Marcelo sugere medidas experimentais de apoio à comunicação social em 2020

PR / Lusa

O Presidente da República defendeu esta terça-feira que “é tempo de acordar para uma responsabilidade dos poderes públicos” face à crise da comunicação social e sugeriu que em 2020 se apliquem, pelo menos, medidas de apoio experimentais.

Marcelo Rebelo de Sousa falava na sessão de encerramento da Conferência sobre Financiamento dos Media, promovida pelo Sindicato dos Jornalistas, em resposta a um apelo seu e com o seu patrocínio, no Palácio da Cidadela, em Cascais.

“É tempo de acordar para uma responsabilidade dos poderes públicos, mais não seja, em 2020, de modo inicial, experimental, tentativo, à espera da estratégia que não existe e de uma visão de conjunto para os anos seguintes”, afirmou.

Numa intervenção de cerca de vinte minutos, o chefe de Estado insistiu que o Estado deve atuar face à situação do setor da comunicação social, pela sua importância para a democracia, dando como exemplos medidas aplicadas noutros países europeus, como a “supressão ou redução de IVA” ou a “redução de custos de serviços postais”.

Contudo, apelou também à ação por parte dos cidadãos, argumentando: “Ou a sociedade civil age ou os poderes públicos não sentirão a premência em agir, porque é eterna a invocação de limites orçamentais, limites esses mais evidentes para domínios sociais sensíveis para o comum dos cidadãos, da saúde à segurança, do combate à pobreza à educação”.

“Tudo o que a sociedade civil possa, portanto, lançar, animar, suscitar, desde a reorganização de grupos de media com ou sem estrutura fundacional, à mobilização do mecenato para assinaturas ou estímulos e apoios à comunicação social, e desde logo à leitura, passando por ação cívica com incidência no sistema tributário ou solidariedades transversais em campanhas públicas é bem-vindo”, considerou.

Marcelo Rebelo de Sousa falou também em “novos modelos de comunicação social digital, a merecer compromisso estável de apoio por parte de fundações de referência”.

Dirigindo-se àqueles “que pensam que escapam à crise e aos seus efeitos de toda a ordem”, o Presidente da República disse-lhes que “não escaparão”, mais tarde ou mais cedo.

Pela sua parte, prometeu não cometer “o erro de se calar, de fingir que não há crise” na comunicação social, nem “de aderir à inércia de tomar como natural a omissão da sociedade civil e dos poderes públicos” e, pelo contrário, continuar “a suscitar o tema, sempre, e a apoiar todas, mas mesmo todas, as vias complementares de sua superação”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Um disparate". Presidente nega envolvimento na vinda de Juan Carlos para Cascais

O Presidente da República afirmou que “qualquer pessoa minimamente inteligente e sensata” perceberia que o chefe de Estado não se poderia envolver na questão do rei emérito de Espanha, classificando essa ideia como um "disparate". Em …

Plano do hidrogénio vai sair "muito caro" aos portugueses

Os fundadores da Tertúlia Energia defendem que o plano do hidrogénio do Governo tem várias lacunas e vai custar "muito caro" aos consumidores portugueses. Num artigo publicado no jonal ECO, os fundadores da Tertúlia Energia, Abel …

Governo vai lançar plano para salvar empresas em dificuldades (e perdoar juros ao Fisco)

O Governo vai lançar um plano para salvar empresas viáveis que será um novo mecanismo temporário para ajudar empresas que se encontrem em situação económica difícil ou em insolvência devido à pandemia. O plano, que se …

Fábio Silva a prazo no Dragão. Avançado deverá sair por 40 milhões

Fábio Silva deverá abandonar o FC Porto dentro dos próximos dias. O jovem avançado permitirá um encaixe de 40 milhões de euros para os cofres portistas. A saída de Fábio Silva do FC Porto parece praticamente …

"Há filhos e enteados?". Marques Mendes arrasa decisão "inacreditável" de realizar festa do Avante

Luís Marques Mendes criticou este domingo a realização da festa do Avante, considerando "inacreditável" que a habitual festa comunista seja realizada no atual contexto da pandemia de covid-19 em Portugal. No seu habitual espaço de …

Varandas só tem espaço para 24 jogadores. Metade será de Alcochete

Com o intuito de reduzir custos, o presidente sportinguista, Frederico Varandas, diz que quer um plantel com 24 jogadores para a próxima época. Cerca de metade são produtos de Alcochete. Frederico Varandas pretende encurtar o plantel …

Duas demissões no Governo do Líbano. Porto de Beirute ficou com cratera de 43 metros após explosões

Duas demissões no Governo do Líbano foram anunciadas nas últimas horas depois da explosão no porto de Beirute que provocou pelo menos pelo menos 158 mortos, 6.000 feridos e dezenas de desaparecidos. A ministra da …

Benfica na corrida por Jan Vertonghen

A SAD encarnada está disposta a fazer alguns esforços pela contratação do futebolista belga que, neste momento, se encontra sem clube e a passar férias em Portugal. De acordo com o jornal Record, depois de a …

Bloco revela os três pilares da negociação do OE2021

O Bloco de Esquerda revelou os seus três pilares fundamentais da negociação para o Orçamento do Estado para 2021. O PCP e o PAN não abriram jogo, enquanto o PEV garante que ainda não foi …

Félix da Costa é campeão mundial de Fórmula E: "Estive perto de desistir"

O piloto português António Félix da Costa (DS Techeetah) sagrou-se hoje campeão mundial de Fórmula E, competição para carros elétricos, ao ser segundo classificado na oitava jornada da competição, em Berlim. Partindo do segundo lugar da …