Medir a temperatura a funcionários e controlar a lotação: as recomendações para os Centros Comerciais

martinrp / Flickr

Já há várias medidas esperadas, como a utilização de equipamentos de proteção, mas a Associação Portuguesa de Centros Comerciais juntou mais algumas recomendações.

A Associação Portuguesa de Centros Comerciais lançou um guia completo sobre os cuidados a ter em conta aquando da reabertura destas superfícies comerciais, depois de, esta quarta-feira, os Centros Comerciais terem pedido para reabrir mais cedo.

A associação estipulou, num documento de 17 páginas, algumas orientações, quer para clientes, quer para funcionários. Além dos equipamentos de proteção individual e da frequente higienização e desinfeção dos espaços e das mãos, juntam-se outros pormenores como, por exemplo, a medição corporal a funcionários ou o fim dos espaços de brincadeira para as crianças.

O Observador dá conta de que a lotação deverá ser ajustada a uma ocupação máxima de cinco visitantes por cada 100 m2 de área e a distância entre pessoas deverá ser de 2 metros. O Centro Comercial deverá também informar os visitantes sobre a permanência pelo tempo estritamente necessário no interior.

Deverá ser constituída uma equipa que tem por missão fazer cumprir o Plano de Contingência; medir a temperatura corporal dos funcionários; cumprir e fazer cumprir as regras de Saúde e Higiene no trabalho e disponibilizar uma sala higienizada para resguardo eventual de casos suspeitos.

Segundo o documento, as portas devem manter-se abertas e deve também haver diferenciação física entre entradas e saídas do Centro Comercial. Diretórios e outras formas de comunicação interativa, assim como equipamentos lúdicos para crianças e playgrounds, devem ser restringidos ou até mesmo encerrados.

Nas áreas de restauração, devem ser consideradas as regras de utilização definidas especificamente para estes espaços com a anulação lugares sentados, de modo a cumprir o distanciamento social de 2 metros e conforme definido na Orientação 023/2020 da DGS.

Esta quarta-feira, a Associação Portuguesa de Centros Comerciais defendeu a reabertura das suas lojas já na próxima segunda-feira, sustentando que podem dar “um contributo fundamental para a retoma da economia”.

Em comunicado, a APCC considera que “as regras que o Governo definiu para a reabertura do comércio – nomeadamente o comércio não alimentar e a restauração – devem aplicar-se também a todos os lojistas dos centros comerciais já a 18 de maio, tal como aconteceu na fase 1 do Plano de Desconfinamento”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cavani: brasileiros com milhões... mas pessimistas

O Grémio estabelece quatro parcerias para contratar o uruguaio. No entanto, a direção do clube não acredita que Cavani se vai mudar para Porto Alegre. "Na vida, se não conversas, nada sabes. Até pode surgir uma …

Ministério da Saúde indiano sem dados sobre médicos que morreram de covid-19. Associação fala em 382 óbitos

Depois de o Ministério da Saúde indiano ter afirmado esta semana que o não dispõe dos dados sobre os profissionais de saúde que morreram devido à covid-19, a Associação Médica do país publicou uma lista …

Chega apresenta proposta que prevê castração química para pedófilos

O projeto de revisão constitucional do Chega, entregue hoje no parlamento, prevê a remoção dos órgãos genitais a criminosos condenados por violação de menores, algo que em si mesmo encerra dúvidas de conformidade com a …

Fluminense: as derrotas pós-Evanilson e as quatro ausências de Fred

O reforço do FC Porto deixou a equipa brasileira que, desde essa transferência, contabiliza mais derrotas do que vitórias. A instabilidade de Fred não ajuda. Portugal continua mais atento ao Flamengo do que ao Fluminense, mesmo …

MP suíço pede 28 meses de prisão para presidente do PSG e 3 anos para Valcke

O Ministério Público suíço pediu, esta terça-feira, uma pena de 28 meses de prisão para Nasser Al-Khelaïfi, presidente do Paris Saint-Germain, e de três anos para Jérôme Valcke, antigo número dois da FIFA. Trata-se dos primeiros …

Empresa japonesa cria lâmpada UV inócua para humanos que inativa coronavírus

Uma empresa japonesa desenvolveu uma lâmpada de radiação ultravioleta que inativa o novo coronavírus, recorrendo a um comprimento de onda que um estudo científico diz ser inócuo para os seres humanos. A lâmpada Care 222 foi …

Trump pede à ONU atribuição de sanções à China por ter "ocultado factos relevantes"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, exortou hoje as Nações Unidas a “pedirem responsabilidades à China” pela sua atuação na fase inicial da expansão da pandemia de covid-19. Na sua intervenção durante o debate geral da …

Há um "clima de medo e insatisfação" nas Forças Armadas, diz Associação de Sargentos

O presidente da Associação Nacional de Sargentos (ANS), Lima Coelho, disse à Rádio Renascença que se vive um "clima de medo e insatisfação nas Forças Armadas", que inclui ameaças, avaliações injustas, demora excessiva das reclamações …

Teletrabalho e questões ambientais são prioridade para o PS no início da sessão legislativa

A líder parlamentar do PS afirma que duas das principais prioridades da sua bancada no início da presente sessão legislativa vão passar pela regulamentação do teletrabalho e pela aprovação de uma lei de bases do …

Justiça alemã abre novo inquérito contra suspeito do desaparecimento de Maddie

A justiça alemã abriu um novo inquérito contra o principal suspeito do desaparecimento de Maddie McCann, relativo à violação de uma jovem irlandesa, em 2004, anunciou, esta terça-feira, o procurador de Brunswick. "Posso confirmar que investigamos …