Médicos russos infetados serão indemnizados. Mas só depois de averiguada a sua “percentagem de culpa”

Alejandro Garcia / EPA

As autoridades de São Petersburgo, na Rússia, comprometeram-se a pagar uma indemnização aos médicos infetados com o coronavírus, mas somente após verificarem o nível de responsabilidade na infeção.

De acordo com o Moscow Times, as autoridades comprometeram-se a um pagamento de riscos que varia de 300 mil rublos (cerca de 3.650 euros) e um milhão de rublos (aproximadamente 11.620 euros), dependendo da gravidade da infeção, aos médicos que lutam contra a Covid-19.

Contudo, segundo informou um decreto do departamento de Saúde de São Petersburgo, datado de 27 de abril, esses valores só serão pagos depois que uma comissão fizer uma investigação de cinco dias para determinar o grau de responsabilidade dos médicos no contágio por Covid-19.

A comissão é obrigada a determinar “a culpa do trabalhador médico (percentagem) e a sua justificação” antes de decidir este deve receber a remuneração. Os fatores que influenciam o percentual de culpa incluem violações dos medidas sanitárias, condições insalubres de trabalho, falta de ventilação adequada ou de equipamento de proteção.

Ao contrário de Moscovo, onde as mortes por Covid-19 são registadas independentemente das doenças associadas, as estatísticas oficiais de São Petersburgo apenas contam a Covid-19 como causa de morte se o paciente não tiver outras doenças, informou na sexta-feira o site de notícias Fontanka.ru.

“O mesmo método será aplicado aos médicos”, indicou um representante da administração de São Petersburgo, que falou em anonimato, referindo-se ao programa de compensação.

Cerca de 250 médicos, paramédicos e enfermeiros de São Petersburgo contraíram a Covid-19 – metade dos quais são em contexto de trabalho – e oito morreram. Um registo não oficial criado por colegas lista aponta para 11 médicos mortos após contrair a doença.

São Petersburgo já registou 5.346 casos de coronavírus desde o início do surto.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A responsabilidade deles, a primeira serem profissionais de saúde e terem que cumprir o seu dever profissional, a segunda, provavelmente as enormes faltas de meios e qualidade dos serviços com que se debatem e que certamente a culpa não será deles. Leis de um país totalitário!

RESPONDER

Após "humilhação" frente ao Ajax, Sporting abre caça a novo reforço

O Sporting tem apenas quatro jogadores para a posição de defesa-central. Rúben Amorim vai ter de esperar pelo mercado de inverno para trazer um reforço. As opções para o trio de centrais do Sporting são escassas. …

"Tempestade perfeita" ajuda a explicar "descontrole" nos preços da luz (mas as eléctricas deixam uma promessa)

Os preços da electricidade no mercado de energia atingiram, neste mês de Setembro, um valor recorde e estão "completamente descontrolados" numa altura em que se formou o que os especialistas dizem ser uma "tempestade perfeita". …

Bolsonaro garante que irá à Assembleia Geral da ONU mesmo sem estar vacinado

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, que recusa vacinar-se contra a covid-19, afirmou que participará ainda assim na Assembleia Geral da ONU, na próxima semana, em Nova Iorque, onde deverá ser exigido um certificado de vacinação. "Estarei …

PCP e Bloco defendem que há mais vida além do défice (e exigem "resposta aos problemas sociais")

A frase é de Jorge Sampaio, mas PCP e Bloco de Esquerda têm defendido a mesma ideia a cada oportunidade: há mais vida além do défice e combater as consequências económicas, sociais e financeiras da …

Roma ganhou por 5-1 mas Mourinho avisa: "Temos de falar com São Pedro"

Estreia dos italianos na fase de grupos Liga Conferência Europa da UEFA terminou com goleada sobre o CSKA Sofia mas, mesmo assim, o treinador da Roma não gostou do que viu. Nuno Espírito Santo e José …

Patrões querem testes obrigatórios nas empresas (com trabalhador a cobrir os custos)

António Saraiva, líder da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), defende a criação de legislação que obrigue os trabalhadores a serem testados à covid-19. Em declarações à Renascença, o líder do CIP conta que há empresas com …

Uma cidade romana submersa renasce na Turquia

Uma parte submersa da antiga cidade romana de Augusta ressurgiu depois de o nível da água do lago Seyhan ter descido devido à seca em Adana, no sul da Turquia. A cidade foi fundada por Tibério, …

Apoio a pais de crianças em isolamento profilático mantém-se a 100%

Os pais de crianças que têm de ficar em isolamento profilático têm direito a subsídio pago. A regra é válida para crianças menores de 12 anos. O subsídio pago aos trabalhadores que têm de ficar em …

Barbosa Ribeiro, que não quer ser o Rei Sol, distribuiu álcool gel para "desinfetar" a Câmara

Tiago Barbosa Ribeiro, candidato socialista à Câmara Municipal do Porto, rejeita a ideia de que não é muito conhecido, afasta a ambição de querer ser o "Rei Sol" e admite ficar na Invicta nos próximos …

Coronavírus: há 21 mil anos a causar pandemias

Os coronavírus só foram identificados como distintos dos vírus da gripe nos anos 60 do século passado, e neste houve apenas duas pandemias de coronavírus —  MERS e SARS — registadas antes da atual, mas …