T2 de 150 a 600 euros. Medina promete rendas a metade do que definiu o Governo

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, vai apresentar um programa de rendas acessíveis com valores que são quase a metade dos que foram definidos pelo Governo no âmbito do Programa de Arrendamento Acessível (PAA).

Segundo escreve o jornal Público, que avança com a notícia esta quarta-feira, Medina quer ir mais além no que respeita às rendas acessíveis em Lisboa. O Programa de Renda Acessível (PRA) anunciado pelo município, que será apresentado esta quarta-feira, corta significativamente os preços máximos dos imóveis na capital.

O programa do Executivo (PAA), recorde-se, entrou em vigor há dois dias.

De acordo com o PRA do autarca, o programa que prevê a disponibilização de pelo menos seis mil casas, um T0 custará entre 150 e 400 euros, um T1 entre 150 e 500, um T2 entre 150 e 600 e os T3, T4 e T5 custarão entre 200 e 800 euros.

No caso da tipologia T2, o valor de 600 euros é quase metade do valor estabelecido como teto máximo (1150 euros) pelo Governo no seu plano. O preço máximo de renda no PAA pode variar entre 200 euros para tipologia T0 e 1.700 euros para T5.

O programa de Medina define ainda que a renda a pagar pela casa não deve representar um peso superior a 30% dos rendimentos disponíveis depois dos descontos. Esta percentagem diminui também de acordo com o número de filhos, descendo dois pontos percentuais por cada dependente do agregado familiar.

Outra das diferenças dos dois planos está relacionada com os donos dos imóveis. No PAA, o Governo concede benefícios fiscais aos senhorios que estejam dispostos a cobrar rendas 20% abaixo dos valores atuais do mercado. Por sua vez, o PRA opta por outro modelo: a câmara, através de construção própria ou em parceria com empresas privadas, coloca as casas para arrendamento, ficando a gestão das casas a cargo do município.

Na realidade, o plano de Medina não é novo. Na verdade, recorda o Público, o PRA foi anunciado já há quatros anos, mas nunca tinha ainda sido oficializado.

Segundo o diário, o Tribunal de Contas chumbou a primeira operação, na Rua de São Lázaro, por considerar que se tratava de uma parceria público-privada sem que isso fosse assumido formalmente pela autarquia. Numa nota enviada às redações sobre a apresentação do regulamento, explica o jornal, a câmara de Lisboa diz que decidiu investir mais na construção própria, garantindo que haverá casas do PRA entregues ainda este ano.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Este Medina anda sempre a prometer mas até agora não se viu nada. A não ser aquela história que nunca se percebeu muito bem da compra e venda do seu imóvel.

RESPONDER

A tecnologia usada na Bitcoin também está a ser usada para encontrar o amor

Várias dating apps (aplicações de encontros) estão a recorrer ao blockchain para que os seus utilizadores possam encontrar a cara-metade de uma forma mais segura e transparente. O Tinder é provavelmente a dating app mais usada …

Elon Musk quer enviar passageiros para o Espaço já no próximo ano

O bilionário Elon Musk, também fundador da fabricante de automóveis elétricos Tesla, fez um anúncio surpreendente: quer que pôr passageiros no Espaço já em 2020. “Isto pode soar totalmente louco, mas queremos tentar entrar em órbita …

Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho. A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado …

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …

Para os jovens refugiados, um telemóvel pode ser tão importante quanto comida ou água

Entre 2015 e 2018, mais de 200.000 jovens não acompanhados reivindicaram asilo na Europa. Muitos deles, agora na União Europeia, têm uma coisa em comum: os seus smartphones. Não são apenas ferramentas para entretenimento nem uma …

Cientistas observaram pela primeira vez porcos a usar ferramentas

Uma equipa de cientistas registou pela primeira vez uma família de javalis das Visayas, num jardim zoológico em Paris, a usar paus para cavar e construir ninhos. Os porcos não gostam só de chafurdar na lama …

Transição verde: o mundo tem muito a aprender com uma pequena cidade na Islândia

Uma pequena cidade no norte da Islândia tornou-se quase neutra em dióxido de carbono (CO2). Uma equipa de cientistas viajou até ao país insular nórdico para descobrir como podemos aprender com esta cidade. Atualmente, as cidades …