Ministério Público já sabe de onde saiu o dinheiro transferido para José Sócrates

psalter2009 / Flickr

Ex-primeiro-Ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

Um dos donos do Grupo Lena, Joaquim Barroca, foi identificado pelo Ministério Público (MP) como o autor das transferências de dinheiro que foram feitas para Carlos Santos Silva, o amigo de José Sócrates.

A informação é avançada pelo Diário de Notícias, que sustenta que Rosário Teixeira, o procurador do Ministério Público responsável pela “Operação Marquês“, que implica José Sócrates em crimes de corrupção, fraude fiscal e branqueamento de capitais, terá chegado a esta conclusão após analisar os dados bancários que recebeu das autoridades suíças.

Rosário Teixeira terá deste modo “identificado, não só a origem do dinheiro, mas também o período no qual se verificaram transferências de muitos milhões de euros: de 2007 a 2009 – ou seja, durante os mandatos de José Sócrates como primeiro-ministro”, sustenta o Diário de Notícias.

Joaquim Barroca é, além de um dos donos, um dos administradores Grupo Lena que já tinha sido definido como o agente corruptor, neste caso, alegando o Ministério Público que o conglomerado beneficiou da adjudicação de obras avaliadas em 200 milhões de euros durante o mandato de José Sócrates.

De acordo com estes dados, Carlos Santos Silva surge no processo como um interveniente passivo, mero receptor e transmissor de dinheiro. Todavia, uma investigação da TVI, cujas revelações são citadas pelo Observador, constata que o amigo de José Sócrates “conseguiu 115 milhões de euros em contratos públicos” em apenas seis anos.

O Observador repara, citando a TVI, que Carlos Santos Silva “conseguiu 852 contratos públicos, a maioria por adjudicação e ajuste directo – 426 contratos por adjudicação, 281 por ajuste direto e 145 por concurso público”, entre Novembro de 2008 e Janeiro de 2015.

A publicação frisa ainda que “a grande maioria dos contratos assinados com o Estado e com autarquias foi celebrada no período entre 2009 e 2011, quando José Sócrates era ainda primeiro-ministro”.

Entretanto, os investigadores do MP estarão a tentar desenhar a rede financeira que envolve os crimes da Operação Marquês, de modo a conseguirem traçar exactamente o percurso do dinheiro. Para isso, estarão a analisar outros processos, nomeadamente os inquéritos às Parcerias Público Privadas Rodoviárias e à Parque Escolar, conforme adianta o jornal i.

ZAP

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. É preciso ter azar!
    Grandes amigos que ele arranjou…
    Vejam lá o que os amigos lhe fizeram – encheram-lhe a conta com milhões de euros – se calhar à traição – e agora o desgraçado está preso e a ser comido pelas pulgas….

  2. Agora não se esqueçam de investigar a fundo e imparcialmente as benesses dadas à tecnoforma quando o pm lá estava!

  3. Tudo isto só tem valor após pelo menos 2 démarches:
    1- visionamento de todos os documentos e audição das testemunhas dos factos.
    2- prisão preventiva de todos os responsáveis dos ministérios ou sectores onde ocorreram outros casos que até hoje estão por resolver.
    de resto é BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá BláBláBlá.

  4. Ja agora investiguem também os detergentes omo+tide branqueadores do pinosokratino, respectivamente ex-pgr (o pintaínho monta-nelas, primo da mãe do bandaalho que o devia ter abortado à nascença) e ex-stj (o m3rdonha mal-nascido). Por que razão tudo fizeram para mandar apagar as escutas??? Se ainda existem, e espero que ALGUM PATRIOTA AS TENHA GRAVADO, divulguem-se em qualquer PORTUGAL-leaks, para que todos os Portugueses (os efectivos patriotas, e os xuxa-vesgos e xuxa-cegos mentais) SAIBAM A VERDADE sobre o kanalha que tiveram como pm(1º mentiroso). O falsário vaidoso retórico ladrão vilão e pavão que, como cigarra despesista, DUPLICOU DIVIDA de 60%PIB para 115%PIB (de 90000 milhoes para 175000 milhoes euro), chamou TROIKA (pq já nao havia dinheiro para salarios e reformas do mês seguinte), deixou 750000 desempregados e fugiu pra PARIS à custa do dinheiro que XULOU A PORTUGAL. E cijas consequencias, pagaremos nos proximos 25-30 anos.

