Vereadora crítica da intervenção do Exército no Rio de Janeiro foi assassinada

jeso.carneiro / Flickr

A vereadora brasileira Marielle Franco

A vereadora da câmara do Rio de Janeiro, conhecida por fazer duras críticas à intervenção do Exército na cidade, foi morta a tiro na noite desta quarta-feira.

A vereadora do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), Marielle Franco, foi assassinada, esta quarta-feira à noite, com quatro tiros na cabeça, quando seguia no banco traseiro de um automóvel.

A vereadora de 38 anos era conhecida por fazer duras críticas à atuação da Polícia Militar e da intervenção do Exército na segurança do Rio de Janeiro. Segundo o jornal Público, as autoridades acreditam que se possa tratar de um caso de assassínio político.

Marielle Franco tinha acabado de sair de uma sessão sobre o papel das mulheres negras na sociedade brasileira quando foi atingida. O condutor, Anderson Gomes, de 39 anos, também foi morto. Uma assessora que também seguia no veículo, Fernanda Chaves, sofreu ferimentos ligeiros provocados pelos estilhaços.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou que o ataque foi feito por atiradores que estavam noutro automóvel e que dispararam indiscriminadamente e fugiram sem roubar nada.

A política era uma conhecida ativista em defesa dos direitos humanos, especialmente das mulheres negras, e foi a quinta mais votada nas eleições de 2016 para o Conselho do Rio de Janeiro.

Socióloga de 38 anos, originária das favelas de Maré, uma das áreas mais violentas da cidade, era a relatora da comissão da Câmara de Vereadores do Rio criada para fiscalizar as operações policiais no âmbito da intervenção militar.

O crime ocorreu quase um mês depois do Presidente Michel Temer ter decretado uma intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro para combater a onda de violência nesta cidade brasileira que, no ano passado, causou quase sete mil mortes.

“Não podemos descartar a hipótese de crime político, ou seja, uma execução. Marielle tinha acabado de denunciar a ação brutal e truculenta da PM na região do Irajá, na comunidade de Acari. Além disso, as características do crime com um carro emparelhando com o veículo onde estava a vereadora, efetuando muitos disparos e fugindo em seguida reforçam essa possibilidade. Por isso, exigimos apuração imediata e rigorosa desse crime hediondo. Não nos calaremos!“, pode ler-se numa nota publicada no site do PSOL, citada pelo Público.

“É com profundo pesar que lamentamos o brutal assassinato da vereadora Marielle Franco, cuja honradez, bravura e espírito público representavam, com grandeza inigualável, as virtudes da mulher carioca. A sua trajetória exemplar de superação continuará a brilhar como uma estrela de esperança para todos que, inconformados, lutam por um Rio culto, poderoso, rico, mas, sobretudo, justo e humano”, declarou o prefeito Marcelo Crivella.

ZAP // EFE

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Texto recentemente traduzido revela segredos sobre "poderes sobrenaturais" dos samurais

Um texto samurai recentemente traduzido - designado "Doze Regras da Espada" - revela os segredos de uma escola onde ensinavam a combater espadas, que desenvolveu e dominou determinada técnica que parecia fornecer aos seus praticantes …

Jesus orientou primeiro treino no Flamengo, pediu compromisso e deu lição

O treinador português Jorge Jesus iniciou hoje a ‘aventura’ na equipa de futebol do Flamengo, pedindo aos jogadores “compromisso” em prol do conjunto do Rio de Janeiro, antes de orientar o primeiro treino dos ‘rubro-negros’. “O …

Maher e Safa deixaram sonhos para trás. Mas reencontraram a paz em Portugal

Os sonhos de Maher e de Safa ficaram adiados com a guerra na Síria, mas reencontraram a paz em Portugal, onde residem há dois anos ao abrigo de um programa de acolhimento de refugiados. É no …

São Francisco poderá ser a primeira cidade a proibir venda de cigarros eletrónicos

Se esta decisão for aprovada pela FDA, São Francisco vai tornar-se a primeira cidade a banir a venda de cigarros eletrónicos. De acordo com o Observador, a Câmara de Supervisores de São Francisco, nos EUA, aprovou uma …

Nunca houve tantos deslocados no mundo. São mais de 70 milhões

Um novo recorde foi quebrado no mundo em 2018, com 70,8 milhões de pessoas deslocadas das suas casas ou dos seus países, devido às guerras ou perseguições, anunciou esta quarta-feira as Nações Unidas. O relatório anual …

A monogamia foi inventada pelas mulheres (e o casamento, pelos homens)

A poligamia é natural no ser humano e a monogamia foi criada por imposição para a mulher, diz o investigador português Rui Diogo, que usa a ciência e a história para explicar a relação entre …

Morreu o DJ Zdar do duo electrónico Cassius. Caiu da janela de um prédio em Paris

O músico, produtor e DJ francês Philippe Cerboneschi, mais conhecido por Zdar, morreu aos 50 anos após ter caído da janela de um apartamento em Paris. O seu agente confirmou a "queda acidental" sem revelar …

PS quer o Estado a pagar licença sabática aos portugueses para voltarem a estudar

A criação de uma licença sabática para qualificar trabalhadores e um sistema de prémios e penalizações para combater a desigualdade salarial são medidas que o PS inclui no seu projecto de programa eleitoral. O director do …

Putin reconhece: as condições de vida dos russos pioraram nos últimos anos

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, admitiu esta quinta-feira que as condições de vida no país pioraram nos últimos anos, mas assegurou que as autoridades russas trabalham para reverter essa tendência, e enumerou os primeiros …

Marcelo, o "verdadeiro professor", é estrela em promo de La Casa de Papel

O novo vídeo promocional de La Casa de Papel tem um protagonista improvável. Marcelo Rebelo de Sousa, ou, na verdade, uma imitação do Presidente da República, faz uma chamada para a inspetora Raquel. Na chamada telefónica, …