Entre elogios aos debates, Marcelo diz que tenciona continuar a comer carne

José Sena Goulão / Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República elogiou o nível e o civismo dos debates políticos na pré-campanha eleitoral e considerou que, com “tantas possibilidades de escolha” e empenhamento dos partidos, só se pode esperar uma menor abstenção.

“Tenho acompanhado a campanha, não me pronuncio, tenho estado rigorosamente silencioso, como devo estar, mas tenho apreciado a campanha, tenho apreciado o nível dos debates, muito serenos, mesmo quando veementes e demonstrando quando as suas opiniões são muito diversas, com uma civilidade, com uma urbanidade, com um respeito entre os representantes das várias forças políticas”, elogiou Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República considerou ainda que os debates têm tido “uma preocupação de esclarecer, tocando todos os pontos“, acrescentando que “não há praticamente nenhum domínio que não tenha sido tratado: político, económico, social, educativo e mesmo cultural”.

Marcelo falava aos jornalistas à saída de um espetáculo de dança da Companhia Paulo Ribeiro, “Last”, no Teatro Viriato em Viseu, a quem atribuiu o título de membro honorário da Ordem de Mérito, a propósito do 20.º aniversário que assinala este ano.

“Como é uma pré-campanha muito longa, ainda haverá a campanha eleitoral, isto dá aos portugueses uma oportunidade, com tantas possibilidades de escolha, para mostrarem que estão empenhados e que querem votar e, nesse sentido, a abstenção ser claramente inferior àquela que foi a abstenção nas eleições Europeias. Espero que haja aqui um grau de participação superior à participação nas eleições de maio”, disse.

Questionado sobre o veto à alteração da lei relativa à procriação medicamente assistida, em consequência de o Tribunal Constitucional (TC) ter declarado inconstitucional duas normas do diploma, Marcelo Rebelo de Sousa justificou que “quando o TC considera que há inconstitucionalidade o Presidente veta, é o chamado veto por inconstitucionalidade“.

“Este veto é uma consequência de o TC ter entendido que as minhas dúvidas tinham razão de ser e, portanto, eu devolvi à Assembleia da República para na próxima legislatura, se o quiser, e provavelmente quer, reponderar, reapreciar, e ajustar a lei àquilo que é a posição do TC”, explicou.

Sobre outros temas da atualidade, como a demissão do secretário de Estado da Proteção Civil, Artur Neves, no âmbito de uma investigação ao projeto “Aldeias Seguras”, o Presidente da República diz que “não se pronuncia” e que se limitou a “aceitar o pedido de demissão de um membro do Governo sob a proposta do senhor Primeiro Ministro“.

Antes de se dirigir para o Teatro Viriato, Marcelo jantou na Praça da República onde está, até domingo, um restaurante a céu aberto com a presença de vários chefs, entre eles quatro com estrelas Michelin, dentro da iniciativa da Festa das Vindimas.

Aos jornalistas, o Presidente da República admitiu que não se lembra do que comeu, uma vez que provou cinco pratos de doces e cinco de salgados, porque havia cinco chefs na iniciativa e não se pronunciou diretamente sobre se concorda com a posição da Universidade de Coimbra de retirar a carne de vaca das ementas das cantinas.

“Com a idade come-se cada vez menos carne, mas tenciono continuar a comer carne, nomeadamente carne de vaca, isso tenciono”, assumiu Marcelo Rebelo de Sousa que marca presença esta sexta-feira em Lamego, no Centro de Tropas de Operações Especiais e, ao final do dia, em Vila Real, na sessão solene de entrega do prémio D. Diniz 2019.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. ELOGIO AOS DEBATES????
    PUDERA A DIRECTORA DE INFORMAÇÃO UMA FAMILIAR DE COSTA MODEROU O DEBATE E ASSIM BENEFICIOU COSTA…
    POIS INTERROMPEU OS JORNALISTAS QUE FAZIAM AS PERGUNTAS AO COSTA ETC….
    É ISTO A DEMOCRACIA?
    HOJE HÁ CENSURA NOS CANAIS DE TELEVISÃO E COMUNICAÇÃO SOCIAL, POIS ASSIM COMEÇA UMA DITADURA…
    POVO ACORDEM, ESTAMOS NUM CAMINHO PARA O ABISMO…

RESPONDER

Défice está a agravar-se. Medidas contra a pandemia custaram 660 milhões ao OE

O défice orçamental em abril agravou-se em 341 milhões de euros, quando comparado com o mesmo mês do ano passado. Os impactos da pandemia de covid-19 já se estão a fazer sentir. De acordo com os …

Equipas da I Liga vão poder fazer cinco substituições até ao final da época

As equipas da I Liga vão poder fazer cinco substituições e ter nove jogadores suplentes nos restantes encontros da edição 2019/20, anunciou a Liga de clubes. "No remanescente da época desportiva 2019/20, os clubes devem designar …

António Costa avisa TAP. Plano de rotas "não tem credibilidade"

O primeiro-ministro considera que a Comissão Executiva da TAP tem o dever legal de "gestão prudente" e "não tem credibilidade" um plano de rotas sem prévia informação sobre a estratégia de reabertura de fronteiras de …

Acordo iminente entre FC Porto e PSG por Alex Telles. Dragões encaixam 25 milhões

O desportivo A Bola garante esta quarta-feira que está praticamente alcançado o acordo para a para a transferência de Alex Telles do FC Porto para o PSG. De acordo com o jornal, o negócio que levará …

Líder do CDS não descarta coligações com o Chega (nem apoio a Marcelo nas Presidenciais)

Francisco Rodrigues dos Santos disse, esta quarta-feira, que os "partidos à direita do PS" devem ter as mesmas ferramentas que a geringonça. Por esse motivo, não descarta coligações com o Chega. Numa entrevista à TSF, o …

Sem contrato com Estado, CP só tem dinheiro até junho

A CP - Comboios de Portugal enfrenta dificuldades de liquidez, não só por causa do impacto económico da pandemia, mas também porque o Estado ainda não pagou a respetiva compensação anual pelo serviço público prestado. De …

Encontradas ruínas de uma cidade chinesa construída há 5.300 anos

As ruínas de uma antiga cidade chinesa com 5.300 anos foram encontradas por uma equipa de investigadores. A descoberta revela um planeamento urbano sem precedentes. Uma equipa de investigadores encontrou as ruínas de uma antiga cidade …

Twitter coloca alerta de "verificação de factos" em publicações de Donald Trump

O Presidente dos Estados Unidos rejeitou na terça-feira a interferência do Twitter na "liberdade de expressão" que a rede social exerceu diretamente contra um texto publicado, através do novo processo de verificação de mensagens. "O Twitter …

PSP detém dois polícias suspeitos de integrar grupo criminoso violento

Dois polícias foram detidos numa operação que a PSP está a realizar, esta quarta-feira, em várias zonas do país, em particular em Lisboa e em Setúbal, no âmbito de uma investigação sobre um grupo criminoso …

Queda de 7% do PIB e desemprego nos 10%. As previsões do Governo divulgadas aos partidos

Queda de 7% no PIB, défice de 6,5% e taxa de desemprego a atingir os 10%. Estas são as previsões macroeconómicas do Governo, que continuou esta terça-feira a ronda com os partidos com assento Parlamentar. …