    • Bolas! Autêntica Sticada. Por pouco a bola ainda resvalava num monte alentejano, imagine, por fax que queria andar de avião e cortaram-lhe as asas… Ao FAX.

  5. E… Desde 2012 que vigora um acordo de troca de informação bancária (Portugal-Suissa) de teor fiscal dos depositantes nacionais. E…???
    Aquele enclave do capital, o maior receptador de depósitos não nacionais do mundo, há decadas que evocava dificuldades em encontrar legitimidade de potencias herdeiros – judeus… É lá que se encontra o acelerador de partículas (CERN)
    através do qual se chegou ao bosão de Higgs – Partícula de Deus.
    À entrada de ‘fluxos’ todos se benzem na pia de água benta e até de mão no peito.

    • se assim fosse não deviamos nada a ninguém, só os do bpn e derivados tipo ações a meia duzia de tostões e grandes mansões lá prós lados de boliqueime ainda nos sobrava pra umas gambas e uma imperial.

  6. os votantes no rui moreia não vão poder festejar (se a moreia conseguir o tacho) porque tem no seu seio CDS’s, PSD’s, PS’s, BE’s, PC’s, VERDES’s, PAN’s, e a festa é só para os bois without job’s do partido dos independentes.

Responder a Viés Cancelar resposta

BCP disponível para fusão com o Montepio

Na eventualidade de ser necessária uma intervenção, o Millennium BCP mostrou-se disponível para uma fusão com o Banco Montepio. Esta hipótese foi apresentada pela instituição bancária numa reunião com o ministro das Finanças, João Leão. O …

Otamendi mais 55 milhões. O negócio que pode levar Rúben Dias para o City

Rúben Dias está muito próximo de reforçar o Manchester City. O clube inglês oferece 55 milhões de euros mais Nicolás Otamendi em troca. A oficialização do acordo deve estar para breve. O Manchester City está muito …

Líbano: Após um mês no cargo, primeiro-ministro demite-se perante impasse político

O primeiro-ministro designado do Líbano, Mustapha Adib, demitiu-se este sábado do cargo numa altura de impasse político sobre a formação de Governo, um mês depois de ter sido nomeado e da violenta explosão no porto …

Governo joga últimos trunfos à esquerda (mas "na 25.ª hora pode ser PSD a salvá-lo" e esse é outro problema)

A duas semanas do fim do prazo para entregar o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021), o Governo ainda não tem garantias de aprovação do documento. E enquanto Marcelo pressiona o PSD para "salvar" o …

-

Governo aponta para regresso progressivo de público aos estádios

O regresso de público aos estádios de futebol continua proibido, devido à pandemia de Covid-19, com o secretário de Estado da Juventude e Desporto a admitir esta sexta-feira a possibilidade de um retorno faseado quando …

Há escolas sem intervalos ao ar livre devido à covid-19

Há escolas que estão a proibir os alunos de passarem os intervalos ao ar livre por receio de contágio do novo coronavírus. O pediatra Hugo Rodrigues considera que "é um perfeito disparate". Como tal, os estudantes …

"Aumentar o salário mínimo é criminoso", diz presidente do Fórum para a Competitividade

Pedro Ferraz da Costa, presidente do Fórum para a Competitividade, antecipa uma onda de desemprego até ao final do ano, que muitas empresas não conseguirão manter a atividade e que aumentar o salário mínimo "é …

Segunda vaga impede mais de 12 milhões de consultas e cirurgias

O cenário de uma segunda vaga em Portugal é bastante provável e prevê-se que mais de 12 milhões de consultas e cirurgias fiquem por fazer. No melhor dos cenários, serão 10 milhões. Um estudo da Associação …

EUA pressionam Portugal: "Tem de escolher agora entre os aliados e os chineses"

O embaixador norte-americano em Lisboa defende que Portugal tem de escolher entre os “amigos e aliados” EUA e o “parceiro económico” China, alertando que escolher a China em questões como o 5G pode ter consequências …

MP acusa inspetores do SEF de homicídio de ucraniano no aeroporto

O Ministério Público vai acusar os três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras que estão em prisão domiciliária, indiciados pelo homicídio do ucraniano Ihor Homenyuk no aeroporto de Lisboa. Bruno Sousa, Duarte Laja e Luís …