Medidas para o Natal conhecidas no sábado. Passagem de ano com todas as restrições

José Coelho / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, e o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O primeiro-ministro, António Costa, adiantou hoje que no sábado anunciará as medidas para o Natal “com as melhores condições possíveis”, mas avisou desde já que “a passagem do ano vai ter todas as restrições”.

“O Governo propôs ao Presidente da República, e o senhor Presidente da República aceitou que desta vez, quando anunciarmos a renovação do estado de emergência, possamos anunciar não só as medidas para a próxima quinzena como as medidas para a quinzena seguinte, ou seja, até 6, 7 de janeiro”, revelou hoje António Costa, em entrevista à rádio Observador.

Assim, de acordo com o primeiro-ministro, “é fundamental que as pessoas possam ter uma noção antecipada do que vai ser o Natal”, sendo esta semana decisiva para a decisão sobre essas medidas, que irá anunciar no próximo sábado.

“Vamos todos fazer o esforço para podermos ter o Natal com as melhores condições possíveis, mas logo a seguir, há uma coisa que posso antecipar desde já, é que a passagem do ano vai ter todas as restrições“, avisou o primeiro-ministro, “porque aí não pode haver qualquer tipo de tolerância”.

Presidente fala ao país na sexta e prolonga estado de emergência

Marcelo Rebelo de Sousa volta a fazer uma comunicação ao país esta sexta-feira, dia 4,  para renovar o estado de emergência, mas desta vez com uma inovação: o presidente quer preparar já a próxima renovação do estado de exceção em que o país vive, de 21 de dezembro a 4 de janeiro, por forma a incluir o período de Natal e de Ano Novo.

Embora o estado de emergência em vigor termine apenas no dia 8 de dezembro, o facto de essa data ser antecedida por uma ponte e um feriado leva a que o anúncio da sua renovação seja antecipado para o próximo dia 4.

Segundo o jornal Expresso, o objetivo é abrir espaço a que o Governo defina quanto antes as regras e restrições com que o país vai ter que contar durante as festas. Por outro lado, ao antecipar a decisão, Marcelo fica mais livre para anunciar a recandidatura à presidência da República. O anúncio deverá acontecer por meados do mês.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Vacinar é muito urgente, o vírus é muito perigoso, mas o processo de vacinação vai ser feito nas calmas durante todo o próximo ano, não sendo sequer obrigatório, mas as máscaras vão continuar a ser obrigatórias mesmo não sendo sempre eficazes. O estado de emergência também vai sendo imposto no próximo ano de tempos a tempos.
    Ora por aqui se vê as contradições inerentes ao Covid-19 bastante notórias na abordagem que lhe fazem. Negócio bem montado realmente.
    Os grandes laboratórios internacionais são quem impõe a nova ordem mundial!
    Depois dizem que são teorias da conspiração e coiso e tal!

    • As teorias da conspiração foram evoluindo mais ou menos assim durante a pandemia:
      – Os chineses inventaram isto para comprar as empresas europeias e americanas
      – Isto foi inventado pelas elites para reduzir a população mundial
      – Isto foi tudo uma cabala das farmacêuticas

      Tudo isto é uma palermice. Questiono que espécie de pessoa se deixa levar por estas pseudoteorias da treta. Nem vale a pena explicar as razões que levam a que nenhuma “cole” com a realidade. É demasiado ridículo.

  2. A verdade é que a vacina nem sequer obrigatória vai ser o que mostra bem que o vírus não é tido como perigoso o suficiente. Mas o estado de emergência e a máscara são para manter durante todo o próximo ano.
    Há que alimentar os grandes loobys internacionais do mundo da saúde.
    O PIB da Pfizer por exemplo é maior que o de Portugal.
    Depois dizem que são teorias da conspiração e coiso e tal.

RESPONDER

Vacinação de crianças divide peritos. Mas sem a inoculação dos mais novos a imunidade pode não chegar

Na sexta-feira, a Direção-Geral de Saúde anunciou que recomenda que a vacinação contra a covid-19 de jovens dos 12 aos 15 anos com comorbilidades. No entanto, o tema está a gerar controvérsia e divide opiniões …

Governo com margem política para abdicar de 15% do Novo Banco

Em 2022, o Governo tem margem política para abdicar do direito de entrar como acionista no Novo Banco (NB), inicial­mente com uma participação de mais de 2%, mas que pode subir a 15%. Para já, nem …

Tóquio2020. Biles renuncia também às finais de salto e barras assimétricas

A ginasta norte-americana Simone Biles, que renunciou à final do concurso geral individual dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, também não vai participar das finais de domingo de salto e barras assimétricas, informou esta sexta-feira a Federação …

Governo não pediu parecer à CNPD sobre as "bodycams" em polícias. Método vai "aumentar a transparência"

A proposta da nova lei da videovigilância, que vai permitir que os polícias passem a usar câmaras nos uniformes, já foi aprovada em Conselho de Ministros, mas ainda não chegou ao Parlamento. Também não foi …

Marcelo reuniu com Lula, mas não revela o teor da conversa. Presidente diz que visita é apenas de cariz cultural

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse sexta-feira à chegada a São Paulo que a cultura tem um "papel fundamental" na convergência entre Portugal e o Brasil, rejeitando que a agenda alargada de …

PSP abre processos disciplinares por uso indevido de farda em manifestação

A PSP abriu processos disciplinares, por uso indevido e incorreto do uniforme, a agentes que participaram em 21 de junho, em Lisboa, numa manifestação organizada pelo Movimento Zero, confirmou esta sexta-feira à Lusa o porta-voz, …

Por onde passou o caminho bíblico da Judeia a Edom? Cientistas encontram respostas

Por onde passava o caminho bíblico que ligava o reino de Judeia à nação vizinha de Edom? Um novo estudo dá novas pistas sobre o possível percurso da estrada. Os investigadores israelitas sugerem que havia, pelo …

PCP diz que acusação a grupos hospitalares privados por acordo anticoncorrencial evidencia "cartelização"

O PCP considerou esta sexta-feira que a acusação da Autoridade da Concorrência a cinco grupos hospitalares privados por acordo anticoncorrencial, confirma a “prática parasitária e de cartelização” destes grupos, que fazem “da doença um negócio”. O …

Ensino Superior. Vagas voltam a aumentar com Porto, Lisboa e Aveiro na frente

O concurso nacional de acesso ao ensino superior volta a registar um aumento do número de vagas, segundo dados divulgados este sábado, que mostram Lisboa, Porto e Aveiro com o maior crescimento. Depois de, no ano …

Os pterossauros conseguiam voar assim que eclodiam dos ovos

Os pterossauros tinham asas suficientemente longas e ossos suficientemente fortes para conseguirem sustentar o voo depois de eclodirem. Uma equipa de cientistas da Universidade de Portsmouth, no Reino Unido, descobriu que os pterossauros recém-nascidos seriam capazes …