Juiz Sérgio Moro pede desculpa por divulgar escutas de Dilma e Lula

Rovena Rosa / Agência Brasil

O juiz brasileiro Sérgio Moro

O juiz brasileiro Sérgio Moro

O juiz Sérgio Moro, responsável pela investigação Lava Jato, admitiu esta terça-feira que se equivocou ao autorizar a divulgação de escutas telefónicas entre a Presidente Dilma Rousseff e o seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva.

O juiz federal justificou-se ao Supremo Tribunal Federal (STF) lamentando e pedindo “escusas” por ter autorizado a divulgação de escutas telefónicas, referindo que não teve intenção de “gerar um facto político-partidário, polémicas ou conflitos, algo estranho à função jurisdicional”.

“Diante da controvérsia decorrente do levantamento do sigilo e da decisão de vossa excelência, compreendo que o entendimento então adotado possa ser considerado incorreto, ou mesmo sendo correto, possa ter trazido polémicas e constrangimentos desnecessários. Jamais foi a intenção deste julgador, ao proferir a aludida decisão de 16 de março, provocar tais efeitos e, por eles, solicito desde logo respeitosas escusas a este Egrégio Supremo Tribunal Federal”, afirmou Sérgio Moro.

O juiz Sérgio Moro enviou as informações a pedido do magistrado do STF Teori Zavascki, após a decisão que determinou a suspensão das investigações da Operação Lava Jato que envolvem Lula e o envio dos processos para o Supremo Tribunal.

Nos áudios divulgados, Dilma Rousseff diz a Lula da Silva que mandou alguém entregar o termo de posse do ex-Presidente como ministro da Casa Civil, para ser usado “em caso de necessidade”.

As declarações foram interpretadas como um possível combinação para garantir a imunidade de Lula da Silva – que como membro do Governo deixaria de ser julgado por Moro, passando a investigação para a alçada so STF -, mas a Presidente justificou que falavam na assinatura do seu antecessor para a tomada de posse, quando ainda não era certa a presença de Lula no evento.

Sérgio Moro garante que não determinou a quebra de sigilo telefónico de nenhuma pessoa com prerrogativa de foro (imunidade jurídica) e que os diálogos envolvendo a presidente Dilma e ministro do gabinete pessoal da presidência, Jaques Wagner, o ministro das Finanças, Nelson Barbosa, e parlamentares, foi encontrada de forma fortuita nas investigações.

O juiz afirma que o seu objetivo era “dar publicidade ao processo e especialmente a condutas relevantes do ponto de vista jurídico e criminal do investigado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que podem eventualmente caracterizar obstrução à Justiça ou tentativas de obstrução à Justiça”.

No pedido de informações, Moro também afirmou que existem mais conversas telefónicas do ex-presidente que foram gravadas.

“Há outros diálogos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva intencionando ou tentando obstruir ou influenciar indevidamente a Justiça. Há também diálogos nos quais revela a intenção de intimidar as autoridadades responsáveis pela investigação e processo”, afirmou Moro.

Esta quinta-feira, o STF decidirá se Sérgio Moro, responsável pela investigação da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal, continuará na condução dos inquéritos contra Lula da Silva.

Agência Brasil

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Existe uma expressão que diz… “Ups! My bad…” (desculpem qualquer coisinha…)
    E eu digo “Bullsh…!” (treta – a expressão é um pouco mais acutilante, mas não quero utilizar palavras mais fortes…)

  2. Este “cara” (de parvo) não passa de patifório da máfia golpista.
    Aonde é que estavam estes Juízes (sem juízo), quando ao longo de tantos anos se roubava impunemente à descarada no Brasil ?
    E se a direita voltar ao poder no Brasil, vai ser uma gigantesca festança de ladroagem – mas simplesmente com a aprovação da falsa Justiça brasileira.

RESPONDER

Ficheiro apreendido a Rui Pinto tinha número de telemóvel da procuradora

Um ficheiro de um dos dispositivos apreendidos ao criador do ‘Football Leaks’, Rui Pinto, contém o número de telemóvel da procuradora do Ministério Público (MP) envolvida no julgamento, Marta Viegas, confirmou a própria na 15.ª …

Rio anuncia vota contra no OE. "O PSD é mais responsável na oposição do que o PS no Governo"

O presidente do PSD anunciou esta quarta-feira o voto contra do partido na proposta de Orçamento do Estado para 2021, dizendo que esse é “o único voto coerente” e porque outra votação nem sequer “evitaria …

"A pandemia derrubou-me." "Pepe" Mujica, ex-Presidente do Uruguai, abandona a política

O ex-presidente uruguaio José "Pepe" Mujica disse que continuará a ser "conselheiro" dos companheiros de partido. José "Pepe" Mujica, ex-Presidente do Uruguai, renunciou esta terça-feira ao seu lugar no Senado e abandonou definitivamente a política ativa. …

Milhares de reclusos na Nigéria fugiram depois de invasões a prisões

De acordo com as autoridades nigerianas, cerca de 2000 presos fugiram de prisões na Nigéria, após os locais terem sido invadidos por multidões. Foi imposto um recolher obrigatório em resposta à agitação resultante de duas …

Manuel Maria Carrilho absolvido pela terceira vez do crime de violência doméstica

O ex-ministro Manuel Maria Carrilho foi esta quarta-feira novamente absolvido do caso de violência doméstica em que era suspeito de ter agredido a apresentadora de televisão Bárbara Guimarães. Em comunicado Manuel Maria Carrilho explica que o …

Maiores construtoras portuguesas juntam-se contra a "armada espanhola"

As duas maiores construtoras portuguesas, Mota-Engil e Teixeira Duarte, aliaram-se num consórcio, no âmbito de um concurso público lançado pela Infraestruturas de Portugal (IP), para tentar derrotar a concorrência espanhola. Habitualmente concorrentes na disputa pelas grandes …

Novo recorde: SNS24 recebeu mais de 23 mil chamadas só esta segunda-feira

O centro de contactos SNS24 bateu um novo recorde de atendimentos no dia 19 de outubro, com 23.373 chamadas atendidas, revelaram os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) ao Público. Os picos de chamadas …

Israel descobre túnel escavado desde a Faixa de Gaza

"O túnel, com várias dezenas de metros de comprimento, foi escavado em Khan Younès, no sul da Faixa de Gaza, e entra no território israelita", afirmou o porta-voz do exército, Jonathan Conricus, durante uma conferência …

Lei aprovada no Parlamento pretende facilitar prescrições de multas a partidos políticos

O projeto foi aprovado na generalidade no Parlamento, e está em discussão na especialidade. A Entidade das Contas e Financiamentos Políticos (ECFP) teme os efeitos da nova legislação sobre as prescrições de multas a partidos …

Noiva de Khashoggi processa príncipe herdeiro saudita

Hatice Cengiz, noiva de Jamal Khashoggi, colocou um processo contra o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman e outros alegados mentores do assassínio. A noiva do jornalista Jamal Khashoggi, assassinado na Turquia em outubro de …