Governo assegura que diminuição dos casos não decorre de menos testes

José Sena Goulão / Lusa

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales

O secretário de Estado da Saúde assegurou, esta segunda-feira, que a diminuição dos novos casos de infeção, registada nos últimos dias, não decorre de uma quebra no número de testes realizados.

“Na semana que findou, Portugal fez, em média, mais de 13.300 testes por dia, não há qualquer orientação para testar menos”, garantiu António Lacerda Sales, durante a habitual conferência de imprensa sobre a covid-19 em Portugal.

O secretário de Estado referia-se a uma norma publicada pela Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre o rastreio de contactos por covid-19, que prevê que deixe de ser obrigatório realizar testes aos contactos de alto risco com infetados.

No sábado, o semanário Expresso noticiou que “os contactos de alto risco deixam de ser testados” com esta norma, uma situação que a DGS negou no mesmo dia, assegurando que “não é verdade” que “Portugal vá reduzir o número de testes” e que a norma “exclua ou restrinja o universo de pessoas sujeitas à realização de testes”.

Lacerda Sales referiu o tema durante a sua intervenção inicial, afirmando que a nova norma mais não faz do que formalizar e normatizar aquilo que já eram os procedimentos habituais.

“A realização de testes a contactos de casos confirmados de covid-19 sempre dependeu e continua a depender da estratificação do risco efetuada pelas autoridades de saúde”, disse.

O governante considerou ainda que, apesar de ser uma ferramenta determinante, a eficácia a testagem é limitada se não houver, paralelamente, um trabalho de identificação de cadeias de transmissão, através de inquéritos epidemiológicos que permitam identificar e isolar os contactos.

Secretário de Estado emociona-se

Olhando para os dados mais recentes, que hoje apontam para a inexistência de óbitos registados no último dia, pela primeira vez desde 16 de março, António Lacerda Sales mostrou-se emocionado.

“Para nós é um motivo de grande satisfação, tem sido muito difícil nos últimos tempos. Queria dizer que estamos muito felizes que isto tenha acontecido”, afirmou, relembrando, porém, que é preciso continuar a olhar para os números com “cautela”.

“Temos analisado os números sempre com a maior cautela, sem euforias desmedidas quando a situação aparenta estar mais controlada, nem negativismos exacerbados quando as coisas não correm como gostaríamos”, sublinhou.

“Sabemos que continuamos a tomar as melhores decisões com base na melhor evidência científica disponível em cada momento e gerindo os recursos de que dispomos de forma proporcional, dinâmica e procurando sempre a melhor eficiência”, disse ainda.

O governante aproveitou a conferência de imprensa também para apelar novamente ao comportamento responsável dos portugueses, em particular, daqueles que estão neste momento de férias, sublinhando que “o sucesso coletivo continua a depender das ações individuais de cada um”.

Lacerda Sales revelou que, a 30 de julho, havia um total de 4195 profissionais de saúde infetados pelo novo coronavírus: 553 médicos, 1289 enfermeiros, 1227 assistentes operacionais, 166 assistentes técnicos, 129 técnicos superiores de diagnostico e tratamento e 831 outros profissionais. 3559 já recuperaram da doença.

Na mesma conferência de imprensa, o novo subdiretor-geral da Saúde, Rui Portugal, afirmou que as pessoas com contrato de trabalho que tenham de ficar em isolamento por terem contactado com infetados terão um certificado que lhes garante apoio da Segurança Social.

O responsável frisou que as pessoas que “vivem da economia informal” dependem dos municípios, a quem reconheceu o esforço que têm feito para “reter em isolamento” essas pessoas, “garantindo-lhes alimentação e algum rendimento base para pagar contas e o mínimo para um determinado bem-estar”.

O subdiretor-geral de Saúde frisou que o isolamento é “o instrumento mais forte” no combate à pandemia e que é possível “porque há uma solidariedade dos portugueses através da Segurança Social”, mas admitiu que o processo ainda é demasiado burocrático.

“Exige algum procedimento administrativo e burocrático, que tenderá a aliviar-se assim que consigamos automatizar alguns dos procedimentos que têm que ser feitos”, referiu.

Portugal regista, hoje, mais 106 novos casos de infeção em relação a domingo e nenhuma morte, segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o mesmo relatório da situação epidemiológica, desde o início da pandemia até hoje registaram-se 51.569 casos de infeção confirmados e 1738 mortes.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Inventou o ZX Spectrum e mudou o mundo. Morreu Clive Sinclair

O empresário britânico e inventor do computador doméstico ZX Spectrum, Clive Sinclair, morreu hoje aos 81 anos na sua casa, em Londres (Reino Unido), devido a doença prolongada, informou a filha ao jornal “The Guardian”. “Era …

Esta torre construída na Suécia não é gigante em altura, mas em sustentabilidade

Para além de ser feito de um material sustentável — fornecido por florestas locais com gestão consciente e transformado por uma serração nas proximidades, o Centro Cultural dispõe de múltiplas tecnologias que fazem dele mais …

Empresa canadiana debaixo de fogo por publicar anúncios de emprego destinados a não vacinados

Uma empresa de canoagem, sediada no Canadá, está debaixo de fogo depois de ter colocado anúncios de emprego destinados, exclusivamente, a pessoas não vacinadas contra a covid-19. "Por favor, NÃO se candidate se tiver tomado quaisquer …

Disparam ataques a jornalistas. Bruxelas insta países da UE a aumentar proteção

Os países da União Europeia (UE) foram instados por Bruxelas a tomar medidas para proteger os jornalistas, após um aumento no número de ataques a membros da imprensa. A Comissão Europeia exortou os governos a criarem …

Facebook e Google criticados por anúncios de "reversão do aborto"

O Facebook já veiculou anúncios de "reversão do aborto" 18,4 milhões de vezes desde janeiro de 2020, de acordo com um relatório do Center for Countering Digital Hate (CCDH), promovendo um procedimento "não comprovado, antiético" …

Líder militar dos EUA temeu que Trump iniciasse guerra nuclear com a China - e chegou a ligar aos chineses

As revelações aparecem em Peril, o novo livro de Bob Woodward e Robert Costa sobre os bastidores da Casa Branca. Trump já respondeu. O General Mark Milley, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA, …

França suspende 3.000 profissionais de saúde que recusaram vacina contra covid-19

A França suspendeu 3.000 profissionais de saúde sem remuneração por se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19, revelou o ministro responsável pela pasta, Olivier Véran. Segundo Véran, citado esta quinta-feira pelo Guardian, "várias dezenas" …

Austrália, Reino Unido e EUA assinam pacto de defesa para conter China

A Austrália, os Estados Unidos (EUA) e o Reino Unido anunciaram o "Pacto de Aukus", que visa frente às pretensões territoriais da China no Indo-Pacífico e envolverá a construção de uma frota de submarinos com …

Governo tem margem de 1600 milhões de euros nas negociações do Orçamento

Os dados são de um relatório do Conselho das Finanças Públicas, que deixa alertas para que o executivo não se estique muito no aumento da despesa e no corte à receita. Segundo escreve o Público, o …

Mundial de Futsal. Portugal esmaga as Ilhas Salomão por 7-0 e tem um pé nos oitavos

Portugal lidera o grupo C e pode garantir o apuramento caso Marrocos não perca contra a Tailândia. A seleção portuguesa de futsal, campeã europeia em título, somou hoje o segundo triunfo em dois jogos no grupo …