão a ser criticados pela sua abordagem e os críticos dizem que deviam ter referido com mais clareza que os números que estavam a ser divulgados só contabilizavam as mortes em hospitais após os testes positivos para a covid-19.

A 29 de abril, 21 dias após o dia mais fatal, o Governo anunciou a nova contagem, que incluía as vítimas mortais em lares e residências privadas, bem como pessoas sem testes.

Durante 22 dias consecutivos, entre 2 de abril e 23 de abril, o número de mortes nunca atingiu os quatro dígitos, sendo que o valor mais elevado divulgado pelo Governo fixou-se em 980 óbitos. Os dados recolhidos pela publicação mostram que mais de 32 mil pessoas morreram em hospitais e mais de 16 mil morreram em lares de idosos.

Em três semanas morreram 26.566 pessoas, mais de metade do total de mortes registados até 5 de junho, que só contando com as mortes em hospitais se fixa em 52.161 mortes.

A atualização deste valor levou a que o Reino Unido fosse o país mais afetado na Europa em termos de mortes.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Uk population reduction program
    They say your a key worker and this murders don’t even provide equipment to protect our lives.
    Government with blood in their hands

  2. Nunca quis vir para esta united bullshit.
    Que Deus me leve de volta para meu Portugal.
    Que Deus nao me deixe morrer nesta terra sem valores.

  3. Se eu pudesse ia buscá-lo! Se não queria ir como é que foi aí parar? Esse Boris Johnson é mesmo um hipócrita! Vem á comunicação social dizer que está muito grato aos dois emigrantes que o trataram carinhosamente e depois trata os outros com algum desdém, abraçando o brexit para se ver livre deles! Tiram os filhos aos emigrantes, por dá cá aquela palha, e poupam os pais da Maddie que abandonaram três crianças, num hotel de um país estranho, para irem para os copos! Agora não deixa os inglese virem para Portugal quando devia ser o contrário porque Portugal tem muito menos casos de Covid 19 do que o Reino Unido! Saíu -me um bom déspota!

RESPONDER

Maduro insta ONU a criar fundo que garanta alimentos e medicamentos

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, propôs que a Organização das Nações Unidas (ONU) crie um fundo rotativo de compras públicas para garantir o acesso a alimentos e a produtos de saúde, financiado com recursos …

Mais três mortes e 691 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta quinta-feira, mais três mortes e 691 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quarta-feira, mostra o boletim mais recente da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da …

2 em 1. Ryanair está a oferecer um voo na compra de outro (e é só hoje)

Já estava com saudades de viajar e conhecer novos países? A Ryanair não quer que lhe falte nada. A companhia aérea low cost lança uma promoção “inédita” e garante uma oferta 2 em 1. As …

Autarca de Almada diz que declarações sobre Bairro Amarelo foram descontextualizadas

A presidente da Câmara de Almada disse esta quarta-feira que as suas afirmações sobre o Bairro Amarelo surgiram em resposta a uma pergunta feita pelo Bloco de Esquerda (BE), considerando que foram descontextualizadas devido …

Vendas tardam em recuperar. Empresas pouco preparadas para mudanças

Um estudo do Banco de Portugal (BdP), publicado na quarta-feira, revelou que as empresas enfrentam um "cenário de recuperação muito gradual" do volume de negócios para níveis anteriores à pandemia e poucas estão preparadas para …

Hospital de Lisboa deixou entrar pessoas sem máscara

O Hospital da Luz, em Lisboa, permitiu a entrar e circulação de pessoas sem máscara dentro das instalações. O hospital garante que foi um "erro humano" e que não voltará a acontecer. A Rádio Renascença escreve, …

A Estação Espacial Internacional moveu-se para evitar uma colisão

Esta terça-feira, a Estação Espacial Internacional realizou uma "manobra de evasão" para evitar ser atingida por um pedaço de lixo espacial. Controladores de voo russos e norte-americanos terão trabalhado em conjunto para mover a Estação Espacial …

Professor de Direito que ataca feminismo está a ser julgado por violência doméstica

Francisco Aguilar, professor na Faculdade de Direito de Lisboa, está a causar polémica devido a conduta que escolhe para dar as suas aulas. O professor que leciona algumas cadeiras do mestrado em Direito, aproveita as …

Ministério da Educação não revela o número de casos em escolas desde o início do ano letivo

Numa altura em que muitas turmas de várias escolas do país tiveram de voltar ao ensino à distância, devido ao surgimento de infeções, o Ministério da Educação não revela quantos alunos, discentes ou docentes ficaram …

"Situação a degradar-se". França endurece medidas e fecha bares e restaurantes em Marselha

Cidades francesas como Paris, Lille ou Montpellier estão em "alerta reforçado" com interdição de grandes eventos, festas e com novos horários para bares, segundo novas medidas para conter a pandemia de covid-19 esta quarta-feira anunciadas …