Italianos compram suplemento de leite infantil, convencidos de que protege da covid-19

Andrea Fasani / EPA

A lactoferrina, encontrada em altas concentrações no leite materno, tem sido promovida como uma proteína que protege contra a covid-19. Em Itália, as farmácias deparam-se com uma enorme procura por este produto, apesar de não existirem evidências científicas da sua eficácia.

As farmácias italianas enfrentam uma enorme procura por um produto de nicho, geralmente comercializado como um estimulador do sistema imunológico para bebés, semanas depois de um vídeo viral ter sugerido que protegia contra o novo coronavírus.

De acordo com a France24, a lactoferrina – proteína encontrada em altas concentrações no leite materno – terá sido submetida a um pequeno ensaio clínico em Roma e foram divulgados resultados positivos relativamente à proteção contra a covid-19.

Apesar de não haver confirmação da sua eficácia, as farmácias do centro de Roma estão a lidar com um aumento dramático na procura do suplemento.

“Não sabemos nada sobre este produto, também estamos às escuras”, contou um farmacêutico à AFP, citado pela France24, sob condição de anonimato.

“Quando as pessoas estão com medo, acreditam em qualquer coisa”, disse, justificando o aumento da procura.

O aumento na procura de lactoferrina seguiu uma reportagem local, realizada em julho, na qual Elena Campione, professora de dermatologia da Universidade Tor Vergata em Roma, fez afirmações contundentes sobre a sua investigação.

“Decidimos tratar pacientes com covid-19, no estágio inicial da doença. Foi incrível, mas 10 dias após o início da terapia, os sintomas desapareceram e o teste de PCR (para coronavírus) deu negativo”, disse.

Na altura, a reportagem tornou-se viral nas redes sociais e ressurgiu agora quando os casos de covid-19 começaram a aumentar naquele país, ultrapassando os 25 mil casos diários no final de outubro.

Embora a procura pelo suplemento para bebés tenha aumentado muito em Itália, vários especialistas mostram-se reticentes.

Não há evidência clínica que indique a utilidade da lactoferrina na prevenção ou tratamento de covid-19″, escreveu no Twitter Roberto Burioni, professor de virologia em Milão e autor de um site sobre medicina.

No entanto, a procura pela lactoferrina continua e uma grande farmácia no centro de Roma disse que vende agora até 100 caixas do suplemento por semana, quando antes vendia apenas duas ou três caixas por mês.

“Não pergunto se as pessoas estão a comprar isto para a covid. Está a chegar a época da gripe, então talvez algumas pessoas estejam a comprar por causa disso”, disse um funcionário da farmácia Igea San Gallicano em Roma. “Mas se alguém vier e comprar a granel, então sabemos que está a comprar por causa da covid,”, acrescentou.

Outra farmacêutica explicou que a sua pequena farmácia viu um aumento na procura e que algumas pessoas tinham, até, receitas dos seus médicos.

“Costumavam vir cá e pedir conselhos sobre o que poderiam fazer para melhorar o seu sistema imunológico contra a covid-19. Agora vêm e pedem esses produtos de lactoferrina pelo nome”, contou.

A farmacêutica disse ainda que viu o produto voar das prateleiras de farmácias grandes, descrevendo a procura por produtos não comprovados como “como uma psicose”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …

Governo quer proibir empresas de recorrer ao 'outsourcing' após despedimento coletivo

O Governo quer proibir as empresas que façam despedimentos coletivos de recorrerem ao 'outsourcing' (contratação externa) durante os 12 meses seguintes, disse hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. No final …

Barcelona: Cruyff afasta-se e perder com o Benfica seria "um drama"

Ronald Koeman até poderá sair mas não será Jordi Cruyff a substituir o seu compatriota. O Barcelona atravessa uma fase perturbada, já há algum tempo, mas o panorama financeiro piorou o cenário fora de campo e …

Casa Branca oferece "telefonema educativo" a Nicki Minaj para acalmar apreensões sobre a vacina

Depois de um tweet de Nicki Minaj se ter tornado viral por associar a vacina contra a covid-19 à impotência, a Casa Branca convidou a rapper para um telefonema com especialistas para esclarecerem as suas …

Baterias de lítio-enxofre melhores e mais baratas? O segredo é uma pitada de açúcar

Uma colher cheia de açúcar pode ser o suficiente para permitir que um veículo elétrico faça uma viagem de Melbourne a Sidney (878 km) com uma única carga. Atualmente, os automóveis elétricos e os telemóveis utilizam …

Parlamento aprova na generalidade mudança do TC para Coimbra. Oito socialistas votaram a favor

A proposta passou com votos contra do Chega e PAN, abstenção do PCP, BE, PEV e maioria da bancada do PS e votos favoráveis do PSD, CDS, IL e de oito deputados socialistas. O resultado já …

Escola da Amadora queria proibir minissaias, decotes e chinelos - mas já voltou atrás

Um Agrupamento na Amadora publicou um código de vestuário que acendeu um debate nas redes sociais devido às regras que controlavam mais as raparigas. Entretanto, a escola já voltou atrás na decisão. Segundo escreve o Jornal …