Marcelo pediu “relatórios” sobre situação dos imigrantes em Odemira

Mário Cruz / Lusa

O Presidente da República está à espera de “relatórios” sobre a situação laboral e epidemiológica dos imigrantes em Odemira e, em junho, fará uma Presidência Aberta no Alentejo.

De acordo com o semanário Expresso, Marcelo Rebelo de Sousa pediu às suas assessorias que fizessem “relatórios” com dados sobre a situação laboral e epidemiológica dos imigrantes que vivem e trabalham no concelho de Odemira, no distrito de Beja. Mal os receba, falará com o primeiro-ministro, confirmou o jornal.

Além disso, o chefe de Estado, que já tem uma visita marcada ao Minho, está também a preparar uma Presidência Aberta no Alentejo, no mês de junho, o que lhe permitirá reavaliar a situação.

Segundo o semanário, o Presidente deu instruções, esta segunda-feira, à sua Casa Civil para ajudar a desbloquear o confronto entre Governo e privados, no âmbito da requisição civil do complexo turístico ZMar Eco Experience, para alojar pessoas em confinamento obrigatório ou permitir o seu isolamento profilático.

O Ministério da Administração Interna (MAI), tutelado por Eduardo Cabrita, terá dado instruções para bloquear a entrada no local do advogado dos privados que contestam a requisição das suas casas. O Expresso escreve que “Marcelo pôs o Chefe da sua Casa Civil a explicar ao MAI que tinha de se desbloquear o acesso por estar em causa um advogado”.

O ZMar Eco Experience tem um total de 260 habitações, das quais cerca de 100 são do complexo e as outras 160 são particulares. Esta segunda-feira, o bastonário da Ordem dos Advogados, Luís Menezes Leitão, veio defender que a requisição temporária do Zmar não podia abranger casas privadas, sob pena de violar a Constituição.

As autoridades já identificaram em Odemira um total de 22 situações de alojamento de trabalhadores agrícolas com deficiências, por falta de salubridade ou por sobrelotação, revelou esta segunda-feira o autarca José Alberto Guerreiro.

O SEF revelou também que tem a decorrer 32 inquéritos em diversas comarcas do Alentejo, seis dos quais em Odemira, pelos crimes de tráfico de pessoas, auxílio à imigração ilegal e angariação de mão-de-obra ilegal.

Já o Ministério Público de Odemira revelou que tem em curso 11 inquéritos sobre auxílio à imigração ilegal para efeitos de exploração laboral, disse à agência Lusa fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Convite para conferência sobre poderes presidenciais

Segundo o jornal Público, o Presidente da República foi convidado para intervir na sessão de abertura de uma conferência sobre os poderes presidenciais organizada pela Faculdade de Direito da Universidade do Porto (FDUP), que se vai realizar esta sexta-feira, a partir das 15h00.

Em declarações ao matutino, Diogo Feio, professor na FDUP, explicou que o tema escolhido foi “pensado para a comunidade académica, tomando em atenção que este foi ano de eleições Presidenciais e que o Presidente da República tem um lugar central no nosso sistema de Governo determinado pela Constituição”.

Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito Presidente da República, no passado dia 24 de janeiro, com 60,7% dos votos.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Açores vão ter testes gratuitos em farmácias e rastreios laborais aleatórios

Os Açores vão passar a disponibilizar testes rápidos gratuitos para o despiste da covid-19 nas farmácias, testes de saliva para a testagem massiva aos alunos e rastreios laborais aleatórios, anunciou esta quinta-feira o secretário regional …

Uma morte e 377 novos casos nas últimas 24 horas. Rt e incidência recuam

O boletim da DGS desta sexta-feira dá conta de mais 377 novos casos em Portugal. Registou-se ainda mais um óbito. Nesta sexta-feira, dia 7 de maio, o país tem 22.421 casos ativos, menos 114 do que …

MP investiga morte de bebé que terá sido esquecido no carro em Lisboa

O Ministério Público instaurou um inquérito para averiguar as circunstâncias da morte de uma criança de dois anos que terá ficado esquecida no interior de um carro, em Lisboa. A mãe ter-se-á esquecido do bebé …

Governo está a preparar contestação de providência cautelar sobre Zmar

O ministro da Administração Interna afirmou hoje que já está a ser preparada a contestação à providência cautelar que suspende a requisição civil das casas do complexo Zmar, adiantando que o Ministério não foi ainda …

Subsídio europeu de 150 euros mensais para tirar 5 milhões de crianças da pobreza severa

Arrancou nesta sexta-feira, no Porto, a Cimeira Social promovida pela presidência portuguesa do Conselho da União Europeia. Um momento que o ex-ministro Pedro Marques aproveita para lançar a ideia de um novo apoio social de …

Banca empresta 475 milhões para Fundo de Resolução pagar ao Novo Banco

O sindicato bancário, composto por sete bancos, vai proceder ao financiamento do Fundo de Resolução para este cumprir a injeção de capital no Novo Banco já na próxima semana. O Jornal Económico avança, esta sexta-feira, que …

China suspende "diálogo económico" com a Austrália e denuncia "mentalidade de Guerra Fria"

Esta quinta-feira, o Governo chinês anunciou a suspensão "por tempo indefinido" de todas as atividades realizadas no âmbito da iniciativa "Diálogo Económico Estratégico China-Austrália". As relações entra a China e o ocidente estão cada vez mais …

Bolsonaro diz ter tido sintomas de reinfeção. China acusa-o de "politizar" novo coronavírus

O Presidente do Brasil admitiu na quinta-feira que teve sintomas de reinfeção pelo novo coronavírus "há poucos dias" e afirmou que tomou ivermectina, fármaco sem comprovação científica contra a covid-19. As declarações de Jair Bolsonaro foram …

"É fácil despedir". PCP quer mudar regime de despedimento coletivo e extinção de postos de trabalho

O PCP vai entregar na Assembleia da República esta sexta-feira um projeto de lei que visa limitar os despedimentos coletivos e a extinção de postos de trabalho, eliminando o despedimento por inadaptação. O objetivo do partido …

Páginas ocultas do PRR revelam "reedição da troika" na reforma aos hospitais

O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) prevê uma concentração das urgências da Grande Lisboa e Grande Porto, cortes nos gastos e uma gestão dos hospitais mais vigiada com imposição de objetivos financeiros. O jornal Expresso …