Puigdemont libertado. “É uma vergonha a Europa ter presos políticos”

Olivier Hoslet / EPA

A Audiência Territorial do estado federal alemão de Schleswig-Holstein descartou, esta quinta-feira, o crime de “rebelião” do pedido de extradição do ex-presidente catalão para Espanha, deixando-o em liberdade, sob fiança, enquanto analisa a entrega à justiça espanhola.

À porta da prisão de Neumünster, Carles Puigdemont fez uma breve declaração aos  jornalistas e pediu a libertação de todos os companheiros ainda detidos. “É uma vergonha para a Europa ter presos políticos”, afirmou.

Esta quinta-feira, a instância judicial não acatou o pedido do Ministério Público do mesmo estado federal, que tinha pedido a extradição de Puigdemont pelos crimes de rebelião e peculato (uso fraudulento de fundos públicos).

Puigdemont estava na prisão de Neumünster desde 24 de março, quando foi detido pela polícia alemã pouco depois de ter entrado pela fronteira dinamarquesa.

Em comunicado, a Audiência Territorial considerou que a imputação do delito de rebelião “não é admissível” por “motivos jurídicos”. A instância alemã explicou que não pode aceitar uma extradição para Espanha por rebelião, um crime tipificado na lei espanhola, porque “os atos que são imputados não seriam puníveis na Alemanha ao abrigo da legislação” germânica.

O delito que poderia ser equiparável na Alemanha, explicou o tribunal, seria o de “alta traição”, mas salienta que este não se pode aplicar porque não se cumpre o requisito da “violência”.

O Ministério Público do estado federal alemão tinha alegado que “a acusação de rebelião contempla essencialmente a realização de um referendo inconstitucional quando se esperavam confrontos violentos”.

Depois dos confrontos violentos de 20 de setembro de 2017 entre cidadãos catalães e a Guardia Civil seria de esperar uma escalada da violência no dia do referendo. Apesar disso, acrescentou o Ministério Público, Puigdemont optou por manter a consulta e obrigou a polícia da região a garantir que os apoiantes da independência pudessem participar no referendo. A Audiência Territorial descartou essa visão.

Por outro lado, afirma que ainda existe risco de fuga. No entanto, considera que este se reduz de forma considerável, uma vez que o delito de rebelião não foi admitido. Assim, deixa Puigdemont em liberdade, com uma fiança de 75 mil euros.

A Assembleia Nacional Catalã (ANC) anunciou na noite passada que já tinha feito a transferência para pagar a fiança. As forças soberanistas enviaram esta manhã para a Alemanha diferentes delegações para apoiar Puigdemont na sua saída da prisão.

Os procuradores de Schleswig anunciaram que o ex-presidente do Governo catalão já forneceu às autoridades um endereço na Alemanha onde ficará a residir enquanto se aguarda uma decisão da justiça alemã sobre o processo da sua extradição.

Segundo fontes do partido Junts per Catalunya (JxCat), Puigdemont deverá realizar uma conferência de imprensa hoje às 18h00 (menos uma hora em Lisboa) em Neumünster.

Doze outros dirigentes independentistas foram acusados de rebelião pela justiça espanhola, o que lhes pode valer penas de prisão de até 30 anos. No total, 25 dirigentes independentistas foram acusados, dos quais 12 por delitos menos graves como desobediência. Nove estão na prisão em Espanha e sete fugiram para o estrangeiro – sobre seis deles recaem mandados de captura.

Todos são acusados de ter preparado, durante anos, a rotura com Espanha, que redundou na declaração unilateral de independência da Catalunha a 27 de outubro. Fizeram-no, afirmam os tribunais, em desrespeito pelos sucessivos avisos e advertências dos tribunais e do Governo central.

Em 27 de outubro de 2017, Madrid decidiu intervir na Comunidade Autónoma, através da dissolução do parlamento regional, da destituição do executivo regional e da convocação de eleições regionais que se realizaram a 21 de dezembro último.

O bloco de partidos independentistas manteve nessas eleições a maioria de deputados no parlamento regional, mas está a ter dificuldades para formar um novo executivo.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Venezuela testou molécula que "anula a 100%" o novo coronavírus

O Presidente da Venezuela anunciou, este domingo, que o Instituto Venezuelano de Investigações Científicas (IVIC) testou com sucesso uma molécula, a DR10, que "anula 100%" o novo coronavírus. "O IVIC testou uma molécula usada para tratar …

Com a bancarrota a caminho, Governo Sócrates vendeu quase 80% dos imóveis públicos

Numa altura em que o país já estava em situação complicada, com o cenário de bancarrota no horizonte, o último Governo de José Sócrates vendeu quase 80% do património imobiliário público em apenas dois anos. Estes …

Na primeira noite de recolher obrigatório em Madrid, houve centenas de festas ilegais e álcool na rua

Na primeira noite de recolher obrigatório em Madrid, foram muitos os que ignoraram as restrições. A polícia espanhola foi obrigada a intervir em centenas de festas ilegais e numa festa ao ar livre com mais …

Casa Branca admite que EUA não poderão controlar pandemia. Biden acusa Trump de ter desistido

A Casa Branca admitiu este domingo que os EUA não poderão controlar a pandemia por ser tão contagiosa, numa mudança à postura de minimização da gravidade da crise, numa altura em que há novos recordes …

GNR obrigada a intervir no GP de Fórmula 1. Bastonário diz que evento foi um "insulto" aos profissionais de saúde

O circuito de Portimão teve de fechar algumas bancadas para garantir o distanciamento dos 27.500 espetadores autorizados pela Direção-Geral de Saúde (DGS). Pelo menos em duas foi necessária a intervenção da GNR. Em comunicado, a GNR …

Governo atira-se ao Bloco de Esquerda. Voto contra é "incompreensível"

Em conferência de imprensa, esta segunda-feira, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, afirmou que "o Governo considera incompreensível que não possa contar com o Bloco de Esquerda" para aprovar o Orçamento do …

Chilenos votam de forma esmagadora para substituir Constituição de Pinochet

Os chilenos votaram de forma esmagadora, este domingo, a favor de uma nova Constituição para substituir a herdada da era do ditador Pinochet, num referendo realizado um ano após uma revolta popular contra a desigualdade …

Parques eólicos instalados em terrenos baldios vão passar a pagar IMI

Os terrenos baldios onde sejam instalados parques eólicos destinados a produzir energia elétrica vão perder o direito à isenção de IMI que a lei previa anteriormente para este tipo de imóveis. O Jornal de Negócios adianta …

“Se Jesus tem dito que sim, não seria o Bruno Lage a substituir Rui Vitória”

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, revelou que o atual treinador das águias, Jorge Jesus, já era um nome pensado na altura em que Bruno Lage assumiu a cadeira deixada por Rui Vitória. "Disse …

LMM sugere divisão do país por zonas de risco. "Recolher obrigatório é inevitável. A situação é muito séria"

Como é habitual Luís Marques Mendes deixou o seu comentário semanal sobre o estado do país na SIC, e esta semana os temas quentes foram a Fórmula 1, que decorreu durante o fim de semana …