IVA das linhas de apoio vai ser totalmente canalizado para as vítimas dos incêndios

Nuno André Ferreira / Lusa

Bombeiros tentam combater o fogo em São Pedro do Sul, Viseu

O Ministério das Finanças anunciou que o IVA cobrado nas chamadas das linhas de apoio vai ser integralmente canalizado para ajudar as vítimas. Alguns bancos também vão devolver as comissões cobradas aos clientes pelas transferências.

O Ministério das Finanças anunciou que todo o IVA arrecadado através de linhas de valor acrescentado criadas com o propósito de ajudar as vítimas do incêndio em Pedrógão Grande será também canalizado para o mesmo efeito, adianta a Renascença.

“Não sendo legalmente possível ao Estado não cobrar o IVA relativo a atividades sujeitas e não isentas, o Ministro das Finanças decidiu que o IVA recebido relativo a iniciativas sem fins lucrativos de arrecadação de fundos para apoio às vítimas dos incêndios será integralmente canalizado para atividades de proteção civil ou de solidariedade social de apoio àquelas vítimas”, lê-se no comunicado das Finanças.

No domingo passado, começaram a surgir várias iniciativas solidárias para ajudar as vítimas desta tragédia, que já matou 64 pessoas e deixou mais de 200 feridas. Exemplo disso é a linha de apoio da SIC (760 100 100) ou da RTP (760 200 600).

O custo das chamadas é de 60 cêntimos, à qual acresce o valor do IVA, motivo que desde logo começou a gerar algumas críticas nas redes sociais por causa do imposto cobrado pelo Estado, valor esse que não iria chegar às vítimas.

No mesmo comunicado, citado pela estação de rádio, o Ministério explica ainda que vai alargar os prazos para cumprimento de obrigações fiscais dos residentes dos municípios afetados pelas chamas até ao final do mês, para que as possam cumprir sem serem sujeitos a quaisquer penalizações.

“É igualmente assegurada a dispensa de coima ou outras penalidades aos residentes noutros concelhos que demonstrem não ter conseguido cumprir os seus deveres fiscais por motivo análogo de força maior”.

Em causa estão a entrega das retenções na fonte do IRS e retenções do IRC, a entrega de importâncias liquidadas no mês anterior por via do Imposto do Selo e a comunicação eletrónica das faturas emitidas durante o mês de maio.

Bancos devolvem comissão cobrada nos donativos

Segundo o jornal Eco, a CGD e o BCP vão devolver a comissão cobrada aos clientes que realizem transferências para as contas solidárias criadas para ajudar as vítimas destes incêndios. Pelo contrário, o Santander Totta decidiu manter a cobrança dessa comissão.

“A nossa conta solidária não tem custos associados e acionamos um sistema em que também estamos a isentar as pessoas que fazem transferências da sua conta no Millennium BCP para as contas solidárias dos outros bancos”, afirmou fonte oficial do BCP.

Em declarações ao mesmo jornal, fonte oficial da CGD também confirmou a mesma posição, destacando contudo que o “grosso dessas operações” estão a ser feitas para contas solidárias do próprio banco, às quais não está associada a cobrança de comissões.

O Santander decidiu “não alterar a sua política”, avançou fonte oficial da instituição ao jornal, alertando para o facto de que, caso os clientes pretendam contribuir, podem fazê-lo através da conta solidária do próprio banco.

No caso do BCP, a instituição está a cobrar uma comissão de um euro sempre que é feita uma transferência e, no caso da Caixa, o valor em causa é de 52 cêntimos. No Santander, uma transferência para outro banco custa 1,25 euros, se for feita através da Internet.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Linhas de apoio 760 , engordar operadoras de telecomunicações e tvs ?
    Gostava de ver publicado qual o valor de cada chamada que será doado , o valor total da doação e o numero de chamadas efetuadas para esses números .

RESPONDER

Urgência pediátrica do Garcia de Orta encerra à noite a partir de segunda-feira

O serviço de urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta, em Almada, vai fechar à noite a partir de segunda-feira, disse a ministra da Saúde, que prolongou o horário de duas unidades de saúde para …

Hipercarro elétrico da Aspark pulveriza recorde de aceleração

O novo hipercarro elétrico Aspark Owl vai começar a sua produção já no próximo ano e conta já com o recorde de aceleração. O carro vai dos 0 aos 100 km/h em 1,69 segundos. Depois de …

Pelé desafia Ronaldo a bater o seu recorde de 1.283 golos

O ex-futebolista internacional brasileiro Pelé desafiou esta quinta-feira o avançado português Cristiano Ronaldo a superar o seu recorde de 1.283 golos. “Espero que, com a quantidade de golos que já marcou, e foram muitos, tenha saúde …

A automatização pode acabar com 800 milhões de empregos em cerca de 15 anos

Uma análise do Bank of America Merrill Lynch revelou que cerca de 800 milhões de empregos podem desaparecer em todo o mundo até 2035. Esse resultado deve-se à diminuição do custo de automatização. Segundo noticiou o …

Portugueses que ganham até 660 euros mensais podem ficar isentos de IRS em 2020

Os portugueses que auferem até 660 euros mensais, num total de 14 meses, alcançando um máximo anual de 9.224,2 euros podem ficar isentos de IRS em 2020, avança o Jornal de Negócios. De acordo com o …

Milhares de aves encontradas mortas junto a lago na Índia. Desconhecem-se ainda as razões

No passado domingo, 2.400 pássaros - incluindo 20 espécies migratórias - foram encontrados mortos perto do Sambhar Salt Lake, na Índia. Os locais alertaram as autoridades florestais, que esperam os resultados das análises para determinar …

João Félix deve regressar aos relvados na próxima semana

O internacional português João Félix deve regressar aos relvados na próxima semana e pode mesmo vir a ser opção do Atlético de Madrid para o jogo frente ao Granada, marcado para o próximo dia 23 …

Vítimas do franquismo pedem investigação à origem das jóias que a família Franco vai leiloar

A Associação para a Recuperação da Memória Histórica (ARMH), que inclui familiares das vítimas do franquismo, pediu ao Governo espanhol que investigue a origem das jóias que a família Franco vai leiloar. De acordo com …

"Sem dúvida". Montenegro diz que era capaz de derrotar Costa

O antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro, que é agora candidato à liderança do partido, afirmou, em entrevista ao jornal Público e à Rádio Renascença, que era capaz de derrotar António Costa.  "Acho que era …

Rússia quer legalizar comércio de 'diamantes de sangue' africanos

Os diamantes exportados da República Centro-Africana estão associados à corrupção, à violência, à guerra civil, a violações e assassinatos. Agora, Moscovo anunciou que quer o fim do embargo internacional, buscando legalizar na totalidade a sua …