Metade dos portugueses acredita que Portugal está preparado para inverno (mas defende novo confinamento)

Mário Cruz / Lusa

Uma sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias e TSF revela que 47% dos portugueses defendem um novo confinamento, apesar de 50% acreditar que o país está melhor preparado para o inverno.

De acordo com o Jornal de Notícias, há mais portugueses a defender um novo confinamento (47%) do que a rejeitá-lo (40%). Aliás, segundo a sondagem da Aximage, 54% dos inquiridos quer um confinamento mais exigente do que o anterior.

Em julho, recorde-se, 51% das pessoas recusava medidas mais radicais de combate à pandemia

O Norte e Centro são as regiões em que há mais habitantes a defender um novo confinamento (52%). A medida é apoiada maioritariamente pelas classes médias (51%) e pelas pessoas com idades entre os 18 e os 34 anos (65%).

As pessoas que não concordam com a medida são mais velhos, mais ricos, vivem no Porto e votam no PS. Segundo a sondagem, 51% dos inquiridos com idades entre os 50 e 64 anos são contra um novo confinamento, bem como 42% dos portugueses com escalões de rendimento mais elevados, 49% dos que votam no PS e 44% dos que vivem na Área Metropolitana do Porto.

Quem defende um confinamento mais exigente do que o anterior são habitantes da Região Centro (60%), têm 35 a 49 anos (65%), pertencem à classes médias (entre 57% e 59%) e optam por se abster nas eleições (64%).

Quanto ao cumprimento das regras de combate à pandemia, 68% considera ser mais cumpridor do que a maioria dos portugueses, sobretudo os mais velhos, e só 6% admite que se relaxou no cumprimento das recomendações – sobretudo os mais novos.

Na quinta-feira, Portugal registou mais dez mortos e 770 casos de infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). O aumento de casos levou António Costa a convocar uma reunião do gabinete de crise com caráter de urgência.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Confinamento ? Pandemia ?
    Mas qual pandemia?
    As grandes pandemias da História mataram MILHÕES de pessoas e infectaram milhões de pessoas. Ninguém se safava depois de infectado.
    O Covid está longe disso. Mais parece uma gripe com aspirações comerciais a pandemia. A maioria das pessoas não foram infectadas e as que foram infectadas muitas nem sintomas tiveram e as que tiveram sintomas trataram-se na sua maioria em casa com ben-u-ron. Isto é Pandemia?
    Quanto ao uso da máscara é bluff pois não protege de vírus mas sim de bactérias. O fundamental como dizem os médicos é a distância social e a higiéne de mãos. Assim se entende por que razão os médicos são constantemente contaminados na sua profissão pelos mais diversos vírus apesar de andarem sempre de máscara.
    A pandemia mais grave e mais perigosa é deixarem morrer pessoas de outras doenças por causa do Covid e no fim dizerem que foi de Covid.

  2. Mas esta gente viverá de quê?! Não percebem o desastre económico que se aproxima? Falências, desemprego? Aliás, nem sei se acredite nestas sondagens, é cada vigarice, digo, projecção!

    E depois, o nr de óbitos contraria a narrativa da pandemia! Acordem!

RESPONDER

A icónica tapeçaria "Guernica" de Picasso foi retirada da ONU. Rockfeller pediu-a de volta

A icónica tapeçaria "Guernica", de Pablo Picasso, foi retirada do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) onde estava há mais de 30 anos. A pintura “Guernica”, considerada uma das obras-primas de Picasso …

Este robô-tartaruga não precisa de circuitos eletrónicos para andar. Basta ar

O robô macio de quatro patas, criado por uma equipa da Universidade da Califórnia, não precisa de nenhum circuito eletrónico para funcionar. Os robôs macios têm captado a atenção dos cientistas e o mais recente, criado …

Norte-americano cria secretária para manter crianças seguras durante os tiroteios nas escolas

Um norte-americano desenvolveu uma secretária à prova de bala para assegurar um lugar seguro às crianças dos Estados Unidos em situações de tiroteio. Passaram três anos desde que, a 14 de fevereiro de 2018, Nikolas Cruz entrou …

A Cidade do México proibiu tampões menstruais com aplicador. Agora, as mulheres estão furiosas

A Cidade do México já tinha proibido outros objetos compostos por plástico, como é o caso de copos e palhinhas, mas agora foi mais longe e resolveu banir os tampões menstruais que contém aplicadores. No …

Benfica 2-0 Rio Ave | Águia volta a voar

O Benfica regressou às vitórias na Liga NOS, três jogos depois. A formação “encarnada” recebeu e venceu o Rio Ave por 2-0, com os dois golos apontados por Haris Seferovic e Pizzi numa segunda parte …

Criança de dois anos cai do 12º andar (mas acaba por ser salva por estafeta)

No passado domingo, em Honói, na capital do Vietname, um estafeta salvou a vida de uma criança de dois anos que caiu do 12° andar de um prédio. Nguyen Ngoc Manh é agora conhecido como …

Em França, livrarias e lojas de discos são agora "comércio essencial"

O decreto de lei do Governo francês, publicado na última sexta-feira, incluiu as livrarias e lojas de discos na lista do chamado "comércio essencial", podendo permanecer abertas em caso de confinamento. Em declarações à agência France-Presse, …

Icebergue maior que Nova Iorque parte-se perto de estação de investigação na Antártida

Um icebergue gigante partiu-se esta sexta-feira na plataforma de gelo de Brunt, na Antártida, perto de um posto de investigação do British Antartic Survey (BAS). O bloco de gelo, com 1.270 quilómetros quadrados, será ainda maior …

A Greenpeace está a atirar pedras gigantes para o Mar do Norte. Eis a razão

Na semana passada, a Greenpeace atirou pedras gigantes ao mar ao redor do Reino Unido. Esta ação faz parte do objetivo da organização de acabar com os barcos de pesca de arrasto no fundo do …

Deco avança para tribunal contra Apple por manipulação de desempenho dos iPhones 6

A Deco Proteste anunciou esta segunda-feira que avançou com uma ação judicial contra a Apple, acusando-a de práticas enganosas por ter manipulado os iPhones 6, 6 Plus, 6S e 6S Plus para se tornarem obsoletos …