/

Madeira aperta o cerco à covid-19 com novo pacote de medidas

Manuel de Almeida / Lusa

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque

Esta segunda-feira, Miguel Albuquerque, Presidente do Governo Regional da Madeira, anunciou um novo pacote de medidas para conter a pandemia na região. Comércio e serviços fechados a partir das 18h; recolher obrigatório entre as 19h e as 5h; e alunos do 3.º ciclo e do secundário em casa são algumas das restrições.

Na sequência do aumento do número de casos de covid-19 no arquipélago, o Governo Regional da Madeira intensificou as restrições para combater a pandemia. Miguel Albuquerque anunciou o reforço das medidas numa comunicação transmitida no Facebook.

“Impõe-se, na região autónoma da Madeira, um conjunto de novas medidas destinadas a manter o controlo da propagação da doença neste território”, começou por dizer o social-democrata, que lidera o Governo de coligação PSD/CDS.

“As medidas agora adotadas têm por objetivo reduzir os fluxos de circulação e concentração de pessoas, garantido simultaneamente o funcionamento possível das atividades económicas e sociais, evitando os efeitos desfavoráveis, económicos, sociais e psicológicos, que um confinamento total, nesta altura, acarretaria”, acrescentou.

De acordo com o dnotícias, até 31 de janeiro, a proibição de circulação na via pública é alargada para o período entre as 19h e as 5h, durante a semana, e entre as 18h e as 5h, aos fins de semana e feriados.

As aulas presenciais para os alunos do 3.º ciclo e do ensino secundário estão suspensas, mantendo-se as atividades presenciais para os restantes níveis de ensino.

Comércio e serviços têm de encerrar a partir das 18h nos dias da semana e às 17h aos fins de semana e feriados. Farmácias, oficinas, clínicas e consultórios médicos e veterinários, serviços de oxigénio e gases medicinais ao domicílio e postos de abastecimento de combustível (apenas para abastecimentos de veículos) são as exceções.

Os restaurantes podem funcionar até às 22h, mas apenas para refeições para entrega ao domicílio. O teletrabalho será incentivado na administração pública, com o regime de trabalho em jornada contínua a passar a ser a regra quando o teletrabalho não for possível.

Estão ainda suspensas todas as atividades desportivas, com exceção das equipas seniores inseridas em competições nacionais.

O conjunto de novas medidas entra em vigor a partir das 00h desta quarta-feira.

  Liliana Malainho, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.