Ivan, o (não tão) Terrível. Aliado de Putin reescreve história para reabilitar reputação do 1.º czar

Segundo um alto funcionário russo, Ivã, o Terrível não era terrível e a sua reputação de tirano cruel é o resultado de uma campanha de difamação realizada pelo Ocidente no século XVI.

Nikolai Patrushev, o poderoso chefe do conselho de segurança do país e um dos aliados mais próximos do presidente Putin, disse que o primeiro czar da Rússia, que morreu em 1584, foi alvo de “cronistas ocidentais” durante a sua vida, que falsamente o retrataram como um governante sádico.

Segundo Patrushev, de 69 anos, ouvido pelo jornal Argumenty I Fakti e citado pelo jornal britânico The Times, o objetivo era “desviar a atenção dos europeus” da perseguição religiosa, como a Inquisição espanhola, a caça às bruxas e as violações “monstruosas” dos direitos humanos que acompanharam a colonização.

“[Os europeus] não gostaram do facto de o czar russo não reconhecer a sua liderança política e moral”, disse Patrushev, acrescentando ainda que a suposta campanha de difamação contra o czar foi um dos primeiros exemplos de “russofobia” e comparando-a ao que alegou ser uma crítica injusta ao moderno Kremlin por parte dos países ocidentais.

“Continuam a retratar o nosso país como a principal ameaça à liberdade e à tolerância”.

Ivã, o Terrível governou a Rússia durante 37 anos e é conhecido pelo massacre de Novgorod, quando milhares de pessoas foram queimadas vivas ou afogadas pela sua polícia secreta, a oprichniki.

O czar também matou o seu próprio filho, provavelmente durante um ataque de raiva.

Vladimir Medinsky, historiador e ex-ministro da cultura, argumentou que Ivã deve ser julgado pelos padrões da sua época e que merece respeito como fundador da Rússia moderna.

Os comentários de Patrushev são o mais recente movimento numa tentativa apoiada pelo Governo de reabilitar a reputação do czar.

Os críticos apontam que não havia um conceito da Europa como bloco político no século XVI. Já Gleb Pavlovsky, um ex-conselheiro do Kremlin, desdenha a ideia de ouvir “as opiniões dos oficiais de inteligência sobre história e cultura”.

A Rússia de Putin foi acusada de rever a história para se adequar a uma agenda nacionalista apoiada pelo Kremlin, incluindo a minimização dos expurgos de Estaline.

Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …