Ministério Público abre inquérito ao “apagão” dos 10 mil milhões para offshores

Tiago C Lima / FLickr

Edifício do Ministério das Finanças em Lisboa

O Ministério Público decidiu abrir um inquérito ao ‘apagão’ informático que entre 2011 e 2014 permitiu que quase 10.000 milhões de euros fossem transferidos para offshores sem passar pela Autoridade Tributária, embora os bancos tenham enviado essa informação ao Fisco.

A notícia, avançada esta sexta-feira pelo Jornal Económico, foi confirmada ao Expresso por fonte do gabinete de imprensa da PGR, que refere que “os elementos recolhidos deram origem a um inquérito, o qual foi remetido ao DIAP de Lisboa”.

“Os elementos recolhidos deram origem a um inquérito, o qual foi remetido ao DIAP de Lisboa. O inquérito foi instaurado em Agosto de 2017, encontra-se em investigação, não tem arguidos constituídos e está em segredo de justiça”, respondeu ao Público a PGR.

A PGR tem na sua posse uma auditoria da Inspecção-geral de Finanças que, com base em perícias efectuadas por dois professores do Instituto Superior Técnico apurou que o tratamento parcial das declarações se deveu a uma “complexa combinação de factores”, sendo, para os peritos, “extremamente improvável ter havido mão humana deliberada” para omitir a informação.

Entre 2011 e 2015, altura em que Paulo Núncio era secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, não foram publicadas as estatísticas da AT com os valores das transferências para offshore, que tinha começado a ser feita em 2010, por despacho do então secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Sérgio Vasques, no último governo de José Sócrates.

As estatísticas só voltaram a ser publicadas no Portal das Finanças por decisão do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais Rocha Andrade, tendo o Ministério das Finanças detectado 20 declarações de operações transfronteiras que “não foram objeto de qualquer tratamento pela Autoridade Tributária”.

Uma das conclusões da auditoria do IGF é que os os históricos dos dados, que são normalmente guardados automaticamente, “terão sido sucessivamente ignorados e foram apagados”, o que “torna impossível um esclarecimento definitivo” para a alteração de comportamento do software verificada a partir de 2013.

“Não obstante, os elementos recolhidos apontam no sentido de as falhas terem sido provocadas por uma alteração da parametrização“, lê-se num despacho de Rocha Andrade, no qual o secretário de Estado pede que a Autoridade Tributária apurasse responsabilidades dos serviços e/ou das empresas informáticas contratadas.

No despacho, Rocha Andrade observa que “não foi confirmado se e quem terá alterado a parametrização, por dolo ou negligência, e não foi encontrada explicação para a singularidade estatística de este erro afetar especialmente algumas instituições e manifestar-se de forma diversa ao longo de vários períodos temporais”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma piscina natural no meio do deserto mais quente do mundo

https://vimeo.com/355369476 Um casal a viajar pela Etiópia aventurou-se no deserto e experimentou nadar numa piscina natural num dos lugares mais quentes do planeta. A neozelandesa Bridget Thackwray e o namorado, Topher Richwhite formam a Expedition Earth, a …

The Rock é o ator mais bem pago do mundo

A revista Forbes revelou esta quarta-feira a sua lista anual dos atores mais bem pagos do mundo. O primeiro lugar é ocupado por um repetente. Dwayne "The Rock" Johnson voltou a ser o ator mais bem …

Albânia demoliu restaurante do homem que perseguiu turistas no capô do carro

O dono de um restaurante ilegal na Albânia meteu-se em sérios apuros depois de ter perseguido uma família de turistas espanhóis, colocando-se no capô do carro onde seguiam e partindo o pára-brisas. O restaurante que …

Sensores de radiação da Rússia desligaram-se misteriosamente após recente explosão nuclear

Nas semanas após um acidente nuclear fatal num campo de tiro de armas navais em Nyonoksa, quatro sensores de partículas radioativas que enviavam dados do território russo para uma rede de monitorização internacional desligaram-se misteriosamente. As …

Zumba. O negócio milionário que começou com uma distracção de um colombiano

Foi uma distracção que levou o bailarino colombiano Beto Pérez a criar a zumba e a construir um dos negócios actuais com mais sucesso em todo o mundo, avaliado em mais de 450 milhões de …

Ligações a Jeffrey Epstein abalam um dos mais prestigiados laboratórios de tecnologia do mundo

O MIT Media Lab junta áreas que vão do design à robótica e é responsável pelas mais vanguardistas inovações do Massachusetts Institute of Technology, uma das mais reputadas universidades do mundo na área da tecnologia. Agora, …

Choveu água preta em São Paulo

Na tarde de segunda-feira um fenómeno climático transformou o dia em noite na cidade de São Paulo em plena tarde. E choveu água preta. Nas redes sociais há inúmeras imagens de copos, garrafas e baldes que …

Macron vai encontra